Resumo (NADA INFORMATIVO) 2.0 sobre a live da editora Panini (30/04/2021)

Garantimos a verdade sobre o mercado editorial (ou pelo menos tentamos xP)

Bem vindo de volta pessoal. Em comemoração a marca de 700 POSTS aqui no LD, um texto SUPER especial. ALERTA: esse não é o post de resumo da live de ontem da Panini (30/04/2021) como é o habitual que fazemos no blog (link aqui). Para quem não sabe ou é novo por aqui, eu costumo fazer posts mais ácidos sobre o nosso mercado editorial brasileiro. Semelhante ao que fiz no ano passado (link aqui), estarei aqui escrevendo somente FATOS e opiniões sobre o que aconteceu na transmissão de ontem da MAIOR EDITORA BRASILEIRA DE MANGÁS realizada no canal de terceiros (Canal do Youtube da Panini para centralizar as informações pra quê, né!?). E relendo aquele meu texto antigo, me deu saudades daquela época que parecia uma boa ideia das editoras fazerem lives de atualizações do que acontece internamente nas empresas. Hoje me arrependo profundamente de ter dado corda para pessoas de meia-idade que pensam que quanto MAIS LONGO FOR A LIVE, MELHOR. Aproveitando o embalo dessa introdução, quero mandar os meus pêsames para a família do Alê, porque esse jovem perdeu vários neurônios acompanhando aquela live de ontem e cobrindo ela no Twitter do blog, e que está lá, agora em sua casa, se recuperando de danos IRREPARÁVEIS de sua capacidade mental de interpretação que foi afetada seriamente (pior que aconteceu realmente lá no Telegram. O Alê parecia o meme lá “ONDE É QUE EU TOU???” depois da live da Panini xD). MAS ELE É AINDA JOVEM. NADA QUE ANOS DE TRATAMENTO A BASE DE REMÉDIOS TARJA PRETA NÃO RESOLVA AO LONGO DO TEMPO.

Falando da live em si, ela ocorreu no canal do pessoal do JBOX (Estou fazendo propaganda de graça? Cadê minha comissão JBOX?) em que o funcionário FELIZARDO da vez em responder as dúvidas da galera sobre a editora foi o famoso GURI DO MARKETING DA PANINI (perguntem para o Alê porque ele chamou o coitado assim), Douglas Bettioli. Ao menos o Douglas estava disposto e SAUDÁVEL ao participar da live, não aparentando estar morrendo aos poucos de tanto trabalhar, como donos de outras editoras que abrem uma transmissão no Youtube na capa da gaita, gerando mais preocupação se ele vai ter um treco durante o bagulho do que outra coisa (TIRA UMAS FÉRIAS MEU QUERIDO). Vendo a live, o Douglas conseguiu minimamente convencer que sabia o que estava falando, respondendo todas as perguntas (até aquelas que ele não sabia) com muito jogo de cintura e utilizando diversos verbos conjugados na primeira pessoa do plural (óbvio, temos que jogar a culpa em todos da equipe xP).

E coitado do GURI DO MARKETING DA PANINI, porque ele está CLARAMENTE com acúmulo de funções. O jovem não conseguiu ter tempo de abrir um Google Forms simples para a nova pesquisa de reimpressões dos mangás da editora, em que no passado, a Panini já mostrou SABER o que está fazendo, elaborando um questionário DIRECIONADO E FOCADO em entender o que os leitores querem que sejam reimpressos. UM TRABALHO IMPECÁVEL QUE FAZ ATÉ O ALGORITMO DO FACEBOOK QUE ANALISA O COMPORTAMENTO DOS SEUS USUÁRIOS OBSOLETO. 

