Títulos que estão tendo adaptação em anime na Temporada de Outono de 2020 e que podem (ou não) serem publicados no Brasil

Quanto anime em uma temporada… SOCORRO!!!

Voltamos para a quarta edição dessa postagem, que já virou quadro fixo nesse blog ^^. Fizemos uma postagem dessa comentando as obras que estavam sendo adaptadas na Temporada de Inverno, Verão, e a mais recente, a de Outono. Devemos seguir fazendo esse tipo de publicação toda temporada, avaliando os materiais de origem dos animes de cada temporada, na tentativa de ajudar vocês a pensar que mangá ou novel de anime X tem chances de chegar ao Brasil.

Para quem não sabe como funciona essas postagens, eu faço o seguinte: monto um super post listando todos os animes que temos na temporada (animes para TV, filmes, OVAs…), pesquiso sobre seus materiais originais (mangá e/ou light novel), ou se a animação for original, eu vejo se ela possui alguma adaptação para mídia impressa e coloco aqui. Os que não possuem esses materiais, apenas não os listo, ok? Após essa pesquisa, eu avalio alguns fatores e opino se até o presente momento, vejo aquela obra sendo anunciada e publicada aqui no Brasil.

Vale dizer que, com a pandemia, ‘prever’ se alguma obra chegará ao Brasil está se tornando um pouco mais complicado. O mercado brasileiro por si só não recepciona muito bem obras que não são conhecidas, ainda mais atualmente que mangás estão caros e apostar em algum título se mostra cada dia mais complicado. Muitos só compram aquilo que já conhecem e gostam, outros não tem mais segurança em arriscar em adquirir títulos desconhecidos. E no momento atual, não sabemos ainda como o mercado vai reagir a crise, como as editoras vão ficar pós pandemia (seja lá quando acabar), então o mais provável que teremos que nos habituar é: ter em mente sobre obras menores e torcer para que elas fiquem razoavelmente conhecidas. Claro que não é uma regra e um outro mais longo chegará ao país, porém deve acabar sendo casos mais específicos, como ‘shounens’ famosos, títulos da Jump e por aí vai.

Se na Temporada de Verão tivemos uma lista menor, dado que boa parte dos animes previstos para a temporada foram adiados em decorrência da COVID-19, MUITOS desses adiamentos passaram para as Temporadas de Outono (principalmente) e Inverno de 2021. Logo essa lista está carregada de títulos, alguns muito interessantes e outros passáveis. Avaliaremos cada um deles para ver se há chances de vir* :). Ah sim, antes que eu me esqueça, estou começando essa postagem no dia 30 de agosto, mais cedo do que o de costume, porque não quero atrasar essa postagem tanto quanto atrasou a de Verão (saiu no dia 31 de agosto).

*Eu (Alex), não sou nenhum “especialista” de mercado. Há pessoas que entendem e conseguem pressupor o que virá com muito mais precisão. O que direi aqui é baseado em pouco mais de 3 anos de colecionador de mangás e observador do mercado brasileiro. Eu tento melhorar a cada dia, então espero acertar algumas previsões aqui ^^. 

As obras que serão comentadas nesta edição são:

  1. 30-sai Made Doutei da to Mahou Tsukai ni Nareru Rashii;
  2. 100-man no Inochi no Ue ni Ore wa Tatteiru;
  3. A3! Season Autumn & Winter*;
  4. Adachi to Shimamura;
  5. Akudama Drive;
  6. Assault Lily: Bouquet;
  7. BEM Movie: Become Human;
  8. Burn the Witch;
  9. Date A Bullet: Nightmare or Queen**;
  10. Dragon Quest: Dai no Daibouken (2020);
  11. Dounika Naru Hibi;
  12. Dungeon ni Deai wo Motomeru no wa Machigatteiru Darou ka III;
  13. Eternity: Shinya no Nurekoi Channel ♡;
  14. Gochuumon wa Usagi Desu ka? Bloom;
  15. Golden Kamuy 3rd Season;
  16. Guraburu!;
  17. Haikyuu!!: To the Top 2nd Season;
  18. Higurashi no Naku Koro ni (2020);
  19. Hypnosis Mic: Division Rap Battle – Rhyme Anima;
  20. Ikebukuro West Gate Park;
  21. Inu to Neko Docchi mo Katteru to Mainichi Tanoshii;
  22. Iwa Kakeru!: Sport Climbing Girls;
  23. Josee to Tora to Sakana-tachi;
  24. Jujutsu Kaisen;
  25. Kimetsu no Yaiba Movie: Mugen Ressha-hen;
  26. Kami-tachi ni Hirowareta Otoko;
  27. Kamisama ni Natta Hi;
  28. Kimi to Boku no Saigo no Senjou, Aruiwa Sekai ga Hajimaru Seisen;
  29. Kuma Kuma Kuma Bear;
  30. Maesetsu!;
  31. Magatsu Wahrheit: Zuerst;
  32. Mahouka Koukou no Rettousei: Raihousha-hen***;
  33. Majo no Tabitabi;
  34. Maoujou de Oyasumi;
  35. Munou na Nana;
  36. Noblesse;
  37. Ochikobore Fruit Tart;
  38. Osomatsu-san 3rd Season;
  39. Otona nya Koi no Shikata ga Wakaranee!;
  40. Rail Romanesque;
  41. Senyoku no Sigrdrifa;
  42. Shingeki no Kyojin: The Final Season;
  43. Tonikaku Kawaii;
  44. Tsukiuta. The Animation 2;
  45. Yes ka No ka Hanbun ka;
  46. Yuukoku no Moriarty.

