Yakusoku no Neverland 2nd Season (The Promised Neverland) #1 – Primeiras Impressões

Nos preparando emocionalmente para o pior que está por vim.

Olá pessoas! Voltamos com mais um post de primeiras impressões da Temporada de Inverno de 2021 dos animes, agora comentando sobre Yakusoku no Neverland 2nd Season. Apesar de termos gostado da estreia, eu e o Alê estamos com receio do que virá na história daqui para frente por termos conhecimentos de certos spoilers do original. Fiquem com a nossa conversa sobre o começo da segunda temporada de Neverland.

SINOPSE: A mulher a quem chamam de “”mãe”” não é uma mãe de verdade. As crianças que convivem naquele lugar não são irmãos de verdade. Na Casa Grace Field, moram apenas crianças órfãs. Um lar sem igual, onde 38 crianças sem parentesco algum levam vidas felizes ao lado de suas mães. Até que sua rotina pacífica chega a um fim abrupto… Fonte: Crunchyroll.

RUB: Alê, bora lá para comentarmos sobre mais uma estreia de anime dessa temporada tão aguardada por muitos (por mim não, por já saber o que está vindo por aí xP) e esperada para o começo de 2021. Eu meio que já disse no post de nossas expectativas dessa nova temporada que o anime tem a chance de corrigir os vários erros do mangá nesse arco e MELHORAR esse trecho capenga que vai vim na adaptação. Novamente, semelhante ao que aconteceu no post de Re:Zero, vou fingir que não sei de nada e focarei somente o que foi mostrado no anime.
Alê, sinto que Neverland perdeu seu timing. Se tivesse sido lançado essa segunda temporada antes, talvez o hype ocasionado pela exibição da primeira em 2019 não apagasse tanto. Ainda tem o fator que o mangá já terminou e foi finalizado de forma que não agradou a maioria, prejudicando ainda mais sua propaganda com os demais que não leram o original. E parecido com Shingeki, agora o anime vai ter que entregar várias respostas para diversos questionamentos que tivemos antes na sua primeira exibição. Há uma grande possibilidade que essas respostas não agradem boa parte dos espectadores que somente assistem o anime (não chega a ser no nível de Shingeki em que o autor enaltece o nazismo, porém o desfecho de várias paradas vai ser do desagrado da maioria). Estou tentando ajudar a galera para irem com expectativas baixas para Neverland e terem uma maior chance de diversão enquanto assiste o anime. Falando da estreia, no aspecto de ritmo e dinamismo, o anime acerta mais que no mangá. Muitos capítulos no original são entupidos de diálogos deixando a trama muito arrastada. A equipe de produção soube trabalhar melhor a exposição, de tal forma que a edição e direção estão muito boas. O começo com todo mundo correndo do monstro, indo em seguida para a OP e depois corta realmente para o começo do episódio logo após a fuga do orfanato. Foi bem feito essa introdução. O que eu não gostei foi da música da abertura. A animação da opening está bem feita e tem umas ideias de simbolismo bacana nesse segmento (apesar de achar a ideia da mesa de jantar bem cafona e óbvia sua associação com a temática do anime), porém a música é bem abaixa da que foi a da primeira temporada. A banda Uverworld fez falta aqui. xD

