Uramichi Oniisan (Life Lessons with Uramichi-Oniisan) #1 – Primeiras Impressões

A vida é triste, então vamos rir dela enquanto podemos :’)

Estamos indo bem mais devagar com as primeiras impressões dos animes dessa Temporada, em partes por eu estar desanimado com algumas coisas, então não tenho trabalhado muito no blog. Ou seja, estou em sintonia perfeita com a proposta de “Uramichi Oniisan”, de rir da minha própria desgraça ^^. Irei falar de outra estreia excelente da Temporada de Verão ^^

Sinopse: “Olá meninos e meninas! Você gosta de garotos com mais de um lado?
Omota Uramichi, 31 anos, estrela como professor de ginástica no programa educacional de TV “Juntamente com a Mama”. Ele pode ser doce, mas todos os meninos e meninas ficam inevitavelmente assustados sempre que têm um vislumbre da escuridão adulta que é o resultado da instabilidade emocional do “Senhor Uramichi”…?!
Este é um elogio trágico a todos os “meninos e meninas” que agora são adultos!”


“Uramichi Oniisan” vai contar a vida diária do Uramichi, que é um apresentador de um programa infantil. Ele tem uma instabilidade emocional muito grande. Vez ou outra, ele deixa escapar seu desgosto, desespero, tristeza, diante da vida adulta e cara, como isso é maravilhoso! Se fosse resumir qual foi o sentimento ou a sensação ao assistir a estreia do anime, eu diria que é basicamente é o estado de espírito do brasileiro diante do (des)governo na pandemia e no restante das políticas do país.

Tenho que dizer que fui surpreendido muito positivamente pelo anime. Como disse em outra postagem, eu peguei ele puramente, porque uma amiga havia dito que o mangá era bom e que se a produção tivesse um bom timing, o anime também seria agradável. E olha só, uma baita surpresa dessa temporada! Passei os poucos mais de 20 minutos do episódio rindo sem parar (algumas vezes, de desespero). Simplesmente maravilhoso! O episódio é segmentado em pequenos blocos e cada um deles basicamente conta uma pequena historinha do dia a dia de trabalho dos personagens e como isso é fantástico!

Assim, apesar de todo o tom cômico em passar “mensagens de desespero” por meio dos personagens, ainda mais no cenário de que é um programa infantil, é quase olharmos para o nosso passado, cheios de sonhos e expectativas, para quando crescer, passar a ver as dificuldades da vida, que não é tão lindo. Mesmo que sua vida não seja fácil, acredito que quando se é criança, é muito fácil pensar coisas como “Não, comigo vai ser diferente”, “Eu vou ser rico quando crescer”. Dá até uma tristeza olhar para o meu eu de 12 anos, ver como eu era tão mais determinado do que queria fazer e ser da minha vida (justamente por parecer ser mais fácil alcançar as coisas) e hoje em dia é só choro, tristeza e desespero :’) E até por isso eu digo que quem está ali na casa dos 18-25, deve se conectar muito forte com a animação. Eu ainda não tive experiência com emprego. O máximo disso foi ter que lidar com otaku chato nas redes sociais do blog, mas muito longe de algo fixo, que me cobre mesmo e sendo bem sincero, tenho até um pouco de medo/receio disso.

Onde eu queria chegar com isso é que dá perfeitamente para ver um fundo de crítica social, sobretudo com o sistema de produção (capitalismo, como sempre), porque muitas vezes, pouco importa como está sua saúde mental, suas emoções, se está bem de saúde ou não. Você precisa continuar produzindo. Não pode parar, porque se você descansa, passa a ser incompetente e claro, sempre terá outro para substituir você. Principalmente se você compor grupos vulneráveis da sociedade (gênero, sexualidade, etnia etc.). Quanto mais vulnerável você estiver, mais difícil tende a ser para você alcançar seus objetivos. Mais que problemas de personalidade, o Uramichii usa uma máscara e não é para parecer ser algo que não é, e sim me soa mais como ele precisasse se iludir de que está bem ou como tentasse se convencer disso. Eu vi um print, acho que do episódio #2, que ele diz: “Até minha alegria de mentira é melhor que nada.”. Ou mesmo no 1º episódio quando ele fala: “Alguns jogos não permitem que você pare, nem ao desistir. Por exemplo, a vida.”. Dessa forma que tenho essa impressão/opinião do personagem.

Tem um momento que o Uramichi está fazendo reflexões sobre a vida, que todo adulto tem 2 ou 3 caras para esconder algumas coisas, porque isso que é cobrado de nós e ele quebra a quarta parede pedindo para as crianças fingirem que não viram a cena. Pode parecer algo muito simples, mas me tocou muito forte. Ele tem depressão muito provavelmente e fica mais nítido quando o Uramichi está sozinho, nesses momentos melancólicos. Uramichi Oniisan faz críticas ao sistema, embora não há muito o que possamos fazer para fugir dele. Eu vejo que na medida do possível, ele tenta te conscientizar, te preparar ou até aconselhar sobre essas dificuldades. Portanto, já que não tem muito para onde correr, o que podemos fazer no momento é nos cuidar ao máximo (Eu me cuido? Não. Faço tudo errado e ainda querendo aconselhar os outros, é a vida).

Vontade de dar um abraço num personagem 2D…

Enfim, vamos parar de falar em tristezas. Enquanto via o episódio, eu tinha um pouco de medo do autor(a) acabar não tendo cartucho para usar e ficar preso na mesma piada sempre. Porém apresentaram outros personagens do elenco e cada um bem diferente entre si, com problemas diferentes entre si (sempre relacionado a variável de humor). Temos os dois ursos que parecem serem os mais equilibrados emocionalmente entre os personagens, e também temos o Iketeru que meio que parou no tempo (senso de humor) e a Utano que quer se casar, e o namorado não percebe isso (que vida hein, minha filha?). Estou muito interessado nesse casal. A Utano não foi muito bem apresentada e não teve algum momento de destaque no episódio, mas o Iketeru teve a cena maravilhosa dele rindo de José Pinto de Azevedo. Eu nunca achei que iria rir tanto de uma piada com pinto. Eu achei incrível e espero muito ver mais piadas como essa no anime hahaha. Com essa adição de elenco, fico mais tranquilo quanto as piadas da obra. Estou bem entusiasmado dessa e de piadas que com certeza vão me deixar triste se eu ficar pensando demais :’)


Sobre produção, ela está bem ok. É muito competente e para o que o anime se propõe, está muito bom. Até fiquei surpreso com deixarem as crianças em 2D, ainda mais considerando a quantidade delas e que não param quietas. A direção sabe usar os recursos que tem para compor as cenas. Mesmo os quadros estáticos, a produção sabe usar eles muito bem. O timing cômico também é excelente e só torço para manterem tudo no mesmo nível dessa estreia (pelos comentários de alguns amigos, até o episódio 3 eu sei que conseguiram manter). Preciso elogiar os dubladores do anime também, em especial o do Uramichi, que consegue mudar a entonação muito bem para os momentos que ele manda alguma verdade da vida. São momentos maravilhosos!

Recomendo MUITO darem uma olhada no anime, mas adendo que por ser um anime de comédia, pode ser que não funcione para você. Controle as expectativas na hora de ver, o que funcionou perfeitamente para mim e que pode não acontecer o mesmo com você. Então tome cuidado com isso ^^

Um comentário em “Uramichi Oniisan (Life Lessons with Uramichi-Oniisan) #1 – Primeiras Impressões

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s