Destes que foram listados, os seguintes já são publicados no Brasil: “Golden Kamuy” pela Panini; “Jujutsu Kaisen” pela Panini; “Kimetsu no Yaiba” (publicado sob o nome “Demon Slayer“) pela Panini; “Shingeki no Kyojin” (publicado como “Ataque dos Titãs“) pela Panini; e “Yuukoku no Moriarty“, que é publicado pela Panini sob o nome “Moriarty: O Patriota“.

* Comentamos sobre “A3” na Temporada de Inverno. O anime estava em sua primeira temporada. Todavia, a postagem ainda vale para esta season do anime, sendo assim recomendamos que leia a outra postagem, porque também não comentaremos o anime aqui ^^

** Comentamos sobre “Date A Bullet” na postagem da Temporada de Verão. O que comentamos lá, está valendo para essa postagem também.

*** A Panini publicou a primeiro arco da adaptação em mangá de “Mahouka”. Porém a editora não deu sinal de que publicará mais arcos do mangá ou que anunciará a light novel original. Por isso não comentaremos o título no decorrer da postagem.


Opinião: Vou começar o post com um pseudo-extra, porque vamos falar de um dorama BL. Por que estou falando de “Cherry Magic!” aqui? Pelo simples motivo dele estar sendo um caso muito particular. A adaptação em dorama está sendo um sucesso estrondoso. aqui, no Japão e no mundo (acho que vai ser anunciado na França no ano que vem)! Ele é um caso muito atípico. No Japão está ficando em 1º lugar em pesquisas de popularidade e aqui, mais ou menos da metade para cá, as palavras “Cherry Magic” e “Kurosawa” aparecem nos assuntos mais comentados do Twitter. É um evento deveras impressionante. E desperta atenção, porque se esperaria algo assim no caso de animações, como foi com “Given”. Eu estou muito curioso para observar como os grandes mercados vão reagir à essa febre que está sendo Cherry Magic!. No caso do Brasil é sempre muito difícil avaliar chances de mangás BLs, então não acho que ele possa vir agora. Mas se tiver uma segunda temporada do dorama e o sucesso voltar a se repetir, aí eu avaliaria como possibilidades um pouco maiores. Fora que não vejo o mangá passando de 10 volumes ou indo muito além disso, o que é excelente! ^^

“30-sai Made Doutei da to Mahou Tsukai ni Nareru Rashii” é um mangá escrito e ilustrado por Yuu Toyota. Está em publicação desde 2018 na revista digital GanGan Pixiv, da editora Square Enix. Possui atualmente 6 volumes publicados e segue em andamento.


Opinião: É o tipo de obra que eu vejo Panini publicando. É ruim, bem mediano, mas é shounen, então tem abertura para ser publicado aqui. Fora que são apenas 10 volumes no momento e teve anúncio de segunda temporada anunciada, tendo chances de ser publicado.

“100-man no Inochi no Ue ni Ore wa Tatteiru” é um mangá escrito por Naoki Yamakawa e ilustrado por Akinari Nao. Está em publicação desde 2016 na revista Bessatsu Shounen Magazine, da editora Kodansha. Atualmente possui 11 volumes publicados e o décimo primeiro tomo foi lançado no dia 9 de dezembro. O título segue em andamento, sem previsão de término.


Opinião: Apesar de Light Novel alguma terem baixas chances de ser publicada aqui (mercado muito pequeno), “Adachi” é um caso interessante, porque tempos atrás a NewPOP comentou bem brevemente sobre nunca ter publicado uma light novel GL/BL. Não quer dizer nada realmente, mas se a editora vir a ter interesse em anunciar uma novel da demografia, Adachi to Shimamura tem abertura por causa da adaptação animada. E se a novel não tiver tanta oportunidade, a adaptação em mangá pode ser uma “solução”, dado que são poucos volumes no momento. Não lançam volumes tão rapidamente e são características que agradam a editora. O NewPOP Week será em janeiro e veremos se sai algo no evento da editora 🙂

“Adachi to Shimamura” é originalmente uma Light Novel GL (Girls Love) escrita por Hitoma Iruma e é ilustrada por Non. A partir do 9º a obra não é mais ilustrada por Non, então usaram uma ilustração da animação para a capa do volume 9. Está em publicação desde 2013 pela editora ASCII Media Works, sob o selo Dengeki Bunko Magazine. A obra ainda possui 2 adaptações em mangá. A primeira contava com desenhos de Mani e começou a ser publicada em 2016, na revista GanGan Online da editora Square Enix, sendo concluída em 3 volumes. Já a segunda começou em 2019 e está a cargo de Moke Yuzuhara, sendo publicada na revista Comic Dengeki Daioh da editora ASCII Media Works, possuindo apenas 2 volumes lançados até o momento.


Opinião: Anime original. Um pessoal está curtindo, mas vejo que ele ficou bem na média. Até a adaptação em mangá render algo é bem capaz que muitos nem se lembrem/se importem mais com a animação. Acredito que permanecerá inédito no Brasil.