Aliás, falando em coisas ultrapassadas, é MUITO anos 20 e 21 usar métricas de vendas, analisar dados específicos do público-alvo, ou logística. PARA QUE ISSO, não é mesmo!? Podemos perguntar para o jornaleiro, para o motorista de ônibus, para zelador de um prédio, ou para as sucessoras da MÃE DINAH a quantidade de volumes que devem ser fabricados para cada título da editora, pois será um valor PRECISO e que jamais TERÃO PROBLEMAS DE ESTOQUE como antes acontecia em seus mangás. MAS, SE POR ACASO, TIVERMOS ALINHAMENTO DOS ASTROS CELESTES DA ZONA NOVA DO PORTO IGUAÇU NA LINHA DO EQUADOR faltando mercadoria nos estoques das lojas parceiras de Jujutsu, por exemplo, SERÁ UMA SURPRESA. TUDO O QUE ACONTECE FORA DO PLANEJADO, SEMPRE VAI SER SURPREENDENTE. FAZ SENTIDO. NÃO VAMOS COLOCAR PESSOAL DE ANÁLISE DE DADOS E CONTAR COM A SORTE NAS VENDAS DOS PRODUTOS HIPER-INFLACIONADOS DE QUALIDADE DUVIDOSA PARA MAXIMIZAR OS LUCROS. CAPITALISMO AGRESSIVO!!! EBAAAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!

Mas gente, não podemos nos contentar SÓ COM ISSO. A Panini irá focar em publicar dezenas de mangás por mês e você que se FODA. Ué gente, mas não foi o Del Greco que disse que “TODOS OS COLECIONADORES DEVEM COMPRAR AS OBRAS NO LANÇAMENTO”? Se sair mais de 40 títulos mensalmente só pela Panini, VOCÊ QUE SE VIRE MEU JOVEM PARA CONSEGUIR GRANA. VOCÊ NÃO É COLECIONADOR??? TENTE PEDIR DINHEIRO PARA O SEU PAI QUE GANHA UM SALÁRIO MÍNIMO POR MÊS SUSTENTANDO UMA FAMÍLIA DE 6 PESSOAS. A VIDA DE COLECIONADOR É ASSIM. ATÉ O GOVERNO ESTÁ DANDO AUXÍLIO EMERGENCIAL PARA VOCÊ CONSEGUIR COMPRAR 5 MANGÁS DE 30 REAIS. “Mas e outros 35 títulos da Panini? E os demais mangás das outras editoras?”. Aí o problema não é da Panini. Ela só oferece produtos de QUALIDADE A PREÇOS JUSTOS! VOCÊ CONSEGUE COMPRAR SE TRABALHAR. SE ATÉ FILHO DE PORTEIRO FAZ FACULDADE, POR QUE VOCÊ NÃO CONSEGUE COMPRAR MAIS DE 50 MANGÁS POR MÊS??? BRASIL É A TERRA DAS OPORTUNIDADES MEU CARO!!!

Falando em jogar a responsabilidade em cima dos outros, teve uma afirmação na live que é PRECISA E CERTEIRA, COMO TUDO QUE A PANINI FEZ PARA OS MANGÁS NESSES ÚLTIMOS ANOS. Citaram o caso do One Piece e como ele não vende tão bem igual aos outros títulos de sucessos que vieram da Jump. Justificaram que por ser uma obra longa, não chama a atenção dos mais jovens a conhecerem o mangá (discutível essa afirmação, mas vamos ignorar). MAS QUE O MAIOR PROBLEMA DO OP NÃO VENDER É POR CAUSA DO ODA. TUDO É CULPA DELE, PORQUE NÃO ESTÁ FAZENDO MAIS GRANDES REVIRAVOLTAS, NÃO ESTÁ TENDO “CENAS MARCANTES” (citar essa merda, logo me vem à cabeça o autor da Crônicas de Arian) E QUE O ODA PRECISA SE REINVENTAR PARA CHAMAR O PÚBLICO MAIS NOVO. NÃO É CULPA DA PANINI. Podiam fazer uma campanha com a marca OP? PODIA. Podiam aproveitar o embalo que o anime está na Netflix dublado e fazer uma MERCHAN em cima? PODIA. Podiam ter imprimindo os volumes iniciais que não é encontrado mais no mercado a preço de capa, sendo um chamariz para os leitores iniciantes? PODIA. Na verdade a PANINI PODIA TER FEITO UMA PORRADA DE COISAS, MAS AINDA ASSIM É CULPA DO ODA QUE ESTÁ LÁ NO JAPÃO E QUE NÃO FAZ UMA HISTÓRIA DECENTE PARA O PÚBLICO BRASILEIRO.

