MARS RED #1 – Primeiras impressões

A estreia meio confusa, mas possui potencial…

A Temporada de Primavera de 2021 começou… Em março! o_O. Alguns dos animes da Temporada estão fazendo sua estreia antes do restante da Season, outros uma semana antes do Japão pela Funimation, como é o caso de “MARS RED”. Vejamos o que o anime nos trouxe nessa estreia ^^

Sinopse: “MARS RED acontece em 1923, quando os vampiros existem há bastante tempo. Mas agora, o número de vampiros está aumentando e uma misteriosa fonte de sangue artificial chamada Ascra apareceu. O governo japonês, por sua vez, cria o “Code Zero”, uma unidade do exército encarregada de derrubar as forças vampíricas. E que melhor maneira de rastrear vampiros do que utilizar vampiros?
Criada pelo tenente-general Nakajima, esta unidade historicamente atua no ramo da guerra de informações, mas foi redesignada para resolver a crise dos vampiros. Cabe ao Code Zero e ao vampiro da classe S Deffrot investigar esse aumento e acabar com ele antes que a sociedade desmorone.“


“MARS RED” teve uma estreia um tanto confusa ao meu ver. As escolhas tomadas para a condução do episódio tornam as coisas um tanto complicadas de se entender. Não é necessariamente ruim, mas vai depender muito de como a história seguirá a partir desse episódio. A estreia nos introduz um caso de uma mulher que antes de se tornar uma vampira, era uma atriz de peças teatrais. O mistério começa com ela já presa encenando um dos momentos da peça, até cortar para eventos antes disso apresentando o personagem principal – Yoshinobu Maeda – e seguir a partir daqui.

O que eu acredito que “MARS RED” está tentando fazer é que ao invés de te situar logo o que está acontecendo, mostrar o que houve desde o começo ou até algo mais linear cronologicamente. O anime quer te dar as peças aos poucos, deixando informações aqui e ali para ir enriquecendo tudo no decorrer de seus episódios e que você mesmo junte as peças para o entendimento de tudo. Esse é o motivo que não me fez achar a estreia ruim, porque ao contrário de por exemplo, “The God of High School” que não te situa ou explica nada, MARS RED te dá algumas de suas cartadas e você não fica completamente perdido na trama. Ler a sinopse ajuda bastante para ter uma compreensão melhor do que está sendo contado. Eu particularmente não leio sinopse de praticamente nada (preguiça haha) e ao ler ela depois de ter visto o episódio, me ajudou a entender algumas das situações, como a do Nakajima em chamar o Maeda para a cidade. Tudo sendo articulado para criar uma divisão para a procura e extermínio dos vampiros.

E tenho que dizer que há alguns sistemas bem interessantes, como por exemplo, vampiros aparentemente tem um escalonamento, como se fossem um jogo. Ao que tudo indica, a obra trará diferentes níveis de vampiros e as pessoas transformadas neles vão seguir um ‘level’ de acordo com quem as transformou. A moça por exemplo, ela foi transformada após o acidente e durante o papo do Nakajima com o Maeda, é dito que ela é uma espécime rara, indicando que foi transformada por um vampiro do mais alto escalão. É interessante que se alguém de ‘alta patente’ te transforma, você vira um vampiro de um nível abaixo e assim por diante.

Mencionam também uma “infecção”, sugerindo que vampiros são como uma doença que se passa. Como já é tradicional de vampiros, esses daqui também queimam no Sol, só que tem uma coisa intrigante é que quando eles queimam, uma marca em forma de circulo fica registrada no chão, ou pelo menos foi assim com a atriz. Desconfio que teremos algo como uma organização por traz das aparições dos vampiros, porém só não sei ainda em que proporção isso será feito… Por fim, outra coisa legal é como os vampiros são vistos pelas pessoas que, até aqui, estão sendo nomeadas como as defensoras dos “bons”. O fato dos vampiros poderem ser usados como aliados se forem úteis e descartados/eliminados se não tiverem alguma utilidade, é muito bom. Eu gosto muito desse debate de “Quem são os “bons” e “maus” na história?”. É uma coisa que nunca me canso de ver porque eu realmente acho esse tipo de discussão necessária, até para ajudar a entender de como a sociedade realmente funciona na obra. Esses pontos tornam a narrativa bem interessante e atrativa para mim.