“Akudama Drive” é um anime original e a sua adaptação em mangá começou a ser publicada nesse ano pela Renta Comics. Essa adaptação está a cargo de Rokurou Oogaki. 12 capítulos foram lançados no site do Renta e até o momento presente, nenhum volume encadernado foi lançado no Japão.


Opinião: Pelo que apuramos, em suma, o público não gostou da animação. O “”Madoka”” de bonecas não deu certo e provavelmente permanecerá sem ter sua adaptação em mangá publicada no Brasil.

“Assult Lily” começou a ter uma nova adaptação em mangá em julho desse ano na revista Monthly Bushiroad, da editora Bushiroad. A adaptação possui o nome de “Assault Lily: League of Gardens” e está a cargo de Kousuke Tsukanami (adendo que o nome pode estar errado, porque a tradução do nome foi feita pelo Google, por eu não ter achado informações em outras línguas ocidentais). Ainda não foi publicado um volume encadernado.


  • BEM Movie: Become Human

Opinião: O anime de “BEM” foi completamente ignorado! O filme não deve servir para reviver ninguém, então próximo.

“BEM” possui um mangá que está em publicação desde 2019 na revista Manga Park, da editora Hakusensha. O mangá é escrito por Range Murata e ilustrado por Mosae Nohara. Possui atualmente 3 volumes publicados e o 3º foi lançado em setembro/2020.


  • Burn the Witch

Opinião: esse é quase certo que virá! A obra é do mesmo autor de “Bleach”, este que foi publicado no Brasil pela Panini e apesar de dizerem que Bleach deu prejuízo no final, acho que a Panini apostará em “Burn the Witch”, ainda mais por ser volume único (sei que terá uma segunda temporada do mangá, mas não deixa de ser um tomo). Fora que teve o anime e a obra já está sendo licenciada em alguns países, como na França pela Glénat.

“Burn the Witch” é escrito e ilustrado por Tite Kubo. Foi publicado entre agosto e setembro de 2020 na revista Shounen Jump, da editora Shueisha. O volume encadernado foi lançado no dia 2 de outubro. Uma “segunda temporada” do mangá foi anunciada, mas ainda não possui previsão de início.


Opinião: Muito se teoriza, sobre a possibilidade de Dragon Quest (mais conhecido como “Fly: O Pequeno Guerreiro”), poderia ser publicado no Brasil. Se fossem outros tempos, talvez alguns anos atrás, eu até acharia mais fácil de ser anunciado e publicado aqui. No atual momento que nos encontramos, preços cada vez mais caros, pessoas desistindo de coleções, limitando ainda mais seu poder aquisitivo e ainda essa obra sendo uma coleção mais de 20 volumes para um título que não é muito famoso/popular, fica muito difícil de se pensar sendo publicado no Brasil.

“Dragon Quest: Dai no Daibouken” é originalmente um mangá escrito por Riku Sanjo e ilustrado por Koji Inada. Foi publicado entre 1989 e 1996 na revista Shounen Jump, da editora Shueisha. A obra foi completa em 37 volumes, mas atualmente está sendo lançada uma nova edição em formato bunko, que reduz os volumes para 22 tomos. A edição mais recente é o 8. Os volumes 9 e 10 estão previstos para 4 de janeiro.


  • Dounika Naru Hibi

Opinião: Adaptação de um mangá da autora de “Hourou Musuko”. É uma obra curtinha que pode atrair interesse das editoras, sobretudo da NewPOP, porque o estilo de obras da Takako combina bastante com ela. Uma amiga me contou que algumas histórias desse mangá (que não estão no filme) são bem… “Complicadas”, o que pode vir a ser um empecilho. Fica aqui meu pedido: Tragam algum mangá dessa autora!! Não aguento mais invejar os franceses 😥

“Dounika Naru Hibi” é uma coletânea de histórias de Takako Shimura. Essas histórias foram publicadas nas revistas Reijin, da editora Takeshobo e na revista Manga Erotics F, da editora Ohta Shuppan. As histórias renderam um total de 2 volumes encadernados, lançados em dezembro de 2002 e abril de 2004.


  • Dungeon ni Deai wo Motomeru no wa Machigatteiru Darou ka III

Opinião: Uma parte ínfima, aparentemente, realmente se importa com a obra e que vejo pedindo bem raramente. A novel já é muito longa, quase impossível. A adaptação em mangá talvez, desde que seja pela Panini (“mais possível”) ou JBC.

“Dungeon ni Deai wo Motomeru no wa Machigatteiru Darou ka” é uma light novel publicada pela editora SoftBank Criative. É escrita por Fujino Oonori e ilustrada por Suzuhito Yasuda, estando em publicação desde 2013, possuindo 16 volumes lançados no Japão. Uma adaptação em mangá começou a ser lançada ainda em 2013, contando com desenhos de Kunieda. Essa adaptação passou pelas revistas GanGan Online e Young GanGan – ambas da editora Square Enix – até ser concluída/interrompida com 10 volumes. Nesse ano, uma nova adaptação em mangá começou a ser publicada na revista Young Gangan. Intitulada “Dungeon ni Deai wo Motomeru no wa Machigatteiru Darou ka 2 (ou II)”, a adaptação está a cargo de Taisei Yamachi e possui apenas 1 volume publicado.

