Apostas de anúncios para o NewPOP Week

Vejam nossas apostas para o que pode ser anunciado pela editora ^^

Neste mês, entre os dias 25 e 31 de janeiro, estará acontecendo o NewPOP Week, evento online promovido pela editora NewPOP para contar novidades, fazer palestras, e claro, realizar anúncios. O evento originalmente é o NewPOP Day que acontece anualmente. Esse evento deveria ter acontecido em meados de março de 2020, porém devido a pandemia, ele teve que ser adiado. Em algum momento do 2º semestre de 2020, a editora informou que havia reformulado o evento para que acontecesse de forma online e ao invés de apenas 1 dia, será 1 semana inteira de lives com duração média de 3 horas!

No começo de 2020, nós fizemos uma postagem de apostas de anúncios, fundamentada principalmente com palpites do público do site. Dessa vez, essa postagem conterá apenas os nossos palpites!!! São 16 títulos ao todo no post e alguns deles são apenas desejos pessoais, mas a maioria terá alguns fatores que servirão de base para “justificar” o porquê de acreditar na vinda da obra pela editora ^^

Ah sim, antes de começar, é importante dizer que NÓS consideramos uma obra longa a partir do momento que ela passa de 10 volumes, estando completa ou andamento. Entre 6 e 10 volumes consideraremos como um mangá de extensão média! E menor que isso, entre 1 e 5 encadernados concluído ou em andamento, levaremos como uma série curta. Isso é importante porque depende muito da visão de cada um para o que se tem como curto, longo e mediano. 🙂


Fumetsu no Anata E (To Your Eternity)

Começamos por uma aposta deveras “segura” (a maioria aqui é). Pensar em “Fumetsu no Anata E” ou “To Your Eternity” sendo publicado aqui no Brasil pela NewPOP não é muito difícil. Embora a obra já passe dos 10 volumes e ainda esteja em andamento, e que por si só já seja um motivo não muito favorável, dado que a grande maioria dos títulos publicados pela NewPOP são de até 10 volumes, é preciso lembrar de alguns fatores e falas ditas anteriormente nas lives. O 1º deles é a autoria. A obra é escrita e ilustrada por ninguém menos que Yoshitoki Oima, autora de “A Voz do Silêncio”, que foi publicado e está sendo relançado por NewPOP. É importante, porque não só é uma obra de sucesso. Como a editora já disse gostar de manter autores “dentro da casa”, publicando outros títulos dos mesmos.

Capa polonesa do volume 1 lançado em maio de 2018pela editora Kotori. Por lá a obra é publicada como “Ku twej wieczności”.

E ainda temos a fala de que a editora teria algum(ns) mangá(s) longo(s) para anunciar. Além disso, ainda temos outra citação do Junior mencionando que algumas das obras que a editora tem para anunciar, tem ou terá anime e Fumetsu terá adaptação animada (de 22 episódios) com previsão de estreia para a Temporada de Primavera (Abril) de 2021. Levando tudo em consideração, seria o momento perfeito para anunciar, dado o anime à vista e que já possui muito hype em cima, com o relançamento de um dos mangás da autora acontecendo e sendo muito elogiado. Então é agora o momento!

Volume 13 da edição francesa, lançado em outubro de 2020 pela editora Pika. Na França o mangá é publicado como “To Your Eternity”.

“Fumetsu no Anata E” é um mangá escrito e ilustrado por Yoshitoki Oima. Está em publicação desde 2016 na revista Shounen Magazine, da editora Kodansha. Possui 14 volumes publicados e segue em andamento.

Capas japonesas dos volume 1 e 14.

Blue Period

Seria sonhar demais? Talvez não! “Blue Period” possui algumas particularidades que me fazem pensar na vinda do título pela NewPOP. A começar que recentemente foi anunciada uma adaptação animada que será lançada ainda nesse ano, o que já é interessante, já que a maioria das obras que chegam aqui possuem ou tem algum projeto em anime anunciado. Além disso, a maioria dos grandes mercados possui o título anunciado ou já estão publicando o mangá. Não necessariamente representa algo, considerando o tamanho de alguns mercados da Europa. É quase certo pensar que X, Y e Z serão anunciados e publicados, mas também há de se lembrar que as editoras ficam de olho no que é publicado em outros países. O mangá ainda não chegou em 10 volumes e é excelente, ainda mais se o boato da adaptação se confirmar. A NewPOP gosta de obras curtas e uma adaptação, se for bem feita, de certo poderá impulsionar seus olhares para o mangá. E apesar de eu não conhecer a história profundamente, muito menos saber como estão os rumos atuais, eu olho para a obra e não vejo ela passando de 15 volumes. É uma impressão que tenho.

Banner com o anúncio de “Blue Period” feito pela editora Pika na França. O volume 1 será lançado pela editora agora em janeiro.

