A publicação de “Divina Comédia”, “Mazinger Z”, “Kamen Rider” e “Kamen Rider Black” pelo mundo e opiniões

No dia 26 de janeiro, a editora NewPOP anunciou um novo selo, o Xogum, junto com 4 títulos que serão publicados nele: “Divina Comédia”, “Mazinger Z”, “Kamen Rider” e “Kamen Rider Black”. Os anúncios ocorreram no 2° dia do evento NewPOP Week. Nessa postagem veremos como se encontra a publicação desses títulos pelo mundo, começando por “Divina Comédia”, seguido de “Mazinger Z”, “Kamen Rider” e por fim, “Kamen Rider Black”. Além disso, daremos nossas opiniões em relação aos anúncios.

Sinopse de Divina Comédia: “Um dos grandes clássicos mundiais pelas mãos de um dos grandes mestres do manga. Conheça a história da Divina Comédia. É a aventura de Dante pelo ponto de vista do grande Go Nagai.”

Sinopse de Mazinger Z: “Construído com a Super-Alloy Z, Mazinger foi construído pelo Professor Juzo Kabuto como uma arma contra as Bestas Mecânicas do mal Dr. Hell. Koji Kabuto, o neto do Professor Kabuto, se torna o piloto de Mazinger Z quando seu avô é morto, e a partir daí luta contra o Dr. Hell e seus aliados.”

Sinopse de Kamen Rider: “O mundo foi atormentado por Shocker, uma misteriosa organização terrorista. Para seu plano de dominação mundial, Shocker recrutou agentes sequestrando pessoas, transformando-as em ciborgues mutantes e, em última instância, fazendo uma lavagem cerebral nelas. No entanto, uma das vítimas foi resgatada pouco antes da etapa final e seu nome era Takeshi Hongo. Com sua sanidade e consciência moral permanecendo intactas, Hongo se tornou o super-herói humano alterado Kamen Rider e lutou contra Shocker com seus poderes recém-adquiridos.”

Sinopse de Kamen Rider Black: “O Desmemoriado Minami Kotaro se une a dois apresentadores de um programa para desvendar os mistérios do seu passado viajando pelo mundo ao mesmo tempo que enfrenta criaturas da organização Gorgom.”


Divina Comédia

Japão

“Divina Comédia” (Dante Shinkyoku/ダンテ神曲) foi escrito e ilustrado por Go Nagai. Foi publicado pela editora Kodansha entre 1994 e 1995, sendo finalizado em 3 volumes. Depois de um tempo, a obra recebeu uma nova versão completa em 2 volumes também pela Kodansha. Em 2014, o mangá foi lançado no formato digital pela EBOOK Initiative Japan, sendo concluído em um total de 3 volumes.

Edição da Kodansha (1994-1995), edição bunko da Kodansha (1998) e edição digital pela EBOOK Initiative Japan (2014).

Itália

Na Itália a obra foi publicada pela editora d/visual entre 2006 e 2007, sendo finalizada em 3 volumes. O mangá foi relançado pela editora J-POP na sua coleção Go Nagai em 2014, sendo completo em 3 volumes. Em 2016 a editora lançou um box da obra. Por fim, ela recebeu uma nova edição pela mesma editora em 2019, publicada em um único volume. Por lá, a obra atende sob o título “La divina commedia”.

Edição da d/visual (2006-2007), edição da J-POP (2014), capa do box da J-POP (2016) e edição omnibus da J-POP (2019).

França

Na França o mangá foi publicado pela editora Black Box Éditions na coleção Collection Go Nagai em 2015, sendo concluído em 3 volumes. A obra saiu sob o título “La Divine Comédie”.


Opiniões

KAIO: Não conheço nada desse título e com certeza não era um que eu apostava que a NewPOP iria trazer. Mas é Go Nagai e volume único, então com certeza vou comprar!

ALÊ: Vocês já devem saber que sou uma verdadeira cadela da NewPOP. Acho impressionante como (quase) tudo que eles anunciam me parece interessante. Dessa leva de 4 títulos, “Divina Comédia” foi o que mais me soou atrativo. Então de certo irei comprar.


Mazinger Z

Japão

“Mazinger Z” (マジンガーZ) foi escrito e ilustrado por Go Nagai. Foi publicado na revista Weekly Shounen Jump da editora Shueisha entre 1972 e 1973, sendo interrompido após a publicação de 4 volumes. Após isso o mangá foi transferido para revista TV Magazine da editora Kodansha, tendo um enredo mais parecido com a sua adaptação em anime que foi lançada na época. Com isso, os volumes encadernados da obra possuem divergências entre a versão da Shueisha e da Kodansha. Capítulos que tinham em uma não constavam na outra e vice-versa. Além disso, alguns capítulos não constam em nenhuma dessas versões. Fora que em ambas, os capítulos estão organizados de maneira não cronológica. Fonte: Blog BBM. A obra possui diversas edições por editoras distintas (Shueisha, Kodansha, Asahi Sonorama, …) e em diferentes formatos. Tem um site que apresenta as várias versões da obra que pode ser acessado por aqui.

Volume 1 da edição da Shueisha (1973, 4 volumes), edição da Asahi Sonorama (1974, 5 volumes), edição da Kodansha (1975, 5 volumes), edição bunko da Chuokoronsha – atualmente chamada de Chuokoron-Shinsha (1994, 4 volumes), edição bunko da Kodansha (2009, 4 volumes), edição revisada da Kodansha (2013, 5 volumes), edição comemorativa de 45 anos da obra pela Fukkan.com (2017, 4 volumes) e edição da Tokuma Shoten (2018, 3 volumes).

