Dorama: Kieta Hatsukoi (My Love Mix-Up!) #1 – Primeiras Impressões

Será “Kieta Hatsukoi” o meu sucessor espiritual de “Cherry Magic!”?

Olá meus queridos e amados! Hoje vamos falar de doramas, sendo este “Kieta Hatsukoi”, que estreou no dia 9 de Outubro (sábado). Era para esse post estar sendo lançado antes do episódio #2, porém eu comecei a fazer curso de francês no começo desse mês, o que vem tomando meu tempo, tendo que conciliar as aulas, lições, redes sociais do blog, vida pessoal, etc, etc, etc… Enfim, muita coisa, mas mesmo atrasado, nunca é tarde para se falar de uma ótima obra, Kieta Hatsukoi! ^^

Sinopse: “Aoki tem uma queda por Hashimoto, a garota que senta ao lado dele em sua classe. Mas ele se desespera quando pega a borracha dela emprestada e vê que ela escreveu o nome de outro garoto – Ida – nela. Para tornar as coisas mais confusas, Ida vê Aoki segurando aquela mesma borracha e pensa que Aoki tem uma queda por ele!”


Conheci “Kieta Hatsukoi” há algum tempo atrás, quando algumas amigas começaram a comentar da obra. Fui atrás para saber a sinopse e alguns detalhes da publicação no Japão – e pelo mundo. Quando a adaptação em dorama foi anunciada, fiquei muito contente e eu tinha que assistir. Como estava muito ansioso, acabei dando uma olhada nos primeiros capítulos para ver qual seria o ‘feeling‘ da obra. Assistido o episódio, foi uma estreia excelente, com uma execução e escolha de elenco perfeita!

Capa da edição de Setembro/2021 da Besatsu Margaret (onde o mangá publicado) comemorando o anúncio da adaptação em Dorama.

Em Kieta, vamos acompanhar uma série de acasos e maus entendidos um atrás do outro e que vão aumentando de proporção, fazendo assim a história caminhar. Aoki gosta da Hashimoto, que por sua vez gosta do Ida. E o Ida não gosta de ninguém. Tudo começa no momento que o Aoki deixa cair a borracha da Hashimoto e o Ida – que senta na sua frente – acaba vendo o nome dele junto de um coração escritos na borracha. Para não entregar sua amiga/crush, o Aoki precisa dizer que foi ele que escreveu aquilo na borracha, gerando um mal entendido que precisa resolver, ou melhor, tentar. Nessas tentativas de corrigir a situação, o Aoki só piora e mais confusões vão sendo gerados, tornando tudo mais cômico.

O humor da série é ótimo! Quando o Aoki vai para conversar com o Ida, ele não se expressa direito e continua dando a entender que gosta do Ida, mas não se importa em não ter seus sentimentos considerados, falando para o garoto só esquecer daquilo. Isso vai seguindo até o final do episódio, com o Aoki jurando que já tinha solucionado a questão, quando na verdade, só gerou mais enganos e fez o Ida acreditar mais que ele gostava dele. A forma com que os diálogos verbalizados e os que são apenas passados por pensamentos se encaixam, é maravilhoso! É um texto muito bom e conexo. Encaixa perfeitamente dentro de cada momento. Sério, eu achei perfeito e tudo sendo potencializado pelas maravilhosas atuações dos personagens. Escolheram ótimos atores, e por incrível que pareça, cada um deles parece MUITO com seus personagens no mangá. O Ida e o Aoki no mangá são literalmente o rosto de seus atores no dorama. Chega a ser impressionante o quão parecidos são o_O

Uma coisa excelente da obra é que o Ida em momento algum tem aversão aos supostos sentimentos do Aoki, pelo contrário. Sempre que há algum destaque na perspectiva dele, considerando esses sentimentos, ponderando, e nunca destratando ele. Ele pensa, inicialmente, o porquê de ser ele, mais pelo fato deles quase nunca terem conversado, supostamente não tendo algo que pudesse desencadear sentimentos românticos. Mas só dura até o Ida pensar nos momentos que já conversou com o Aoki e chegar a conclusão de que: “Ok, isso é possível”. Sabe, tão bom ver sendo feito sem alarde, destratar, pisar ou ofender. É tão gostosinho e prazeroso de ver. O Shoujo conversa mais com a sociedade e com o que está acontecendo nela. A forma de trabalhar assuntos pertinentes (tendências sociais e o que está sendo debatido ou virá a ser discutido) tende a começar na demografia. Por andar colado com o que acontece, a progressão e a forma de trabalhar também acompanha mais facilmente. É muito satisfatório a forma em como o amor dos personagens está sendo desenvolvidos. São só pessoas apaixonadas e acabou. Tudo ocasionado por um engano? Sim, mas enfim… Sem muito ‘segredo’ (até por isso sinto mais confiança em shoujo do que shounen e até seinen -_-).