Volumes 1 e 16 da Light novel
Volumes 1 da 1ª e 2ª adaptação em mangá

Opinião: Alguns mangás desses bem que poderiam vir pela NewPOP. Encaixaria direitinho no Selo Harém da editora, destinado para obras eróticas +18. Não que virá realmente, MAS vejo aberturas para serem publicados aqui. Até porque a maioria é volume único -\_ º-º _/-

“Eternity” é uma coleção de livros e mangás eróticos voltados para mulheres adultas. A animação está adaptando um total de 12 livros escritos por diferentes autoras, tais como Miju Inoue, Maki Makihara, Subaru Kayano e outras mais. Os livros foram publicados pela editora AlphaPolis, no Selo Eternity Books, enquanto que os mangás foram publicados na revista Eternity da mesma editora.


  • Gochuumon wa Usagi Desu ka? Bloom

Opinião: Outro que não vejo sendo publicado aqui. Toda temporada tem o estilo de anime com “Garotas fofinhas fazendo fofurices” (DogaKobo be like). Esse em específico está na terceira temporada e pelo que pode ser observado, apenas um público muito restrito ainda assiste a animação. É um nicho já dentro de um nicho, o que dificulta ainda mais ter alguma possibilidade de vir. No demais, a única editora que eu poderia cogitar para publicar o mangá é a NewPOP, mas não contem com isso hahaha.

“Gochuumon wa Usagi Desu ka?” é escrito e ilustrado por Koi. Está em publicação desde 2011 na revista Manga Time Kirara Max, da editora Houbunsha. Possui atualmente 8 volumes publicados, com o 9º encadernado previsto para 25 de dezembro (lembrando que não sei quando esse post vai ao ar), e segue em andamento no Japão sem previsão de término.

  • Guraburu!

Opinião: Spin-off (?) de “Grandblue Fantasy”, este que teve a adaptação animada publicada pela Panini. Se a Panini italiana anunciar “Guraburu!” na Itália, eu conseguiria imaginar sendo publicado aqui, porque a Panini daqui só trouxe Grandblue Fantasy por causa da sua matriz que publica na Itália. E claro, se o Grandblue pelo menos tiver ido razoável em vendas (coisa que duvido).

“Guraburu!” é uma obra relacionada à “Grandblue Fantasy” e é escrita e ilustrada Kiku Hitomoji. O mangá está sendo publicado desde 2015 na revista Grandblue Fantasy. (o_O). A serialização da obra é feita pela editora Cygames, enquanto que os volumes encadernados estão sendo publicados pela Enterbrain. Possui 10 volumes lançados até o momento e segue em andamento.

Opinião: Sinceridade: se não vier até o 1º semestre 2021, podem fechar o caixão de vez. Eu particularmente não acho que vem mais, mas se for para anunciar, agora é o momento, porque acabou de finalizar com 45 volumes. É agora ou nunca. Porque pelas perspectivas que temos considerando a economia, a forma que as editoras lidam com situações, falta de marketing etc; nosso mercado de mangás só vai afundar. A tendência, pelo que se observa é que quanto mais longa for uma obra, menos chances ela terá de ser publicada aqui. E com “longa”, eu falo mais de 10 volumes publicados. Cada vez menos vamos observar mangás com 20 volumes ou mais sendo anunciados aqui no Brasil.

“Haikyuu!!” é escrito e ilustrado por Haruichi Furudate. A obra começou a ser publicada em fevereiro de 2012 na revista Weekly Shounen Jump, da editora Shueisha. O título foi concluído em julho desse ano, sendo completo com 45 volumes no total. O último volume foi publicado em 4 de novembro no Japão.

Opinião: Higurashi está fazendo um sucesso que chega a ser assustador. Assim, eu não duvido a NewPOP apostar em alguns dos mangás da franquia (existem bem uns 15-20) para trazer. Entra em uma linha ‘trash‘ que as vezes NewPOP aposta, tipo o “Corpse Party” hahaha. Eu realmente consigo ver a editora publicando algum mangá advindo de “Higurashi”, ainda mais com o (estranho) sucesso da animação por aqui.

“Higurashi” possui diversas e diferentes adaptações em mangá. A mais recente atende pelo mesmo do anime: “Higurashi no Naku Koro ni Gou“. Está à cargo de Ryukishi07 e possui desenhos de Tomato Akase. Começou a ser publicado neste ano na revista Young Ace UP, da editora Kadokawa. Possui apenas 1 volume publicado, este no começo de novembro e segue em andamento.


Opinião: Essa franquia rende rios de dinheiro no Japão, porém o sucesso não parece ter chego aqui, sendo mais popular dentro de um nicho específico (fujodanshis principalmente). Talvez pelas adaptações em mangá serem curtas ainda, com 2-4 volumes publicados, ajude a criar interesse das editoras. Só que ainda tem o porém de que seria uma escolha muito cirúrgica, porque cada mangá tem destaque principal em um grupo. Então parte do público fica mais apegado a um grupo específico do que outro. Então supondo que editora X traga o mangá do grupo Y, uma parcela do público pode não gostar desse grupo e não comprar por causa disso. São considerações a se fazer nesse caso e que podem pesar bastante.