ALÊ: Novamente, eu não sei nada do que acontece nesse arco e muito menos do decorrer da história até seu fim. Eu até tentei comprar o mangá quando começou a ser publicado no Brasil pela Panini em agosto de 2018 (tenho 2 volumes), mas acabei não conseguindo acompanhar a série. Os volumes ficaram raros e por mais que a Panini tenha feito reimpressões (2 vezes) dos volumes iniciais, eu fiquei sabendo que depois do arco inicial (adaptado na 1ª temporada da animação), a história só decaía até deslanchar completamente na reta final. Me desanimou completamente com a série, então só desisti. Por causa disso, não espero muito dessa temporada. Mas uma coisa que desperta meu interesse é que o final dessa season será original, sendo até supervisionado pelo Kaiu Shirai, autor do mangá. Então fico me questionando se esse final será para o arco (lembrando que não sei nada do original), ou se será para a série, com a possibilidade desta ser a temporada final do anime. Porque como você disse, Yakusoku no Neverland perdeu um pouco do timing para o anime. A 1ª temporada foi lançada quando o mangá estava bem avançado e agora a 2ª está chegando com o original finalizado. Eu torço para que pelo menos consigam fazer um bom desfecho. Não tenho muita confiança nisso, ainda mais sendo apenas 11 episódios e me parece bem curto esse número para adaptarem tantos volumes ainda.
Enfim, falando da estreia, eu gosto bastante do clima de suspense da série. O começo do episódio é bem atrativo. Eu vivo falando que uma leva de animes usa o recurso de mostrar um ‘flash’ de algum momento no passado ou futuro no começo do episódio, mas não conecta essa cena no decorrer do mesmo, ficando jogado ali. Neverland usa isso, porém encaixa a cena no roteiro e eu gostei. A cena é muito curiosa, porque até então, tínhamos visto apenas o orfanato. Ficamos sabendo da existência das criaturas e do perigo iminente, entretanto não tínhamos qualquer contato até então com o “mundo de fora”. A forma que fizeram a introdução da temporada foi um chamariz bem utilizado para instigar quem está assistindo e fazer você comprar a obra novamente logo de cara. Sobre a OP, eu adorei a animação. Gosto dos ângulos usados em alguns momentos. O contraste da paleta de cores variando entre momentos bem coloridos e outros mais monocromáticos, fazendo uma brincadeira visual entre vermelho e preto. Além de alguns takes muito bem sacados. E aproveitar para falar da ED também. Gostei do estilo de cores usados. A iluminação e frames são bem bonitos no conjuntos. Eu não curti muito da música da OP. Prefiro a ED e concordo que a música da abertura da 1ª é bem melhor do que a dessa de agora.

RUB: Pois é. Ainda tem a parada dessa temporada ser um final totalmente original. Se a história do anime for acabar agora, realmente adaptarem mais de 15 volumes é demais para poucos episódios. Apesar que tem partes inteiras em Neverland que dá para cortar tranquilamente que não faria falta. E quanto a ED, gostei dela de forma geral, mas creio que esquecerei dela com o tempo. São poucos encerramentos que chamam minha atenção, ficando marcado nas minha memórias. Um outro ponto que quero discutir são os personagens de Neverland. Acredito que as crianças sejam o ponto mais alto do anime, além do mistério com o que aconteceu com a Terra. Eu gosto do Ray e da Emma, principalmente seu relacionamento de companheirismo e amizade. A confiança mútua entre os dois, as discussões/conjecturas que eles chegam ao analisarem a situação, a devoção pelos seus princípios… são pontos que se destacam durante a narrativa de Neverland.
Tanto que tem uma galera que reclama deles serem crianças tão inteligentes, que acabo não vendo eles por esse prisma. Muitas das deduções que a dupla de protagonista conseguem ou alcançam, são pensamentos que a maioria dos adultos chegariam usando um pouco de lógica. Não é algo absurdo ou exagerado, como por exemplo Death Note. Ali sim o L e o Raito são super-heróis tamanha a inteligência deles, mesmo sendo absurdo várias suposições que os dois chegam sem qualquer provas ou indícios. Acho mais natural a inteligência das crianças, porque elas foram treinadas para tal adjetivo, para terem um valor “nutricional” maior para os “demônios”. Quanto mais esperta, mais valiosa ela se torna. Por isso que eu consigo simpatizar mais com esse grupo de crianças do que os protagonistas de Death Note. Estou usando o DN como exemplo, mas vale para qualquer anime que tenha uma pessoa prodígio ou gênio. Quando exageram nessa característica, torna o personagem mais artificial ao meu ver, dificultando a minha empatia por ele. Tanto que a cena deles analisando a floresta para ver se encontram perigos, deles tentando descobrir sua localidade no mapa holográfico, ou usando o talento de cada uma das crianças para aumentarem suas chances de sobrevivência, faz com que tudo que esteja acontecendo tenha uma lógica por trás e não é só um Deus Ex-Machina jogado ali sem explicação. Eu gosto do elenco do anime como todo. Obvio, mais do que um do que outros, porém não tem aquele personagem chato que me faz revirar o olho.