Citei o GRANDE GÊNIO YOUTUBER DE ANIMES DA ATUALIDADE NO BRASIL (é uma piada interna e não é o Daniel pessoal) no parágrafo anterior, porque ele marcou presença na live. Na verdade foi mais na forma espiritual (está mais para assombração), porque os dizeres e “VERDADES” desse GRANDE AUTOR DAS CRÔNICAS DE ARIAN (review do livro aqui) ainda refletem até hoje na Panini. Em um momento da live comentaram sobre os papéis e as escolhas que a editora faz para cada título. O lance é que essas MERD… digo, essas falas ditas pelo grande GÊNIO de que O PAPEL BRANCO É MELHOR, QUE NÃO CANSA A VISTA, QUE É MAIS BARATO E SEI LÁ MAIS O QUÊ, gerou resultados (para quem quer entender melhor essa questão do papel, link aqui ). Pelo discurso, OFFSET será uma opção viável para a editora nos títulos que virão em seus próximos anúncios. E ISSO É UMA CONQUISTA. SEMELHANTE AOS FÃS ACEFAL… hum, CHAT…. hum, DEDICADOS DO SNYDER QUE CONSEGUIRAM TER A VERSÃO DO DIRETOR DE LIGA DA JUSTIÇA, OS FÃS DESSE GÊNIO AUTOR DE UM “BEST-SELLER”, CONVENCERAM A EDITORA A COGITAR ESSA IDEIA DE PUBLICAR TUDO EM PAPEIS MAIS BRANCOS. É óbvio que TODA ESSA GALERA vai COMPRAR os seus “mangás de lutinha” custando 35 ou 40 reais GRAÇAS A ESSA TROCA DE PAPEL. LÓGICO. TODO MUNDO TEM DINHEIRO PARA GASTAR DESSA FORMA.

A live da Panini ainda nos reservava várias SURPRESAS. Agora temos novos significados para termos antigos que o pessoal usava no editorial. É que depois do BBB21, a palavra CANCELADO não está mais presente no dicionário da Panini. Hoje a nova “tendência” é a palavra GELADEIRA. Nada de obras CANCELADAS. É GELADEIRA. Tem previsões de retorno para Toriko e Triage X? Não. Por isso que estão na “GELADEIRA”. Não tem contrato assinado e a editora japonesa não quer ceder as novas cláusulas, mas NÃO FORAM CANCELADOS. É GELADEIRA GENTE. Até um amigo disse que faz sentido esse novo termo, porque em Toriko tem comida e Triage X com gurias gostosas sendo “comida” (no sentido bíblico) e material de punheta… É TUDO CONECTADO. A PANINI ESTÁ A 1000 PASSOS NA NOSSA FRENTE, tanto que nem enxergamos ela mais de TÃO DISTANTE QUE ELA ESTÁ DOS CONCORRENTES. E FAZ TODO SENTIDO COLOCAR A PRODUÇÃO DOS E-BOOKS NA GELADEIRA TAMBÉM. QUEM TEM MEDO DE UMA GRIPEZINHA E TER QUE IR NAS BANCAS COMPRAR SEU EXEMPLAR EM VEZ DE FORMATO DIGITAL? NINGUÉM! TODO MUNDO AQUI É SUPER SAUDÁVEL E OTAKUS TUDO SE ALIMENTAM BEM E FAZEM EXERCÍCIO FÍSICO REGULARMENTE.

E temos a cereja do bolo que agora SE TEM ROMANCE NAS OBRAS, É ÓBVIO QUE É SHOUJO GENTE. É um CONSENSO de muitos otakus por aí. Tem duas pessoas se relacionando, é shoujo. Seguindo essa mentalidade, Nisekoi, Quíntuplas, Namorada de Aluguel, Bloom Into You, Parakiss… TUDO É SHOUJO. Aliás a demografia shoujo, parando para analisar essa afirmação, TUDO PODE SER CLASSIFICADO COMO UM. Oregairu pode ser Shoujo. PASMEM: KAIFUKU TAMBÉM É SHOUJO. Ué, tem romance (nada saudável), então é SHOUJO GENTE. DEMOGRAFIA É IGUAL GÊNERO. TUDO QUE ENCAIXAR EM UMA CLASSIFICAÇÃO RASA E SUPERFICIAL, ENTRA NA JOGADA. MAS OLHA SÓ GURIAS, IMAGINA VOCÊS CHEGAREM NAS BANCAS E TER GIGANTE UM BANNER ESCRITO “SHOUJO, KAIFUKU AQUI”. QUE SONHO, NÉ!?