A franquia de “Hypnosis Mic” possui diversas adaptações em mangá, cada uma delas tem uma gangue como destaque. Duas delas começaram a ser publicadas neste ano: “Hypnosis Mic -Division Rap Battle – side D.H & B.A.T”  e “Hypnosis Mic -Division Rap Battle- Dawn of Divisions“. O primeiro está à cargo de Yuuichirou Momose (roteiro) e Kikou Aiba (arte), passou pelas revistas Magazine Poket e Shuukan Shounen Magazine, ambas da editora Kodansha. A obra está em andamento com 2 volumes (capas abaixo). Já o segundo está sendo roteirizado por Yuuichirou Momose e ilustrado por Rui Karasuduki. A publicação teve início com um prólogo lançado na revista Shounen Magazine Edge, da editora Kodansha no dia 17 de dezembro. A série começará de fato em janeiro de 2021. Ainda não possui nenhum volume encadernado publicado.

Ilustração promocional para “Hypnosis Mic -Division Rap Battle- Dawn of Divisions“.

Opinião: A definição de decepção. Não vejo “IWGP” sendo lançado aqui pelo simples fato de ser uma novel com mais de 15 volumes. Não há adaptações em mangá mais recentes e o anime vem decepcionando muitos, então só não.

Decepção o nome.

“Ikebukuro West Gate Park” é originalmente uma série de novels escrita por Ira Ishida. Os livros estão sendo publicados desde o final da década de 1990 pela editora Bungeishunju, possuindo atualmente um total de 16 volumes lançados, sendo que o 16º foi lançado em setembro de 2020 e ainda está em andamento.


  • Inu to Neko Docchi mo Katteru to Mainichi Tanoshii

Opinião: É uma pena que esses animes curtinhos não chamem atenção. Eu não assisti esse ainda, mas parece uma graça (o gato invocado sou eu na maior parte do tempo). Não deve ser lançado aqui. O mercado não tem e não dá espaço (nada de novo sob o sol deste mercado que é só tristeza).

“Inu to Neko Docchi mo Katteru to Mainichi Tanoshii” é um mangá escrito e ilustrado por Hidekichi Matsumoto. Está em publicação desde 2017 na revista Palcy, da editora Kodansha. Possui 5 volumes publicados e segue em andamento.


Opinião: Umas 10 pessoas devem ter assistido e umas 5 devem se importar o suficiente para querer o mangá, então não esperem ele aqui (alguém espera pela obra?).

“Iwa Kakeru!: Sport Climbing Girls” é um mangá de autoria de Ryuudai Ishizaki. Começou a ser publicado em 2017 na revista Cycomics, da editora Cygames, até ser concluído neste ano em 4 volumes. Uma continuação da obra intitulada “Iwa kakeru!! -Try a new climbing-” foi iniciada em 2019 e possui 1 volume publicado 🙂


  • Josee to Tora to Sakana-tachi

Opinião: EU QUERO MUITO!!!! E cabe a NewPOP fazer a tarefa de publicar pelo menos a adaptação em mangá. O mangá vem sendo anunciado em alguns grandes mercados. Tivemos Itália, logo deve ser anunciado na Espanha e o filme tem tudo para fazer sucesso. Promete muito. Como a adaptação em mangá é bem curta, consigo ver sendo publicada e a NewPOP vez ou outra publica obras que possuem adaptações para filmes animados, como é o caso de “Napping Princess” e “FireWorks”. Há ainda a questão de que Nao Emoto (quem fez a adaptação em mangá) está chamando atenção pelo mundo, depois de seu trabalho desenhando o mangá de “Araburu Kisetsu Otome-domo Yo”. Ela ficou bem conhecida e valorizada. NewPOP, se estiver vendo essa postagem, confia que é sucesso 😉

“Josee to Tora to Sakana-tachi” é originalmente uma novel em volume único, publicada em 1997 e escrita por Seiko Tanabe. Uma adaptação em mangá feita por Nao Emoto (mesma ilustradora do mangá de “Araburu Kisetsu Omote-domo Yo”) começou a ser publicada no começo desse ano na revista DaVinci, da editora Media Factory. A adaptação foi concluída nesse fim de ano, rendendo 2 volumes no total.


  • Kami-tachi ni Hirowareta Otoko

Opinião: Mais um esquecido da temporada. Simples e direto: a novel não vem. A adaptação em mangá também, mais pelo anime não ser um grande destaque.

“Kami-tachi ni Hirowareta Otoko” é originalmente uma web novel que começou a ser publicada em 2014, pela editora Syosetsu. Têm 5 volumes (hiato). É escrita por Roy e ilustrada por Ririnra. A Light Novel começou a ser lançada em 2017, seguindo sendo feita pela mesma dupla de autores. É publicada na editora Hobby Japan e possui 9 volumes até o momento. Já a adaptação em mangá é publicado desde 2017 na revista Gangan Comics UP!, da editora Square Enix. É escrito por Roy e ilustrado por Ranran. Está em andamento com 5 volumes lançados e tem um sexto volume previsto para 22/12.