França

Na França a obra foi publicada pela editora Black Box Éditions na coleção Collection Go Nagai em 2016, sendo completa em 6 volumes.


Espanha

O mangá foi lançado pela Selecta Visión entre 2001 e 2003, saindo 5 volumes no total. Em 2012 a obra recebeu uma nova edição pela editora Norma Editorial, tendo um total de 3 volumes. Ela também lançou um box da obra no mesmo ano.

Volume 1 da edição lançada pela Selecta Visión (2001-2003), volumes 1, 3 e o box pela Norma Editorial (2012).

Itália

Na Itália o mangá foi publicado pela editora d/visual em 2009, sendo finalizado em 6 volumes. Em 2014, a editora J-POP republicou a obra na sua coleção Go Nagai Collection, lançando 6 volumes no total.

Volumes 1 e 6 pela d/visual e volumes 1 e 6 pela J-POP.

Opiniões

KAIO: É MAZINGER Z NO BRASIL!!! Mesmo eu querendo mais “Getter Robo” (ainda tenho esperança que um dia venha pra cá), esse ainda é um título que eu queria MUITO e ele é um mangá muito importante, sendo o primeiro de mecha que a NewPOP terá no catálogo. Começando com um dos primeiros do gênero, chega a ser poético. Quero muito que isso venda bem pra que venha mais Go Nagai e obras de mecha ao Brasil.

ALÊ: É um título muito importante para o mercado japonês na formação do mecha, então é um título que pretendo adquirir, por mais que não tenha muito interesse no gênero (daqui para frente vou dizer quase a mesma coisa).


Kamen Rider

Japão

“Kamen Rider” (仮面ライダー) foi escrito e ilustrado por Shotaro Ishinomori. Foi serializado na revista Weekly Shounen Magazine da editora Kodansha em 1971, sendo finalizado em um total de 4 volumes. A obra recebeu uma versão no formato bunko pela editora Chuokoronsha (Chuokoron-Shinsha) em 1994, finalizada em 3 volumes. Em 2013, a editora Fukkan.com lançou uma edição completa em 2 volumes. A Kodansha publicou uma versão em formato digital em 2014, concluída em 3 volumes.

Edição da Kodansha (1971), edição da Chuokoronsha (1994), edição da Fukkan.com (2013) e edição digital da Kodansha (2014).

Estados Unidos

Nos Estados Unidos a obra foi publicada no formato digital pela Ishimori em 2012, sendo concluída em 3 volumes.


França

Na França o mangá foi publicado pela editora Isan Manga em 2013, sendo finalizado em um total de 2 volumes.


Itália

O mangá foi lançado pela editora d/visual em 2009, sendo completo em 2 volumes. Por lá, ele saiu sob o título “Masked Rider”.


Espanha

No evento Manga Barcelona do ano passado, a editora Ooso Comics anunciou que publicará a obra no país. A edição espanhola será completa em 3 volumes.


Opiniões

KAIO: MAIS ISHINOMORI NO BRASIL!!! E dessa vez com uma das obras mais importante da careira dele. Eu nunca li nada que ele fez, mas conheço sua reputação e fico muito feliz com a vida desse mangá. Finalmente vou poder ter contato com uma de suas obras e fico mais feliz ainda por ser “Kamen Rider”, a minha franquia de tokusatsu favorita.

ALÊ: Esse era quase certo que viria. Desde meados do ano passado quando a NewPOP comentou que traria um mangá de tokusatsu, justamente na época que “Kamen Rider Black” iria passar na TV aberta,. Eu supus que era esse ou o ‘Black’ que viriam e no fim, vieram os dois. Pretendo adquirir, mas não será prioridade. NewPOP, se quiser mandar para nós, estamos sempre abertos 😉


Kamen Rider Black

Japão

“Kamen Rider Black” (仮面ライダーBlack) foi escrito e ilustrado por Shotaro Ishinomori. Foi publicado na revista Weekly Shounen Sunday da editora Shogakukan entre 1987 e 1988, sendo compilado em um total de 6 volumes. Em 1995, foi lançada uma versão completa em 3 volumes pela Super Visual Comics da editora Shogakukan. Depois disso, em 1998, a obra foi relançada no formato bunko pela mesma editora das edições anteriores, sendo completa em 3 volumes. A editora Kodansha publicou uma versão digital da obra em 2014, finalizada em 5 volumes.

Edição da Shogakukan (1987-1988).
Edição bunko da Shogakukan (1998) e edição digital da Kodansha (2014).

Opiniões

KAIO: Como se 1 já não fosse bom, teremos 2 “Kamen Riders”! Te falar que quando a NewPOP disse que iria lançar um mangá de tokusatsu, as maiores apostas era em algo do Ishinomori e isso estava certo, porém eu nunca imaginei que iriam anunciariam 2 de uma vez. Foi uma grata surpresa (nem tanto para o meu bolso). Que esse mangá venda bem para a NewPOP trazer mais coisas dele!

ALÊ: O que disse para “Kamen Rider” também se aplica aqui: pretendo comprar, mas não será prioridade. Se NewPOP quiser mandar o volume 1 para o blog, estamos a disposição 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s