A publicação de “Horimiya” pelo mundo e opiniões

No dia 30 de setembro, a editora Panini anunciou no Anime Friends, “Horimiya”. A obra deve ser lançada em dezembro/2021. O primeiro volume está em pré-venda na loja da editora. Nesta postagem veremos como anda a publicação da obra pelo mundo.

Sinopse: “O doce e levemente ácido gostinho da juventude!! De um lado, Hori-san, que à primeira vista faz o tipo patricinha, mas na verdade é uma garota simples e prendada. Do outro, Miyamura-kun, que na escola emana um ar negativo com seus óculos e aparência sem graça, quando na verdade é um gato cheio de piercings. O que acontece quando o acaso faz com que esses dois, que parecem ser tão diferentes, mas têm tanto em comum, se encontrem.?!”


Japão

Horimiya

Originalmente, Horimiya (ホリミヤ) foi criado como web mangá, sendo escrito e ilustrado por HERO entre 2007 e 2011. Posteriormente, a obra recebeu uma versão impressa pela editora Square Enix entre 2008 e 2011, tendo 10 volumes ao todo. Ela saiu com o título “Hori-san to Miyamura-kun” (堀さんと宮村くん). Ainda em 2011, o mangá recebeu um remake que conta com ilustrações de Daisuke Hagiwara, sendo publicado na revista GFantasy da Square Enix sob o título “Horimiya”. Foi concluído neste ano, possuindo um total de 16 volumes. E essa versão que foi anunciada pela editora Panini.

Edições especiais (volumes 6 e 16).

Espanha

A obra é publicada pela editora Norma Editorial desde 2017. Por ora, 15 volumes foram lançados. A editora lançou o primeiro volume com uma caixa de box limitada.


Itália

A editora J-POP publicou o mangá entre 2018 e 2021. O volume 16 foi publicado em outubro, saindo em duas versões: regular e especial. A edição especial teve uma capa variante e incluiu o Memorial Book+25, um livreto de ilustrações de Daisuke Hagiwara. Via J-POP.

Volumes 1, 15 e 16 (edição especial).

Estados Unidos

O mangá sai pela editora Yen Press desde 2015. Foram lançados 15 volumes até agora.


França

Em setembro deste ano, a editora ‘nobi nobi !’ anunciou que publicará a obra no país. Os dois primeiros volumes estão previstos para janeiro/2022.

Alemanha

O mangá é publicado pela editora Egmont Manga desde 2017, sendo lançados 15 volumes até agora. O volume 16 está previsto para março/2022.


Polônia

A editora Waneko lança a obra desde 2015. O décimo sexto volume tem previsão de lançamento para este mês.

Sobrecapas completas.

Coreia do Sul

O mangá saiu pela editora Haksan Publishing sob o título “호리미야” desde 2016. Por enquanto, 15 volumes foram publicados.


Tailândia

A editora Siam Inter Comics lança a obra sob o título “โฮริมิยะ สาวมั่นกับนายมืดมน เล่ม” desde 2016. Foram publicados 15 volumes até o momento.


Taiwan

O mangá sai pela editora Ching Win Publishing com o título “堀與宮村” desde 2015, sendo publicados 15 volumes. Todos os volumes lançados receberam uma edição especial. O volume 11 também teve uma edição limitada.

Edições regulares (volumes 1 e 15).
Edições especiais.
Edição especial e limitada do volume 11.

Indonésia

A obra é lançada pela editora Elex Media Komputindo desde 2017. Foram publicados 15 volumes.


Opiniões

ALÊ: Até antes da estreia do anime em Janeiro desse ano, “Horimiya” era meu shounen de romance favorito. Era simplesmente obcecado por ele e acho a coisa mais maravilhosa do mundo. Porém isso mudou quando “vi o anime”. Eu comecei a comentar o anime no blog e a ideia é que fosse semanal. Só que na época eu estava passando por alguns problemas e não rolou. Eu pretendia retomar as postagens sobre o anime, mas eis que vejo algumas críticas surgirem e minha visão sobre a obra passou a mudar. Eu não vou dizer aqui sobre o que é ao certo, porque seria spoiler, mas digamos que há problemas no relacionamento dos protagonistas e rola umas situações bem bifóbicas (meu namorado é bissexual, então me incomodou por esse lado também). Me causou um certo desgosto, porque assim, eu comecei a ler Horimiya quando meu senso crítico era bem baixo. Foi bem chocante para mim ver essas coisas. Não é atoa que até hoje eu sequer consegui terminar o anime (estagnei no episódio 3).
Por causa disso, eu sinceramente não sei se vou querer colecionar o mangá. Eu não acho o mangá RUIM. Gosto muito dos personagens, da interação entre eles, mas hoje tenho várias ressalvas – que vão até além dessas que mencionei – que me fazem questionar se vale a pena entrar numa coleção de 16 volumes, mensal, que já vai passar por reajuste logo no volume 2 e que tem esse tipo de problema… Uma coisa é certa. Irei adquirir ao menos o volume 1. Posteriormente, eu decido o que farei com o restante da obra, se coleciono ou não.

RUB: eu até lia Horimiya antes (parei lá no capítulo 50), porém nunca foi uma obra que me marcava profundamente. Era uma leitura para passatempo. Se irei comprar o mangá? Estou na dúvida. Muitos mangás eu digo que não vou comprar, mas surge uma promoção e o besta aqui está lá aumentando a sua divida pessoal. Vou afirmar que irei adquirir, mas que mudanças podem acontecer e eu posso desistir dessa ideia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s