Light novel

Mangá


Opinião: Esse caso aqui é até estranho. Porque os animes do Jun Maeda, no geral, são bem famosos e nenhum deles teve adaptação em mangá sendo publicada aqui. Mesmo os animes vindos de visuais novel da KEI como “CLANNAD” não chegaram aqui, mesmo com tamanha fama. É muito esquisito. “Kamisama ni Natta Hi” deve acabar tendo o mesmo destino que os demais do Jun: permanecer inédito.

“Kamisama ni Natta Hi” é um anime original. A adaptação em mangá está sendo feita por ZEN. A serialização começou em novembro/2020 na revista Dengeki G’s Magazine. Os capítulos são disponibilizados nos sites da Kadokawa Corporation’s Comic Walker e da Niconico Seiga. No momento só possui dois capítulos disponíveis.


Opinião: Um caso peculiar, porque “Kimi to Boku” parece ter ficado popular como foi com o “Maou Gakuin” da temporada passada, só em menor proporção. E no caso de ambos, eu penso que o público da animação, não é o mesmo que compraria uma adaptação em mangá, ou até a LN. Eles são público do anime mesmo e tão somente isso. É o mesmo pensamento que tenho com “That I Got Reincarnated As A Slime”, que a JBC publica a adaptação em mangá e eu não acho que vende bem, pelo público que consome só estar interessada no anime.

“Kimi to Boku no Saigo no Senjou, Aruiwa Sekai ga Hajimaru Seisen” é uma light novel escrita por Kei Sazane e ilustrada Ao Nekonabe. Série em andamento com 10 volumes. É publicada pela Fujimi Fantasia Bunko (Kadokawa Corporation) desde 2017. Há uma outra LN derivada da série intitulada “Kimi to Boku no Saigo no Senjou, Aruiwa Sekai ga Hajimaru Seisen: Secret File”, que é uma coletânea de histórias curtas. O volume 1 foi lançado em julho de 2020, o segundo foi lançado em 19 de dezembro. A adaptação em mangá está sendo feita por okama. É publicado na revista Young Animal, da editora Hakusensha desde 2018. Série em andamento com 5 volumes já lançados, o volume 6 está previsto para 25/12.

Light novel

Mangá


Opinião: Não tem abertura para a light novel, ou até o mangá serem publicados. Quem assistiu e gostou parece ser de um grupo bem específico.

“Kuma Kuma Kuma Bear” é originalmente lançada primeiramente como uma novel no website da Syosetsu em 2014. Autoria: Kumanano. Em 2015, a obra teve seus direitos adquiridos pela editora Shufu to Seikatsusha, publicando-a como light novel, sendo ilustrada por 029. Atualmente conta com 16 volumes + 1 especial (vol 11.5). A adaptação em mangá possui arte de Sergei. É publicado desde 2018 na revista Comic Pash! da editora Shufu to Seikatsusha. A adaptação possui 5 volumes até o momento.

Light novel

Mangá


  • Maesetsu!

Opinião: Não! Se nem “Lucky Star!!” que foi animado pela Kyoto Animation e é muito conhecido não veio, quem dirá esse daqui.

“Maesetsu!” é um anime original que possui duas adaptações em mangá: a 1ª é escrita e ilustrada por Hato Kannazuki. É publicada na Monthly Cómic Alive, da editora Media Factory desde julho deste ano. O volume 1 foi lançado em novembro. A 2ª tem o título “Maesetsu! Nomaesetsu” e é feita pela dupla Doko Makita e Kagami Mimizu. Este tem 1 volume lançado, que foi publicado pela editora Kadokawa no dia 10 deste mês.


Opinião: Quem se importa? Acho que eu e mais 10 pessoas devem estar assistindo (inclusive, preciso retomar a ver o anime).

“Magatsu Wahrheit: Zuerst;” é um jogo mobile japonês disponível para Android/iOS. É um MMORPG desenvolvido e publicado por KLab Games em 2019. Ele possui uma adaptação em mangá feita por Tama Yuugyouji. Foi publicada janeiro e junho/2020 na revista Comic Zero-Sum da editora Ichijinsha, sendo completo em tomo único. Esse mangá possui o título “Magatsu Wahrheit Hitotsu Kiri no Madousho” e segundo a descrição, o título é um desdobramento do jogo de RPG para smartphones MAGATSU WAHRHEIT da KLab Games. O título ainda possui um Visual Book lançado no ano passado pela editora Ichijinsha, intitulado “Magatsu Wahrheit Official Visual Book”.

Mangá e Visual Book

Opinião: Caso interessante. Esse eu acredito que se tiver segunda temporada, pelo menos a adaptação em mangá vem. A LN, como já apontei na postagem, é sempre muito difícil de se pensar sendo lançada aqui.

“Majo no Tabitabi” é uma light novel escrita por Jougi Shiraishi e ilustrada por Azuuru. Publicada desde 2016 na editora SoftBank Creative. Possui 15 volumes já lançados, sendo último publicado neste mês. O volume 16 está previsto para março/2021. A obra ainda possui uma adaptação em mangá que conta com artes de Itsuki Nanao. Está em publicação desde 2018 na revista Gangan Comics UP!, da editora Squate Enix. Possui 3 volumes lançados até o momento, sendo o último lançado neste mês.

Duas capas de cima: LN. Duas debaixo: adaptação em mangá.