Outro fator relativamente importante é que “Blue Period” está ganhando prêmios! Lembro-me da NewPOP ter comentando que prêmios valorizam a obra, tanto premiações no Japão como internacionais e no caso de Blue Period, o mangá foi indicado ao Manga Taishô Awards em 2019, o Kodansha Manga Awards em 2019 e o 24º Prêmio Cultural Tezuka Osamu em 2020, além de ter ganho o 13º Manga Taishô Awards em 2020 e o Prêmio Kodansha Manga Awards na categoria geral em 2020. Por fim, ainda temos o fato dele ser feito pela mesma autora da adaptação em mangá de “Ela e o seu Gato”, a Tsubasa Yamaguchi. Ela e o seu Gato foi publicado no Brasil por quem? NewPOP. Por mais que Ela e o Seu Gato não seja um grande sucesso ou uma obra de muito destaque, entra naquilo que comentei da editora ter dito de querer manter seus autores consigo. Quem sabe né? Mangá curto, com adaptação em anime anunciada recentemente e é feito por uma autora que eles já trabalharam, chamando atenção em outros mercados e ganhando prêmios por aí. Vejo possibilidades (e torcendo para que venha).

Volume 6 da edição espanhola de “Blue Period”. O volume foi publicado em dezembro pela editora Milky Way Ediciones.

“Blue Period” é escrito e ilustrado por Tsubasa Yamaguchi. Está em publicação desde 2017 na revista Afternoon, da editora Kodansha. O mangá possui 9 volumes publicados e o 9º encadernado foi lançado dias atrás, em 21 de janeiro :).

Capas japonesas dos volumes 1 e 9.

Hataraku Saibou!

Outra aposta pensando ainda em adaptação animada. Os principais fatores que consigo pensar que favoreceriam a vinda do mangá pela editora são: O mangá está tendo a 2ª temporada do anime agora, começando nesse mês. O título será completo em apenas 6 volumes. Lembrando que a NewPOP trabalha principalmente com séries mais curtas. A obra é muito didática e seria um ótimo recurso para se trabalhar em cima da divulgação, pois há quem se atraia só por isso. E também o mangá tem a cara da NewPOP! Eu olho para o mangá e consigo ver ele sendo anunciado pela editora. A NewPOP sempre gostou de títulos mais “diferentes” e Hataraku Saibou se enquadra muito bem nisso ^^

Volume 1 da edição tailandesa, publicado pela editora Luckpim em agosto de 2016. E volume 2 da edição alemã publicada em junho de 2019 pela Manga Cult. Na Tailândia o mangá é publicado como “เซลล์ขยันพันธุ์เดือด”

“Hataraku Saibou” é escrito e ilustrado por Akane Shimizu. Foi publicado entre 2015 e janeiro de 2021 na revista Shounen Sirius, da editora Kodansha. A obra será completa com um total de 6 volumes.

Capas japonesas dos volumes 1 e 5 (PENÚLTIMO). A capa do 6º e último volume ainda não foi revelada.

Links

Uma aposta segura e que eu nem me preocupo muito com o fato de vir ou não por agora. “Links”, para quem não conhece, é um mangá BL de volume único de Natsuki Kizu, autora de “Given” – que está em publicação pela NewPOP. Por que eu não me preocupo muito? Porque é um mangá que tenho em mente que cedo ou tarde virá para cá pela NewPOP, simples assim :). Mais para cima eu comentei da editora gostar de manter seus autores consigo, pois bem… Given é uma obra que está sendo um grande sucesso pelo que aparenta. Tivemos reimpressão do volume 1 em 2020 e o mangá está sempre ali no top 20 mais ou menos dos mais vendidos da Amazon em HQs e mangás. Em tempos normais poderia não ser uma boa métrica, mas no meio da pandemia, muita gente passou a comprar mais na Amazon, então ter sempre os volumes da obra ali, é um bom fator a se considerar. Além de que, por mais que não tenhamos os valores das vendas, a NewPOP sempre comenta de sua satisfação com o desempenho de Given. Não é muito difícil de se imaginar Links aqui e acredito muito que virá, cedo ou tarde.

Capa espanhola da obra. Foi publicado em novembro na Espanha pela editora Milky Way.

A questão é mais “Quando isso vai acontecer?”. Eu particularmente acredito que virá depois que a publicação de Given encostar com o Japão, quando a NewPOP publicar o volume 6. Chutando, acho que a editora pode anunciar e publicar nesse intervalo de tempo que não sai o volume 7 no Japão nem aqui. Na Polônia (capa abaixo), a Kotori anunciou Links em outubro e publicou em dezembro/2020, um mês antes de publicar o volume 6 de Given. Então vai que acontece o mesmo por aqui, ainda mais sendo um volume único que é fácil de trabalhar e lançar ^^

Capa polonesa. O mangá foi lançado em dezembro/2020 na Polônia pela editora Kotori.