Adoro essas situações

E do outro lado, temos a Hashimoto, completamente lendária e perfeita!!! Simplesmente um ícone! Melhor personagem. Assim como o Aoki diz: Hashimoto é um anjo. Ela é uma personagem muito boa. Gosto muito da parte que exploraram os sentimentos dela. Ela é aquela personagem bem tímida, que fica nervosa diante do boy que ela gosta, apresenta um pouco de autodepreciação – no sentido de não se achar boa o suficiente – e acho muito fofo sobre como a obra conversa com “o primeiro amor”. A obra gira em torno de enganos que fazem os personagens se relacionarem, de não conseguir se expressar direito ao ponto de esclarecer esses desentendidos (ao menos inicialmente), mas também de como cada um está tendo uma vivência amorosa pela primeira vez. O Aoki pela Hashimoto, ela por sua vez com o Ida e o Ida considerando a declaração do Aoki (muito bom ele querer um tempo para pensar e tentar conhecer o guri melhor antes de tomar uma decisão). É um sentimento caloroso ver eles nessas experiências e descobertas amorosas (e desilusões também), já que o Aoki quase se declara para a amada no episódio, mas falta coragem. Também tem o lado dele saber que ela gosta do Ida e de novo, batem na tecla de que: “Puts, ela não vai gostar mim”. Ele refletindo que eu acho bem fofo esse lado da timidez corriqueira nos títulos nipônicos, desde da abertura para momentos constrangedores e fofos, sendo assim uma perfeita bomba de açúcar e eu AMO MUITO ISSO! É um dos melhores tipos de narrativa que gosto de consumir ^^

Para além disso, também tem o lado do Aoki querer ajudar a Hashimoto, pensando em proteger a felicidade de sua amiga – não julgo, pois faria o mesmo. quero ver como isso será desenvolvido, pois por mais que ele esteja com a melhor das intenções, ainda é uma garota que ele gosta, então deve doer. Ele também tem seus próprios problemas para lidar, o que deve distrair a sua mente desses sentimentos, rs. Enquanto isso, seu amigo – Jun – tenta criar brechas para o Ida conversar com o Aoki achando que ele quer conseguir a amizade dele, ocasionando e alimentando mais desencontros, por assim dizer. Essa relação de ideias desencontradas deve seguir assim por mais alguns episódios, até começar a se resolver e passar a trabalhar mais os sentimentos dos personagens no fim das contas. Para quem acompanha o mercado brasileiro de mangás, a Panini publicou um shoujo chamado “Furi Fura – Amores e Desenganos” (de Io Sakisaka) e se alguém me perguntar o que é Kieta Hatsukoi, é basicamente essa obra 🙂


Em aspectos gerais, eu gosto de algumas escolhas da direção. Tem ângulos muito bons, iluminação ótima, o timing cômico é excelente (potencializado pelos atores) e achei tudo bem produzido até aqui. Gostei de algumas mudanças sutis em relação ao mangá. Achei os acréscimos e as leves mudanças muito boas. Tornaram algumas sequências mais agradáveis do que já eram e mudaram alguns ambientes. No geral, foram boas escolhas de direção/condução do roteiro. A escolha do cast está se mostrando muito boa, como comentei. Estou com boas expectativas. Acredito que vão entregar tudo e mais um pouco ^^

Iluminação 10/10

Por fim, só acho importante salientar que Kieta Hatsukoi não é um BL, então não esperem certas coisas que normalmente se vê em BLs. A obra é um shoujo e usa de todos os arquétipos e situações que são costumeiras na demografia. A trama está aí para ser mais fofa, divertida e levinha. Boa para se acompanhar numa tarde, sabe? Se você tiver isso em mente, é um prato cheio para se deliciar e aproveitar. Recomendo DEMAIS a adaptação. O primeiro episódio é muito competente. Vi algumas imagens do episódio 2 e parece continuar maravilhoso! Ainda não sei se irei comentar mais episódios da adaptação, mas em todo caso, fica aqui a recomendação da série ^^

Pausa para apreciação da Hashimoto

Um comentário em “Dorama: Kieta Hatsukoi (My Love Mix-Up!) #1 – Primeiras Impressões

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s