ALÊ: Eu tenho uma tendência de não gostar de EDs, então normalmente eu pulo direto haha. As músicas de encerramento tem uma ideia geral de serem mais lentas e “calmas”, Eu não sou muito fã disso, então a grande maioria eu não gosto. São poucas (em vista de aberturas) que eu não pulo ou que eu realmente aprecio. Eu gosto das músicas de encerramento que passam uma ideia mais triste/depressiva, tipo a de “Hanako-kun”. Com essa estreia, eu passei a me interessar mais pelo mundo, porque durante a 1ª eu não pensava muito sobre o que teria acontecido com a Terra. Eu era muito focado no orfanato e em como eles iriam fugir dali (que era o grande foco até ali). Portanto quando o episódio começa e depois vamos vendo com calma toda a geografia, bem como a biodiversidade dali da floresta, foi algo que me saltou os olhos realmente e que me deixou bem interessado.
Gosto muito dos pequenos pássaros(?) e das plantas que apareceram, porque eles são seres luminescentes, o que me faz pensar que é um recurso que favorece a vida deles. Sim, estou indo longe demais com esses pensamentos, mas o desenvolvimento de espécies no meio que estão inseridos é um assunto que definitivamente me interessa. Vocês verão mais disso na postagem de primeiras impressões de “Tenchi Souzou Design-bu” XD. Eu gosto bastante das crianças também e acho bem palpáveis as deduções que os personagens têm para determinadas situações, ainda mais que se você considerar que desde cedo eles estão lá no orfanato fazendo provas, testando conhecimento e com uma pressão deles para melhor desempenho (que é bem disfarçada para que não percebam), o desenvolvimento do cérebro deles ter evoluído tão cedo é muito ‘realista’ dentro da história. E ainda tem a questão de que Neverland até aqui não tira nada do éter. Sempre tem alguma evidência para embasar a tese deles e até a direção faz bons usos de exemplos visuais na temporada 1. Então eu acho essa fala de ser surreal bem… equivocada. Exatamente. Você ainda tem a questão que nada é centralizado em um só personagem. Há toda uma preocupação do roteiro em saber distribuir e dosar o quanto cada personagem vai notar de detalhe para colaborar com a sobrevivência deles naquele mundo externo, que é completamente desconhecido para eles e para quem está assistindo a série.

RUB: Sim. É um ponto positivo da adaptação em tentar enxugar um pouco os diálogos para não tornar tão carregado e cansativo para o espectador, dando importância para cada uma das crianças. Foi bom você ter puxado essa parada de evolução de espécies, porque está claro que rolou mudanças drásticas na Terra para terem tais criaturas habitam o local. Se vieram de algum lugar ou planeta, se foi apenas a adaptabilidade e mutação das espécies, se foram experiências que humanos fizeram antes… tudo se torna uma opção para o que foi mostrado no anime até agora. Nesse quesito se torna algo como curioso para o mistério do que caralhos aconteceu com o mundo exterior.
Também tem o lance que agora estão explorando os tais demônios. Foi mostrado uma espécie de cachorro de mascara inteligente que obedece ordens e é um excelente farejador; temos o guerreiro que tem a função estratégica e de força de combate, capaz de cortar outros seres maiores que ele com uma facilidade; temos também um curandeiro nessa equipe de busca deles, entre outros detalhes que mostram que existe uma hierarquia militar ou algo parecido no lado dos demônios (acho que não entreguei nada de spoiler com esse comentário… eu espero pelo menos porque deixar o mais vago possível xP). São nos apresentados novas informações que aumentam ainda mais o suspense, como também enriquece aquela nova realidade que estamos conhecendo junto com os protagonistas. Uma coisa boa pensando na estrutura do roteiro. Entretanto, e com certeza a parada que mais instigou a galera do que raios está acontecendo foi aquela demônio parecida com um humano ajudar o Ray e Emma. E vamos de convir que a montagem final ajudou demais todo o mistério em volta dessa nova personagem (apesar da capa promocional dessa segunda temporada entregar bonito esse spoiler xD). Essa demônio junto com seu guarda resgatando os dois, ambos os protagonistas acordarem em um local desconhecido, deduzirem que não são inimigos no primeiro momento, notarem a estranheza das características físicas dos seus salvadores e terminar com um gancho para semana que vem sobre a verdadeira intenção deles em salvar as crianças. Esse final foi excelente para crescer a expectativa de quem está assistindo.

