Monkey King: Hero is Back! | Uma aventura divertida com o macaco mais poderoso chinês

Olá amigos! A amiga Selena voltou e trago para vocês mais uma produção um tanto quanto esquecida no ocidente. A obra é inspirada na rica mitologia chinesa e que está disponível na Netflix.

Monkey King: Hero Is Back , traduzido para o português como A Lenda do Rei Macado: A volta do Herói, é um filme de animação de 2015 com 1h20m de duração, dirigido por Tian Xiaopeng, com sérias influências da clássica epopeia, Jornada ao Oeste.

Post Artístico do Filme

Mas antes de falar da animação em si, vamos discutir quem é o personagem principal e foco da narrativa, o Grande Sábio, o Rei Macaco, Sun Wukong. Provavelmente algumas pessoas vão reconhecer esta ilustre pessoa de outras mídias, já que o Rei Macaco é uma figura bastante popular que acabou vindo para o Ocidente, principalmente dentro de jogos. Quem não se lembra do Wukong do League of Legends? Ou da atuação de Jet Li como o próprio no Reino Proibido?

O Grande Sábio é uma figura caótica, não no sentido de ser intrinsicamente mal, mas no sentido de por onde ele passa gera uma boa confusão. Como suas principais características como um símio, ele não para quieto. Provoca, faz palhaçada e tem um orgulho do tamanho do monte Everest.

Ele nasceu das forças primitivas do Caos na Montanha das Flores e Frutas. Foi eleito pelos outros macacos como o seu rei, empreendeu uma busca por conhecimento e imortalidade, se tornou aprendiz de um imortal, lutou e derrotou os dragões, arranjando confusão com várias divindades. Iniciou uma guerra contra os céus, até por fim, ser preso por Buda por 5 séculos, sendo esta a premissa da animação.

Todo respeito ao macaco que solou os céus como se fosse brincadeira XD

A história se inicia quando um menino fugindo de um ataque de monstros em sua vila e tentando salvar uma bebezinha acaba caindo na caverna de gelo onde Buda havia prendido Wukong. Sem saber o garoto acaba libertando o Rei Macaco de sua maldição, contudo ele ainda fica com um selo de Buda que retém sua verdadeira forma e poderes.

Apesar de ser restringido pelo selo, Sun Wukong ainda possui talentos marciais e consegue confrontar bravamente alguns monstros. Percebendo que aquele era O Grande Sábio, as crianças passam a segui-lo a contragosto do mesmo (o que é inteligente: É mais seguro ficar com alguém que consegue espancar uma horda de ogros do que sozinho XD).

No meio do caminho eles encontram um demônio-porco que muda de forma, mas que outrora havia sido o Imperador de Jade. Contudo, depois de levar uma surra do Wukong, vira um porco. Ele se junta ao macaco e as crianças empreendendo uma jornada juntos.

Saldem o Todo Poderoso Imperador, O Porco – Que tem medo de um macaco XD

O filme é extremamente divertido e movimentado, sabendo dosar bem os momentos de tensão e comédia, sendo uma recomendação para toda a família já que a história tem como objetivo focar a amizade e trabalhar a reconquista da honra.

Apesar de ser uma animação de certa forma datada, já que a modelagem e técnicas para efeitos visuais evoluíram bastante, é interessante observar que é uma animação razoavelmente bem feita, possuindo um conjunto de cenas de ação com boa escolha de ângulos e coreografias. Apesar de não ter o glamour das produções atuais, o cenário é até agradável.

Como dito anteriormente, a produção tem como base a Jornada ao Oeste e portanto, tem elementos inspirados na mesma. Leuer, a criança mais velha que segue Wukong, é aprendiz de um monge e assim, desempenha o mesmo papel de Tang Sanzang no conto, inspirar lealdade e heroísmo no Rei Macaco. Como no original, os dois criam um vínculo íntimo, com o macaco passando a querer realmente protegê-lo, não por imposição e dever, mas por vontade própria.

Mesmo que de uma forma diferente, Leuer faz o papel de Sanzang, que se torna realmente amigo de Sun.

O Porco é claramente inspirado em Zhu Bajie, o segundo seguidor de Tang Sanzang que possui a mesma acunha no conto original, com a diferença que na animação ele é apenas glutão, diferente de seu homônimo que tem um apetite insaciável por mulheres. Inclusive, uma cena especifica da animação faz referencia a Yulong, o dragão que serve de montaria pra Sanzang.

Em suma, Monkey King é uma história com uma forte carga mitológica que trabalha os conceitos de lealdade, coragem e amizade que estão contidas na historia original do personagem que dá nome a animação.

Trailer de Monkey King: Hero is Back!

Extra

Para quem quiser se aprofundar um pouco mais na história de Wukong e principalmente no épico da Viagem ao Oeste, a Netflix tem as produções Live Action The Monkey King 1 e 2 e The New Legends The Monkey ( As Novas Aventuras do Macaco)

Poste do primeiro filme da trilogia The Monkey King
Post da série Live Action The New Legends The Monkey

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s