O drama da atriz eu achei ele bem qualquer coisa. O que me faz valorizar esse segmento são as falas em tom poético e que eu gosto bastante. Ela estar presa à peça em que ela estava encenando antes dela sofrer o acidente e vir a ser transformada numa vampira, e que por isso, a cena está sempre se repetindo na sua mente, é fascinante. E além disso, ela está em busca do seu amado Iokanaan (personagem da peça) até encerrar seu ato quando encontra o Yoshinobu e queima no sol. Quase um “Romeu e Julieta” hahaha. Inclusive, acho que foi o garoto loirinho que transformou ela. Se considerarmos que ela sofreu o acidente e pouco tempo depois foi transformada, não resta muito o que pensar além disso. Todavia, tirando esse detalhe, foi um drama bem qualquer coisa.


Gostei bastante do momento após a apresentação do Yoshinobu e Moriyama em que começa a trilha sonora e não temos falas, apenas os personagens seguindo rumo ao seu destino, enquanto vamos vendo a ambientação da época, roupas, veículos, paisagens e locais que possivelmente serão frequentes na história.

Na postagem com lista de animes que iríamos assistir dessa Temporada, eu comentei que “MARS RED” seria o (outro) anime gay da temporada. E o que eu recebi? Uma porrada de hétero. A vampira do episódio queria dar uns beijo no prota. O Moriyama é casado com uma moça. O Yoshinobu é noivo de uma moça que ele não conhece. O único personagem que fiquei mais “hummmm” foi um loirinho que mal aparece, entretanto que aparentemente será importante para a trama, vide que a ED é focada inteiramente nele e há todo um ar de mistério a sua volta. Mas fora isso, nada de mais. Apenas a decepção que resta hahahaha (caso não tenha ficado evidente, isso é uma piada ^^).


Sobre a produção do anime, ela está com um estilo artístico que eu amo muito, de quase não utilizar sombras nos personagens. Adoro muito esse estilo visual e nesse anime em específico, combina bastante. As cores do entardecer e anoitecer contrastam muito bem com os tons dos personagens, fazendo um jogo de iluminação que fica show. E por se tratar de um anime de vampiros, imagino que as cenas mais ‘pesadas’ vão ser trabalhadas em tons de preto, tornando o contraste entre as cores ainda mais evidenciado. A direção de arte é belíssima! Os cenários são mais “simples”, mas o trabalho de cores realça esses elementos a tornar todo o conjunto muito bonito. Há um cuidado com as cores e os tons usados nesses cenários que deixam as cenas lindas.

A animação em si é muito boa. Creio que a ausência de sombras na maior parte do tempo ajude na animação, já que são menos detalhes para se fazer, o que deve deixar o design mais confortável para os animadores. A direção também tem umas sacadas muito boas. Por exemplo, na cena em que o Yoshinobu e Moriyama estão andando dentro do compartimento em que a vampira estava presa, quando um falava algo, a luz de fundo iluminava o rosto, fazendo parecer como um palco de teatro com o holofote aceso na pessoa que está falando, o que combina muito bem com a história contada no episódio.


Em resumo, apesar da confusão do roteiro na estreia, ainda vejo pontos positivos e pontas deixadas que podem ser trabalhadas nos próximos episódios. Meu palpite é que esses primeiros episódios contarão diversos casos de vampiros em situações diferentes para dar a base da história e a partir disso, a animação começa a crescer e mostra o que realmente quer contar. Acredito que valha a pena dar uma conferida. Esse anime parece ser daqueles que vale a regrinha dos 3 episódios, até para ter mais “carne” e ter uma noção de que rumos isso irá caminhar.

Embora eu veja potencial para sair algo bom, eu não consigo deixar de acreditar que o roteiro vai desandar em algum momento e vai tudo por água abaixo. É um pressentimento que tenho e que normalmente não falha hahahah. Meu medo é que o roteirista queira criar algo maior do que ele tenha capacidade e custe toda a narrativa. Para ter certeza, só me resta continuar e ver onde isso vai dar haha 🙂

O anime está disponível oficialmente na Funimation BR ^^

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s