Depois de ter aprendido TANTO nessa live da Panini, não podemos fechar a noite sem algum vídeo da JBC te recrutando numa espécie de “pirâmide editorial”. Vale a menção, mesmo sendo um texto focado na editora Panini, porque é GENIAL. Basicamente você fala o que a JBC deve fazer com cada título de seu catálogo. Que tipo de papel publicar, que fonte usar na capa, qual periodicidade, o tamanho da edição… VOCÊS QUE IRÃO DECIDIR E A JBC NÃO IRÁ TE REMUNERAR POR ISSO, JÁ QUE ESSES SERVIÇOS ERAM DELES, MAS QUE PODE SER FEITO DE GRAÇA POR IMBEC… digo, por GENTE EXTREMAMENTE CAPACITADA QUE SÃO OS OTAKUS SOMMELIER DE PAPÉIS. IDEIA GENIAL. ROBERTO JUSTUS TEM INVEJA DESSE EMPREENDIMENTO QUE A JBC ESTÁ REALIZANDO A LONGO PRAZO. Só faltou a NewPop abrir alguma transmissão ontem e dizer que, sei lá, Toradora é Seinen. Seria perfeito e eu gritaria BINGO, ganhando uma batedeira Wallita do Paraguai. Eu sou um velho pessoal. Preciso de diversão com pessoas da minha idade. Bingo é um jogo de azar também, considerando que as únicas opções de escolha que eu tenho nessa cartela são as nossas editoras brasileiras.


Agora deixando um pouco esse personagem sarcástico ou até mesmo o meu jeito de interagir no Twitter, quero falar agora como consumidor que sou de mangás/novels em 2021. Eu juro que eu quero entender o que esses líderes dessas editoras pensam sobre trabalhar com os leitores, porque parece que estamos vendo amadores cuidando de negócios e que nem sabem o conceito de MENSURAR dados para vender seus mangás. Tudo é feito nas coxas. TUDO. Vão fazer uma pesquisa de público, mas não utilizam nenhuma metodologia de estatística válida, sendo algo decidido na sorte. Querem publicar outros tipos de edições, mas deixam o poder de decisão nas mãos de pessoas que são mais incapazes de determinar se algo está valendo a pena ou não fazer, pois não trabalham nessas editoras. Reclamam da crise editorial (JBC é campeã e isso vem desde da época do Cassius ser uma figura de liderança lá dentro), porém ficam de braços cruzados esperando um milagre do céu para abaixarem os preços. Não existe iniciativa por parte deles. Eles esperam que o mercado se salve sozinho e que vocês trabalhem PARA ESSAS EMPRESAS, como divulgar, que comprem os mangás ou novels mesmo tendo uns preços abusivos (Novel de Overdlord manda um abraço) e que estejam dispostos a investir tempo (e o teu dinheiro) em editoras que vão te recompensar com produtos de qualidades questionáveis.

Nem estou focando nos erros comuns que a Panini frequentemente faz em público, como falar que Nisekoi ou Namorada de Aluguel é shoujo. É uma mentalidade tão ultrapassada que eles adotaram, que usam como referências opiniões de pessoas que não entendem nada do assunto, como é o caso do Youtuber que gosta de papel mais branco, mas não considera o preço final do produto, espalhando mentiras e ocasionando efeito manada na comunidade otaku por aí. Não dá para crer que uma multinacional erre em paradas tão bizarras assim. Parece que a experiência de estar presente em diversos países, não serviu de nada, porque são dezenas de cagadas feitas por eles, que editoras menores não cometeriam. Enquanto eu escrevia esse texto, confirmei com várias pessoas ligadas a Panini que essa ideia do papel offset é bem REAL. Eles querem fazer com que esse papel seja a nova referência para os novos mangás que irão ser anunciados. Olha esse absurdo. Nego não acompanha notícias e acha que a pandemia acabou, só pode. O foco aqui é na Panini, mas vale para todas as outras duas editoras que estão no mercado: JBC e NewPop.