Opinião: Infelizmente (ou felizmente) ela terá que dormir em outros países. Aqui não será o lugar dela. Mangá muito longo, com um tipo de humor que eu tenho minhas dúvidas se consegue te prender por quase 20 volumes. Fora que mangás estão cada vez mais caros e apostar em um de comédia desse tamanho é praticamente suicídio.

Na vida queria ser ela, dormir…

“Maoujou de Oyasumi” é escrito e ilustrado por Kagiji Kumanomata. Está em publicação desde 2016 na revista Weekly Shounen Sunday, da editora Shogakukan. Possui lançados 17 volumes até agora. O volume 17 saiu no dia 18 de dezembro.


Opinião: Muito se critica Munou na Nana, mas sabe que eu consigo enxergar alguma editora publicando? É o tipo de bomba que vejo sendo anunciado aqui, ainda mais que tem menos de 7 volumes. Pelo estão comentando seja bem ou mal. Sobre qual editora poderia ser? Não faço ideia. Consigo ver qualquer uma das três principais e até a Devir anunciando hahaha.

“Munou na Nana” é escrito por Looseboy e ilustrado por Iori Furuya. É lançado desde 2016 na revista Shounen Gangan, da editora Square Enix. Atualmente possui 7 volumes publicados.


Opinião: Não vai vir. Dos três animes advindos de manhwas que a Crunchyroll bancou nesse ano, “Noblesse” é o que mais ficou apagado (talvez por ter sido o pior entre eles? Talvez…). Eu não consigo ver ele vindo para o Brasil, ao menos não agora e não tão cedo.

“Noblesse” foi escrito Jeho Son e ilustrado por Kwangsoo Lee, sendo publicado na revista Naver Weebtoon da editora Naver entre 2007 e 2019. Sendo completo em 543 capítulos + epílogo divididos em 8 temporadas. Não encontramos informações sobre se a última temporada teve volumes impressos. Além disso, ainda temos alguns derivados da série principal como “Noblesse S” (LN – Side Story), que foi escrita por Jeho Son e ilustrada por Kwangsoo Lee. Foi publicada em 2011 na revista Naver Novel da editora Naver. Composta de 47 capítulos. E ainda tem “Noblesse Rai’s Adventure” (manhwa). Foi escrito por Jeho Son e ilustrado por Kwangsoo Lee, sendo publicado na revista Naver Webtoon, da editora Naver. Completo em 10 capítulos.

  • Ochikobore Fruit Tart

Opinião: Eu vejo ele sendo daqueles que o pessoal vê para se descontrair, mas que não se importa realmente. Não é como um “Yuru Camp” que é descontraído, mas há quem queira colecionar a obra.

“Ochikobore Fruit Tart” é escrito e ilustrado por Sou Hamayumiba. Publicado desde 2014 na revista Manga Time Kirara Carat, da editora Houbunsha. Possui 5 volumes publicados até agora.


  • Osomatsu-san 3rd Season:

Opinião: 3 temporadas e até agora nada… Duvido muito. Além de ser obra de comédia, que é uma verdadeira tristeza no mercado brasileiro (assim como GL, BL, shoujo, josei…).

“Osomatsu-san” possui uma adaptação em mangá escrita e ilustrada por Masako Shitara. Publicado entre 2016 e 2018 na revista YOU, da editora Shueisha. A partir de 2019, a obra passou para revista Cookie da mesma editora. Atualmente conta com 8 volumes compilados lançados e segue em andamento.


  • Otona nya Koi no Shikata ga Wakaranee!:

Opinião: Anime da Comic Festa feito para atrair quem gosta de hentai. Quem assiste isso provavelmente não gastaria dinheiro com o mangá caso viesse. Portanto, duvido muito que seja anunciado.

“Otona nya Koi no Shikata ga Wakaranee!” é escrito e ilustrado por Tamami Katsura. É publicado na revista CocoCheek da editora W Comics ZR digitalmente. A versão impressa fica a cargo da editora Shuiseisha. Possui 3 volumes lançados até agora.


  • Rail Romanesque:

Opinião: Não virá! Não é o tipo de obra que se vê no mercado.

“Rail Romanesque” possui uma adaptação em mangá intitulada “Maitetsu”. A adaptação está à cargo de Ame Kanro. Foi publicado entre 2017 e 2019 na revista Famitsu Comic Clear da editora Kadokawa, sendo completo em 2 volumes.


Opinião: É decepção de meio mundo!!! Mas vejo a NewPOP publicando por ser do autor de “Re:Zero” e a editora gosta de publicar outras obras de autores que fazem sucesso. Eu compraria só pela arte 🙂

“Senyoku no Sigrdrifa” é um projeto original, mas que possui algumas obras derivadas: “Warlords of Sigrdrifa: Rusalka”. Light novel escrita por Tappei Nagatsuki (mesmo autor de “Re:Zero”) e ilustrada por Takuya Fujima. Publicadas pela editora Kadokawa Sneaker Bunko. Completa em dois volumes, sendo o primeiro lançado em maio/2020 e o segundo em julho/2020. “Warlords of Sigrdrifa: Sakura”. Light novel escrita por Tappei Nagatsuki e ilustrada por Takuya Fujima. Publicadas pela editora Kadokawa Sneaker Bunko. Completa em dois volumes, sendo o primeiro lançado outubro/2020 e o segundo neste mês (12). Por fim, “Warlords of Sigrdrifa Non-Scramble”. Mangá de Abe Kanari. Publicado na revista MF Comics Alive, da editora Kadokawa. Possui um volume até o momento. Ele foi lançado em novembro deste ano.