“Links” é escrito e ilustrado por Kizu Natsuki. Foi publicado entre 2013 e 2014 na revista Be x Boy Gold, da editora Libre Shuppan. O mangá é um volume único e foi lançado em dezembro de 2014.

Capa original japonesa de “Links”.

Etsuko

Falando de uma autora agora, comentemos da maravilhosa Etsuko! Não me alongando aqui, mas trazer mais obras da autora seria um tiro certeiro, não só por a editora gostar de manter seus autores in house, mas também pelo sucesso de “JOY” e igualmente pelo “JOY Second”. Apesar de não termos uma fala clara da editora afirmando a positiva das vendas, é evidente o quanto o lançamento do volume está repercutindo, sendo comentado e igualmente recomendado pelo público. Etsuko está publicando duas obras no presente momento: “Melon no Aji” e “Happy Magical NIRVANA”, esse segundo é publicado na mesma revista de JOY (Honey Milk). Uma publicação simultânea dos capítulos em formato e-book seria deveras interessante e algo completamente novo no Brasil (levando em conta a demografia), mas não acho que será essa a oportunidade.

Capa da edição 07/2020 da Ihr Hertz com “Melon no Aji” na capa. Capa do volume 53 da Honey Milk com “Happy Magical NIRVANA” na capa.

Se for para apostar em obras da autora, é mais fácil mirar em três: “In the Apartment”, “Last Friday” ou “SUPER NATURAL”. Last Friday é um volume único, o que pode soar mais atrativo para a NewPOP, dado o histórico dela em trazer volumes únicos. In The Apartment e SUPER NATURAL, são casos estilo ao de JOY, tiveram a publicação e geraram seus respectivos encadernados, depois ganharam uma continuação: “Zoku In The Apartment” e “SUPER NATURAL JAM”. Então essas obras também podem acabar sendo licenciadas como volumes únicos, para só depois de publicados e observados os resultados, que se traga suas devidas continuações. Ou pode acontecer da editora licenciar os dois tomos de cada série de uma vez, afinal, a autora se mostrou ser muito bem vinda no mercado. Eu particularmente tenho uma predileção por “In The Apartment”, por já ter lido a obra completa e ter adorado cada momento da leitura. Mas sempre bom dizer que qualquer obra da autora é muito bem vinda ^^

Capas japonesas da série de “In the Apartment” e “SUPER NATURAL”.

Capa nipônica de “Last Friday”.

A termos de curiosidade, até meados do ano passado, as obras da Etsuko em geral eram todas inéditas no Ocidente, com exceção do Brasil. Porém no Manga Barcelona realizado na Espanha no ano passado, a editora Planeta Cómic anunciou “More Than Words”, um seinen/josei (mudou de revista durante a publicação), completo em 3 volumes que é um prequel de “In The Apartment“. Não há data de lançamento das edições na Espanha.

Capas japonesas dos volumes 1 e 2 (FINAL) de “More Than Words”.

Umibe no Étranger

Quatro palavras mágicas para a obra: filme, autora e volume único. Se fosse para resumir os motivos aos quais acredito na vinda, eu diria que são esses. O filme foi lançado no ano passado e não deve demorar até aparecer em algum canto por aqui. Fora isso, a obra já vem sendo pedida há anos. O anúncio da produção filme intensificou esses pedidos. Há até grupos de pessoas que pedem diariamente o licenciamento do filme de maneira oficial pela Crunchyroll e até chegamos a fazer uma thread comentando motivos e fatores que poderiam favorecer a vinda da obra em nosso Twitter ^^.

Outro fator se deve a Kanna Kii – autora da obra – estar cada dia mais conceituada, sendo reconhecida internacionalmente graças as suas narrativas agradáveis e arte de tirar o fôlego! Já o 3º e último, sendo ele o mais importe, é “Umibe” ser volume único. Mencionei que a editora tem certa ‘predileção’ por obras em volume único e curtas, porque são mais fáceis de manusear. E com a pandemia, os preços subindo cada vez mais, é bem mais fácil alguém ter interesse ou até apostar em uma obra curta, que logo se encerrará, do que um título com 10 volumes e/ou em andamento. E o melhor é que se a obra vier mesmo, teremos uma verdadeira porta para termos outra série BL longa no Brasil, visto que Umibe no Étranger possui uma sequência direta intitulada “Harakaze no Étranger”, que está em andamento no Japão com 4 volumes.