ALÊ: Sim, concordo muito. Eu acho que você não entregou nada com o comentário, mas sou um tanto lerdo, então sou suspeito para dizer algo XD. Agora estamos começando a explorar o mundo. Estou bem interessado em quais fatores resultaram aquelas mutações e principalmente, quanto tempo se passou desde o “tempo normal” para o que está agora, porque mutações e adaptações de ambiente demoram centenas ou milhares de anos. E para árvores crescerem daquela forma, o clima, a produção de matéria orgânica e os gases presentes na atmosfera também mudaram (de novo indo muito longe nesses assuntos XP). O final foi maravilhoso. Adoro a tensão da obra e vendo o episódio, eu fico tão envolvido que esqueço que a obra fica ruim hahaha. Os protagonistas não sabem o que está havendo, quais os motivos por trás das ações de seus supostos heróis, porquê estão sendo ajudados… Nada! Aproveitar também para falar da produção e direção que continuam ótimas. A animação sempre tem aquele cuidado para aproximar a câmera e dar a sensação de realismo nos detalhes, como a guria pegando o livro e mexendo em suas páginas. É muito bem feito. A direção tem uma mão excelente para momentos de suspense, junto da produção que está na medida certa. O resultado final é excelente!

RUB: Engraçado terminarmos esse post elogiando bastante o anime, entretanto alertarmos para os leitores que não conhecem o original irem com as expectativas mais baixas possíveis, para terem uma chance de gostar o que forem assistir, mesmo sendo um final original ou não. Para quem leu o post de primeiras impressões de Shingeki, é mais ou menos aquele estilo. A estreia foi maravilhosa, apesar de ser uma puta propaganda enganosa para o futuro do enredo. Resumindo, torço para quem se aventurar no anime, curta ele e tente não criar muitas teorias por cima dos mistérios, pois vão acabar se decepcionando. Minha recomendação fica para vocês arriscarem a ver o anime, mesmo com a possibilidade de um desastre eminente. xP

ALÊ: Eu já não sou muito fã da obra. Sempre fiquei um tanto alheio à ela. Gostar eu gosto, mas não amo de paixão hahaha. Expectativas baixas, porém que pelo menos o final original consiga fazer algo decente (Acho difícil, mas né…), veremos como ele se sai.

Um comentário em “Yakusoku no Neverland 2nd Season (The Promised Neverland) #1 – Primeiras Impressões

  1. Eu li até o volume 7 do mangá, mas dropei a coleção por motivos de: Panini
    eu estava gostando muito do pós-fuga e não achei que a qualidade decaiu assim, pelo menos não por enquanto. Vou seguir vendo o anime mesmo,
    Adaptaram 8 CAPÍTULOS NESSE EPISÓDIO,PRATICAMENTE UM VOLUME TODO.
    Entendo que realmente tinha mto diálogo que poderiam ser arrastados e não combinar muito com outra mídia, tanto que deviam ser encurtados mesmo. Até onde me lembro não cortaram nada de importante e não ficou ruim, mas alguns acontecimentos ficaram de fora e outros foram muito rápidos e senti certa falta de boa parte deles, achei esses 8 capítulos em um episódio meio exagerados… achei que esse rush no começo podia ser pra season acabar certinho no fim de um arco se adaptassem uns 3 capítulos por episódio (como na S1), mas já que vai ter esse tal final original que pode ser ou pra temporada ou pro anime mesmo ainda não entendi o pq do rush todo, de qualquer forma espero que não fique ruim…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s