“Mas Rub, a NewPop…”. Gente, eu não vou passar pano para ninguém. É o meu dinheiro que está em jogo. Eu compro algo e espero que o produto valha aquilo que foi investido. E a NewPop erra pra caralho também. Erra menos que as outras? Sim, mas não a deixa isenta de críticas quando tem embasamento. O que eu comento com todo mundo e que vale para esse caso aqui também é: NÃO VISTA A CAMISA DE NENHUMA EMPRESA. Você é consumidor e as editoras têm a OBRIGAÇÃO de te convencer a comprar delas. Não é time de futebol ou religião isso daqui. São negócios e querendo ou não, você é a parte fundamental para tudo funcionar. Não comprando os mangás, você está alertando para as editoras de que algo está errado e que precisam se mexer para mudar esse cenário. Se está insatisfeito, NÃO COMPRE. Caso contrário, continuaremos nesse limbo onde tudo está aumentando, porém o seu poder aquisitivo não acompanha a velocidade desse crescimento, elitizando produtos que, na teoria, deveriam ser de fácil acesso.

Hoje em dia quase não compro mais mangás. Ficou tudo tão caro, que ultimamente só coleciono as novels publicadas no Brasil por achar mais vantajoso a relação de preços X benefícios (Novel de Toradora que é vendida a 26,90 que rende umas 5 ou mais horas de leitura, em comparação com mangás a 29,90 que nem dá uma hora direito e acaba). Nem mesmo autores que eu gosto ou mangás que curto estão me motivando a gastar quase 30 conto em comprar suas edições. E a cada dia, a cada live, a cada notícia sobre o editorial brasileiro de mangás, menos empolgado eu fico com o mercado daqui. O Alê adora pesquisar sobre os títulos publicados no exterior e divulga no twitter do blog. Talvez para se iludir e acreditar que existe a chance de acontecer em terras brasileiras, porém toda vez que eu vejo essas iniciativas das editoras estrangeiras em conquistar mais leitores lá fora, eu só penso: JAMAIS VAI TER ALGO ASSIM POR AQUI.

PS.: Parece que o Douglas, mesmo estando errado na história sobre confundir gêneros com demografias, ainda é debochado, ironizando quem o criticou ou o alertou sobre o erro. JUSTAMENTE A PESSOA RESPONSÁVEL PELO MARKETING DA EDITORA faz uma dessas. Estou ligado que tem gente que passa do limite, com ameaças de morte e os caralhos, MAS NÃO É ASSIM QUE RESOLVE AS COISAS CARAMBA! Você foi o porta-voz da tua empresa na live. Errou em algum comentário? Beleza, acontece e você pode aprender para não ocorrer outras situações semelhantes. O lance que você não pode agir dessa forma com o resto do público. MARKETING meu querido. Você deve propagar mensagens positivas que atraiam o público e não se achar o superior aos demais os afastando.

Em seguida tem a thread do Alê para quem quiser ver um resumo realmente do que aconteceu na live da Panini.

6 comentários em “Resumo (NADA INFORMATIVO) 2.0 sobre a live da editora Panini (30/04/2021)

  1. Do papel offset, acho que não é nem bom, nem ruim, tendo em vista que a New Pop já usa em todas as obras dela a muito tempo também, o que não dá é pautar uma decisão dessa em um youtuber…

    Curtido por 1 pessoa

    1. Concordo. Eu não estou falando que se você prefere Offset está errado. O que eu não gosto é o lance de mencionarem que escutaram o apelo de uma galera que não compra mangás motivados pelos apelos do Youtuber. Esse que é o problema. Tem que avaliar se o Offset é realmente ideal para certo títulos e não falarem que irão dar preferencias ao papel só por causa dessa comoção.

      Curtir

      1. Sim, agora se fosse escolher um papel eu queria que todos fossem no papel utilizado pelo Pipoca&Nanquim nos mangás (Polén Bold), agora sobre o offset, tem que analisar a relação de custo no produto, até agora os da New Pop não tem sido mais caros só porque utilizam ele.

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s