Capa francesa. O volume foi lançado em 2016 pela Hana. Na França a obra foi publicada sob o título “L’étranger de la plage”

“Umibe no Étranger” é escrito e ilustrado por Kanna Kii. Foi publicado entre 2013 e 2014 na revista bimestral OnBlue, da editora Shodensha, sendo concluído em apenas 1 volume. No mesmo ano do lançamento do volume, a obra recebeu uma continuação na mesma revista intitulada “Harukaze no Étranger”, que está em publicação no Japão, contando com 4 volumes publicados.

Capas nipônicas de “Umibe” e “Harukaze” 1 e 4, respectivamente.

Antes de prosseguir com os títulos, é bom dizer que no dia 25, 1º dia do NewPOP Week, a editora batizou o dia como “BL Day”, então eu esperaria pelo menos 3 anúncios de novas licenças. Há uma infinidade de obras que eu acredito que possam vir a ser anunciadas, como mais mangás da Honey Milk, ou autoras conceituadas como Asumiko Nakamura (“Doukyuusei“; “Mejirobana no Saku“) ou Yoneda Kou (Saezuru Tori Wa Habatakanai). Entretanto é muito difícil prever algo para ser anunciado aqui, por isso focamos mais nesses 3 ^^. Acertando pelo menos 1 deles estaremos felizes. Mais títulos da Etsuko e “Links” são casos que cedo ou tarde virão, então mesmo que não sejam anunciados agora, de certo serão em algum momento futuro. Então relaxem 🙂


Perfect World

Passando para um Josei, vamos com o aclamado mundialmente “Perfect World”, mangá de Aruga Rie. Perfect World é detentor de prêmios como o Kodansha Manga Award de 2019 na Categoria de Melhor Shoujo. Além de possuir uma fanbase considerável que deseja o mangá, o título também já é publicado em diversos mercados como Polônia, França, Espanha, Itália, Alemanha… Mas entra naquela que apesar do título estar próximo de sua conclusão no Japão, ele passou de 10 volumes e todos sabemos que “diversidade” e “mercado brasileiro de mangás”, são palavras que não se dão muito bem, sendo que qualquer obra que fuja do padrão ‘shounen de lutinha’ ou ‘seinen psicológico’, já dificulta (e muito) a vinda do título. Aqui fica mais como um desejo pessoal e eu tentando alimentar minhas esperanças, ainda mais por achar que de certa forma, o mangá combina com a editora. Sigo na torcida hahaha.

Capa do volume 2 da edição italiana. O volume foi publicado em julho de 2019 pela Star Comics.

“Perfect World” é escrito e ilustrado Aruga Rie. Está em publicação desde 2014 na revista Kiss, da editora Kodansha. Atualmente possui 11 volumes publicados e a obra deve ser encerrada no 12º encadernado.

Capas japonesas dos tomos 1 e 11 (PENÚLTIMO).

Yubisaki to Renren

Esse é um caso que tem de tudo um pouco, com minha predileção, além de fatores como vendas e popularidade da obra. Indo por partes, “Yubisaki to Renren” é o mangá shoujo atual da dupla de mangakás Morishita Suu (dupla que fez “Hibi Chouchou”). O título é bem recente e começou a ser publicado em 2019. A obra possui alguns méritos que merecem destaques, como ter alcançado a marca de 500 mil cópias vendidas e ter 800 mil em circulação no Japão, possuindo apenas 3 volumes publicados! A obra rapidamente ficou popular e acredito ser considerado um dos pilares atuais da DESSERT, revista onde o mangá é publicado. Um aspecto interessante também é que as obras dessas mangakás não costumam durar muito mais que 10 volumes. Acabam entre 10 e 15 volumes, o que é excelente visto que a NewPOP publica mais títulos curtos 🙂

Banner com o anúncio de “Yubisaki” (A Sign of Affection) na França, pela editora Akata.

E mesmo sendo tão novo, o mangá foi licenciado na França pela editora Akata, sendo que estão lançando capítulos em e-book à cada 3 semanas, fazendo muito sucesso por lá. Os volumes encadernados estão previstos para o 2º semestre de 2021. Nos EUA foi licenciado pela Kodansha Comics e começará a ser publicado em março/2021. E na Alemanha, o mangá começou a ser publicado nesse mês pela Altraverse. O volume 1 foi lançado no dia 15/01. A obra trata de assuntos como a deficiência auditiva de uma forma ótima! Desde que li o 1º capítulo, eu achei a cara da NewPOP, a editora meio que está devendo um shoujo. Então bora lá NewPOP, traga para o Brasil “Um Sinal de Afeição” (e me deixe feliz) ^^

Capa alemã. O lançamento ocorreu no dia 15 de janeiro pela Altraverse. A obra é publicada lá sob o título “Ein Zeichen der Zuneigung”.

“Yubisaki to Renren” é escrito e ilustrado pela dupla Moshita Suu. O mangá está em publicação desde 2019 na revista DESSERT, da editora Kodansha. Atualmente possui 3 volumes publicados e segue em andamento. O 4º tomo está previsto para 12 de março/2021.

Capas japonesas dos 3 volumes já lançados da obra.

Doukyonin wa Hiza, Tokidoki, Atama no Ue.

Ainda em shoujos, falemos de gatinhos agora ^^. Há alguns meses atrás, o Thiago Nojiri, que trabalha como tradutor chefe na NewPOP, disse que estava trabalhando na tradução de um mangá que era para ser um dos anúncios do NewPOP Day – que foi cancelado por causa da pandemia e agora virou NewPOP Week. O tweet mencionado era sugestivo para que fosse um mangá que envolvesse gatos! Há muitos e muitos títulos com personagens centrais sendo gatinhos. Fora que não chega a ser uma certeza absoluta que se trata de um “mangá de gato”. Todavia, a possibilidade existe e continuo pensando em “Doukyonin”, por ter tido um anime relativamente recente (Janeiro/2019) e ter ficado razoavelmente popular na época (chorei enquanto assistia). O mangá ainda sendo curto, é um título que consigo pensar com mais “segurança”.

Edição alemã, publicado pela editora Carlsen Manga. O volume 4 está previsto para março/2021.

“Doukyonin wa Hiza, Tokidoki, Atama no Ue.” é escrito por Tsunami Minatsuki e ilustrado Asu Futatsuya. Está em publicação desde meados de 2014 na revista Comic Polaris, da editora Flex Comix. A obra está em andamento com 7 volumes publicados e segue em andamento.

Capas japonesas dos volumes 1 e 7.

Kabi Nagata

Outra aposta segura são mais títulos da Kabi Nagata. Kabi é autora de “Minha Experiência Lésbica com a Solidão”, mangá em volume único publicado em dezembro de 2019 pela NewPOP. O mangá aparenta ter feito bastante sucesso, então ter mais títulos da autora não seria algo impensável.

Edição italiana de “Hitori Koukan Nikki”. Os 2 volumes da obra foram compilados em uma única edição, lançada em maio de 2020. Na Itália o mangá foi publicado com o título “Lettere a me stessa. Dopo la mia prima volta”.

Meus olhos estão, em especial, voltados para “Hitori Koukan Nikki” (“Diário Comigo Mesma”, em adaptação livre). Mangá que começou a ser publicado em 2016 e é completo em 2 volumes. Eu acho que a NewPOP irá seguir os rumos que todos os demais países do Ocidente estão fazendo: ir anunciando e publicando as obras da autora de acordo com que elas forem lançadas no Japão. Seguindo essa linha de pensamento, “Diário Comigo Mesma” seria a próxima obra. Logo depois “Genjitsu Touhi shitetara Boroboro ni natta Hanashi” (“Minha Fuga Acoólica da Realidade”, em tradução livre), título de 2019 e volume único. É provável que esses anúncios ocorram de forma separada, com “Diário” sendo anunciado primeiro. A editora publica os dois tomos da obra e só depois, sabe-se lá quando, “Minha Fuga Alcoólica” vem.

Edição estadunidense. O mangá deve ser publicado nesse mês pela Seven Seas, sob o título “My Alcoholic Escape From Reality”.

Kabi Nagata, além de ser autora de “Minha Experiência Lésbica com a Solidão”, é autora de “Hitori Koukan Nikki” (2 volumes) e “Genjitsu Touhi shitetara Boroboro ni natta Hanashi” (volume único). Em 18 de fevereiro desse ano, será lançado o volume encadernado de “Meisou Senshi Nagata Kabi“, que conta a repentina vontade se casar da Kabi, enquanto permanece sozinha.


Watashi no Oshi wa Akuyaku Reijou

Alguns vão estar se perguntando ao ver esse nome “Que raios de obra é essa? E por que ela está aqui???”. Pois digo que “Watashi no Oshi wa Akuyaku Reijou” é uma das grandes apostas de anúncios para o evento! Isso porque “Watashi” ou “I’m in Love With the Villainess” tem um fator muito importante: a própria autora. Inori, escritora da LN e da adaptação em mangá, é bem ativa no Twitter, respondendo muitos de seus seguidores e até em português. Em uma dessas conversas, ela comentou sobre pedirem para a editora NewPOP licenciar a obra. Sim, a própria autora! Chegamos a comentar do caso em nosso Twitter e a autora até nos agradeceu… Em português.

Amo ela!

Fora esses momentos, a NewPOP também já deu alguns indícios como dizer “Enquanto vocês estão indo, nós estamos voltando”. Além da própria Inori seguir a NewPOP e a NewPOP seguir a Inori o_O. Para mim é claro que há pelo menos uma intenção de licenciar o título, só não tenho muita noção de como está esse processo… Talvez já esteja tudo certo e seja anunciado. Talvez a editora esteja em processo de negociação, ou até acertando os últimos detalhes (uma aprovação de capa, talvez??). A LN recentemente ganhou o Prêmio de Melhor LN da RIDBOOKS lá na Coréia do Sul. Como já disse lá em cima nesse post, prêmios valorizam as obras. A obra sendo curta do jeito que é no momento (apenas 3 volumes publicados), tendo o apoio da própria autora, indícios vindos da NewPOP e um público considerável fazendo baralho, pedindo e até implorando pelo anúncio, acredito ser muito possível sua vinda ^^

Edição estadunidense. O volume 1 foi lançado em dezembro/2020 pela Seven Seas. Nos EUA a obra é publicada como “I’m in Love With the Villainess”.

“Watashi no Oshi wa Akuyaku Reijou” é originalmente uma webnovel (lançada de forma online) escrita por Inori, sendo completa em 112 capítulos + epílogo com mais 5 capítulos extras. Em 2018 a série passou a ter volumes compilados lançados pela editora GL Bunko, com ilustrações de Hanagata. De lá para cá, 3 volumes foram publicados. A adaptação em mangá é escrita por Inori e ilustrada por Sumio Aono. A adaptação começou a ser publicada em junho 2020 na revista Comic Yuri Hime (uma das principais, senão a principal revista GL do Japão), da editora Ichijinsha. Atualmente possui 1 volume publicado e segue em andamento.

Capas dos volumes 1 à 3 da Light Novel e o volume 1 da adaptação em mangá da obra.

Otome Game no Hametsu Flag shika nai Akuyaku Reijou ni Tensei shite shimatta…

E já que estamos falando de “vilãs” como protagonistas, falemos de “Otome Game no Hametsu Flag”! Fatores simples como ter tido uma adaptação em anime recentemente, exibida entre abril e junho de 2020 (cof cof comentamos no blog cof cof), que ficou bem popular, sendo um dos mais exibidos naquela temporada (poderia ter ficado mais, se não fossem as decisões erradas de direção). E o melhor dessa parte, a segunda temporada já foi anunciada e tem exibição confirmada para a Temporada de Verão desse ano. Isso é excelente, pois serve como atrativo para manter o público ativo e interessado na obra.

Volume 4 da edição alemã. O volume foi lançado no meio desse mês pela MangaCult. O título faz uma mescla de inglês e alemão: “My Next Life as a Villainess: Wie überlebe ich in einem Dating-Game?”

Outros fatores consideravelmente importantes são a extensão e a publicação pelo mundo. A novel está em andamento com 9 volumes. O 10° não deve demorar muito para ser lançado no Japão. Já a adaptação em mangá está em andamento com apenas 6 volumes, com uma certa demora para sair volumes novos no Japão. Características como essa são ótimas considerando a NewPOP, que prefere por títulos mais curtos e tem uma publicação que as vezes pode ser irregular. A novel ter ainda menos de 10 volumes e sendo popular, diria ser um ótimo chamariz. No que tange a publicação do mangá pelo mundo, o título vem sendo anunciado e publicado em diversos mercados internacionais. Muitos estão anunciando só o mangá, mas não deixa de ser algo bom. A Polônia por exemplo, a Waneko está a 1 volume de encostar no Japão 🙂

Edição polonesa do mangá, publicada pela Waneko. O volume 5 está previsto para fevereiro. Na Polônia o mangá é publicado sob o título “Odrodzona jako czarny charakter w grze otome”.

Além de “tudo” isso, é claro que temos fatores como predileção. Normalmente eu não acharia tão possível que o título viesse. Talvez o mangá pela Panini. Mas a novel muito provavelmente não. No entanto, entra muito na questão de “quero acreditar que é possível” e assim o farei haha.

“Otome Game no Hametsu Flag shika nai Akuyaku Reijou ni Tensei shite shimatta…” é uma Light Novel escrita por Satoru Yamaguchi e ilustrada por Nami Hidaka. É publicada pela Ichijinsha desde 2014, tendo 9 volumes lançados até agora e segue em andamento. A adaptação em mangá também é escrita por Satoru Yamaguchi e conta com ilustrações feitas por Nami Hidaka. É publicado na revista Comic Zero-Sum da editora Ichijinsha desde 2017, possuindo seis volumes lançados até o momento.

Edições nipônicas da obra. Capas de cima: novel. Capas debaixo: mangá.

Ao no Flag

Obra popular dentro de uma certa parcela do público, concluída em 8 volumes, sendo publicada e finalizada em diversos países do mundo. Esses são alguns dos motivos pelo qual acreditamos na vinda da obra pela editora e além deles, muito se cobrava a NewPOP por não publicar nenhum título da Jump e bem, “Ao no Flag” é uma das Jump’s. Então caso venha, a editora estará realizando a cobrança que tanto fazem hahahaha. Fora isso, ainda tem a questão da narrativa. A sua forma de lidar, abordar e debater certos assuntos, é feita de maneira sólida, ‘sensível’ e muito palpável, tornando um título que combina com a NewPOP. Se eu disser mais coisas, vai acabar sendo spoiler, mas para aqueles que conhecem, deve entender de qual(is) assunto(s) estou me referindo ^^

Edição francesa, publicada pela Kurokawa. O volume 1 foi lançado em março/2019. Na França o mangá publicado como “Blue Flag”.

“Ao no Flag” foi escrito e ilustrado por KAITO. A obra foi publicada entre 2017 e 2020 na revista digital Shonen Jump Plus (+), sendo completa em um total de 8 volumes.

Capas do primeiro e do último volume da edição japonesa.

Shimanami Tasogare

Está certo que muitas obras são populares e mesmo com tamanha popularidade, nunca chegam ao Brasil. Mas eu acho um completo ‘mistério’ “Shimanami Tasogare” não ter sido anunciado por nenhuma editora ainda o_O. O mangá é conhecido e vem sendo comentado há anos, não só aqui como é reconhecido internacionalmente, tendo sido publicado em boa parte dos mercados ocidentais de mangás. Considerando sua extensão curta, eu acho estranho que até hoje não tenha sido trazido para cá. Como disse, muitas obras ficam populares ao longo dos anos, mas são poucas as que chegam aqui. Shimanami parece ser um desses casos. Contudo, com fé, agora será o momento da série brilhar. Eu confio que agora vai! (por favor NewPOP, nunca te pedi nada, rs).

Edição espanhola publicada pela TomoDomo. O volume 1 foi lançado em dezembro de 2017. O título espanhol é “Sombras sobre Shimanami”.

“Shimanami Tasogare” é de autoria de Yuuki (ou Yuhki) Kamatani. Foi publicado entre 2015 e 2018, sendo que de 2015 à 2017 ele foi serializado na revista Hibana e posteriormente sua serialização foi feita no aplicativo Manga One de 2017, até ser concluído em 2018. O título é completo em 4 volumes.

As 4 capas japonesas da obra.

Kemono Jihen

Acredito que alguns de vocês vão estranhar a presença de “Kemono Jihen” aqui, mas temos motivos! Há algum tempo atrás, coisa de 1 mês ou 2, a NewPOP em uma das lives, comentou que teríamos o anúncio de um “shounen de lutinha” no evento. Eu não sei até onde esse shounen de lutinha é literal, ou ser um shounen de aventura/luta, ou qualquer outro estilo mesmo. Não sabemos muito bem os limites da afirmação, porque dependendo, “Fumetsu” pode ser entendido como um shounen… Enfim, não sei explicar muito bem o porquê de Kemono especificamente, tirando o fato de estar tendo adaptação em anime agora. É mais como uma questão de ‘afinidade’. Eu olhei para a obra e pensei na NewPOP. Porque o mangá parece fugir um pouquinho dessa linha ‘padrão’ que a Panini normalmente pega. Fora que o mangá é da Jump Square, então poderia ser um possível título da Jump que a editora traria.

Edição alemã. É publicada pela Altraverse desde junho/2019 sob o título “Kemono Jihen – Gefährlichen Phänomenen auf der Spur”.

Eu não falo com segurança que pode vir, ainda mais que obras assim costumam ganhar volumes rapidamente, e na situação atual do país, a tendência é que quanto mais longo um mangá for, mais vai afastar público (por mais que a NewPOP tenha política de sempre reimprimir os volumes esgotados). Acredito que dá para classificar esse palpite mais como “Se vier, ótimo. Se não vier, é o esperado”.

Edição italiana publicada pela J-POP. O volume 1 foi lançado em outubro/2020.

“Kemono Jihen” é escrito e ilustrado por Shou Aimoto. É publicado na revista Jump SQ da editora Shueisha desde 2017. A obra possui 12 volumes lançados até agora e segue em andamento.

Volumes 1 e 12 da edição japonesa (o único erro da obra até aqui é essa capa do volume 12…).

Kimi no Suizou wo Tabetai

Eu vou citar especificamente “Kimi no Suizou wo Tabetai” – porque é um desejo pessoal meu -. Essa parte da postagem vai valer para qualquer obra que tenha tido adaptação para filme animado recentemente. Há algum tempo se observou que a NewPOP tem licenciado algumas obras que possuem adaptação para filme e que tem uma novel e/ou mangá curto, de 1 ou 2 volumes cada um. Eu gostei muito disso, porque abriu certas oportunidades para ver títulos que usualmente não se veria sendo publicados no Brasil, como “Napping Princess” e “Lu Over The Wall”. Então eu quero acreditar que vão manter essas escolhas de títulos, principalmente porque estamos tendo filmes interessantes como o próprio “Kimi no Suizou” e “Josee to Tora to Sakana-tachi” (novel volume único e mangá de 2 volumes).

Edição estadunidense da novel. Foi lançada em novembro de 2018, pela Seven Seas. O título inglês é “I Want to Eat Your Pancreas”.

A novel de “Kimi no Suizou wo Tabetai” é escrita por Yoru Sumino e possui arte feita por Loundraw (designer de personagens de Tsuki ga Kirei). O volume foi publicado em 17 de junho de 2015 pela editora Futabasha. Já adaptação em mangá possui ilustrações de Izumi Kirihara. Ela começou a ser publicada em agosto de 2016 na revista Gekkan Action, da editora Futabasha, sendo encerrado em maio de 2017. A adaptação foi concluída em 2 volumes.

Edição japonesa da novel e mangá volumes 1 e 2 (FINAL), respectivamente.

Golden Time

Fechando a parte com títulos em específico (vocês vão entender isso a seguir, rs), vamos terminar com “Golden Time”, outro de pura predileção de minha pessoa (que nem eu entendo muito bem da onde vem esse favoritismo todo o_O). “Golden Time”, para quem não conhece, é uma light novel escrita por Yuyuko Takemiya, mesma autora de “Toradora!”. Eu fundamento minha esperança com a vinda da LN basicamente nesse fato. A editora gosta de manter seus autores consigo e, por mais que Golden Time não tenha chegado nem perto do sucesso de Toradora!, ainda quero manter esperanças (cof me iludir cof) com a possibilidade de ter o título aqui. Ainda mais que a LN só tem 8 volumes (sem considerar os volumes extras) hahaha.

“Golden Time” é uma light novel escrita por Yuyuko Takemiya e ilustrada por Eiji Komatsu. Foi publicada entre 2010 e 2014 pela editora ASCII Media Works, sob o selo Dengeki Bunko Magazine. A obra rendeu um total de 8 volumes na história principal + 3 volumes extras.


Título desconhecido por tudo e por todos

Não poderíamos encerrar essa postagem sem falar dele, daquele título que nem mesmo o BBM tem post pronto, que pega tudo e a todos de surpresa, gerando certo desespero, pois sequer se encontra sinopse da obra :). A NewPOP periodicamente anuncia algum mangá desconhecido. Mas não é um “desconhecido” do tipo que poucos brasileiros conhecem, porém já foi lançado em muitos países e/ou é premiado lá fora. Não! É aquele desconhecido que NINGUÉM conhece XD. Acontece com certa frequência, então imagino que nesse evento deva acontecer pelo menos 2 vezes, principalmente com mangás de volume único.


Essa postagem tem mais o intuito de mostrar títulos que queremos ou que acreditamos que serão anunciados. Há dicas dadas pela editora que poderiam render algum palpite, como por exemplo, o manhwa de horror/terror que deve ser anunciado no evento. Porém, no caso desse manhwa, é bem provável que o título seja da D&C Media, porque é a editora que a NewPOP começou a trabalhar com manhwas atualmente. Trouxeram “Solo Leveling” e “On or Off” que são da editora, então é bem possível que esse título também seja de lá. Porém fomos atrás de todas as obras lançadas pela D&C Media e não encontramos nada que caracterize como “Horror/terror”. Logo não vamos chutar nada.

Outro caso é o de mangás “clássicos”. A NewPOP em breve vai lançar “Patrulha Estelar Yamato”. Então imagino que deve rolar pelo menos mais um título que entrará no Selo PRIME. A editora também confirmou que um dos dias do evento será voltado para “clássicos”, o que pode ser um indício de que tenhamos anúncios voltados a mangás mais “antigos”. Quais vão ser? Não faço ideia. Talvez mais Go Nagai, ou Ishinomori. Mas torço para vir algum shoujo clássico, pois é fundamental!

São nessas questões que ficamos muito no escuro. É quase a mesma coisa com BL. Mencionamos duas obras muito populares e pedidas, sendo que uma delas a editora já trabalha com a autora. E o terceiro palpite foi uma outra autora que a editora também já trabalhou. Então mesmo nesses casos, estamos no escuro e só nos agarramos a algumas possibilidades que fazem sentido. Coisa que nós não conseguimos pensar muito bem nesses outros casos. Por isso nos abstemos.

No demais, obrigado por lerem até aqui e eu espero acertar pelo menos 3 títulos hahahaha. O nosso bingo vai estar logo abaixo (não incluímos a Etsuko porque não coube 😥 ).

2 comentários em “Apostas de anúncios para o NewPOP Week

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s