Light novels.

Mangá.

Opinião: Um sucesso MUITO inesperado! O problema maior dele é ser muito longo. Se não fosse por isso eu apostaria na vinda da obra pela Panini. Mas tem “Kanojo, Okarishimasu” na frente, então entre Tonikaku e Kanojo, acho mais possível e seguro apostar na Namorada de Aluguel.

“Tonikaku Kawaii” é escrito e ilustrado por Kenjiro Hata. É publicado na revista Weekly Shounen Sunday, da editora Shogakukan desde 2018. Possui 15 volumes lançados até o momento. O volume 15 foi lançado no dia 18/12.

Nasa parecendo uma tartaruga na capa do volume 14 hahahaha.

  • Tsukiuta. The Animation 2:

Opinião: Não virá! Não é o tipo de obra que se vê no mercado²

“Tsukiuta. The Animation 2” é uma franquia que é baseada em um grupo musical que gerou mangás, artbooks e fanbooks. Encontramos 3 mangás derivados da franquia: “Tsukiuta. Anthology“. Uma coletânea de histórias curtas com diversos autores. Volume Único. Publicado na revista B’s-LOG Comics, da editora Kadokawa em 2014. O segundo mangá é “Tsukiuta. SS Anthology“. Uma coletânea de histórias curtas com diversos autores. Volume Único. Publicado na revista Comic Zero-Sum da editora Ichijinsha em 2015. Por fim, “Tsukiuta. THE ANIMATION“. Escrito por Fujiwara e ilustrado por Mero. Publicado na revista Comic Zero-Sum da editora Ichijinsha. Completo em 2 volumes. O primeiro volume saiu em agosto/2017 e o seguinte em maio/2018.


  • Yes ka No ka Hanbun ka:

Opinião: A mesma coisa que disse para “Adachi to Shimamura” no começo do post está valendo para “Yes ka No ka Hanbun ka”. A NewPOP já comentou que nunca publicou uma novel BL (“NO.6” não é BL!) e esse caso aqui ainda tem a “vantagem” da série principal ser curtinha. São apenas 3 volumes ^^. O que vai ajudar aqui é o filme, então deem palco para o filme. Peçam para a editora no lugar certo (Cantinho de Sugestões)!

“Yes ka No ka Hanbun ka” é uma série de light novels. As light novels foram serializadas na revista Shousetsu Dear+ desde 2013. São impressas sob o selo Dear+ Bunko da editora Shinshokan desde 2014. Todas foram escritas por Michi Ichiho e ilustradas por Lala Takemiya. A série principal foi publicada entre 2014 e 2016, sendo completa em 3 volumes. Títulos: “Yes ka No ka Hanbun ka”, “Sekai no Mannaka: Yes ka No ka Hanbun ka 2” e “O-uchi no Arika: Yes ka No ka Hanbun ka 3”. Há ainda uma light novel spin-off com subtítulo “OFF AIR” foi publicado entre 2017 e 2019 e possui 2 volumes no momento. Uma light novel comemorativa (Color Bar), foi publicada em comemoração ao lançamento do filme animado. Contém: “Perfil de personagem, guia completo, ilustrações de convidados, letras de músicas-tema do filme, entrevista…”. Foi lançada em dezembro/2020. Há ainda uma série de side storys que possuem 4 volumes no momento:
1: Yokogao to Niji: Yes ka No ka Hanbun ka Bangai-hen. Publicado em fevereiro/2017.
2: Koigateki to Niji: Yes ka No ka Hanbun ka Bangai-hen. Publicado em agosto/2018.
3: Fusai de: Yes ka No ka Hanbun ka Bangai-hen. Publicado em dezembro/2018.
4: Tsunaide: Yes ka No ka Hanbun ka Bangai-hen. Publicado em agosto/2020.

Os 3 volumes da série principal
Spin-off “OFF AIR” e LN comemorativa “Color Bar”.

No demais foi isso. Agradeço a todos que leram aqui e em especial a @deborarodrigues1914 que ajudou na pesquisa de mais ou menos metade dos títulos mencionados na postagem ^^

5 comentários em “Títulos que estão tendo adaptação em anime na Temporada de Outono de 2020 e que podem (ou não) serem publicados no Brasil

  1. Estou sentindo que Cherry Magic é um sonho possível, já fazendo minhas idicações para a caixa de sugestões da NEW POP
    Os únicos que vejo possibilidade de ter mangá publicados aqui são o óbvio Burn the Witch e Dragon Quest. Como o JMB falou, esse mangá é a cara das publicações da JBC. Eu vejo sim uma possibilidade mais pra frente, o remake de Dai fez muito sucesso e a dona Toei arradou no anime dessa vez.
    Não sei se você lembra, mas eu vi o júnior numas das lives, acho que numa live da baderna, ele falava que estava assistindo Majo no Tabitabi. COMO EU QUERIA ISSO PUBLICADO AQUI !!!
    Sigfrida foi uma decepção, mas vejo os fãs de RE:ZERO comprando esse título

    Espero que essa porcaria de Munou na Nana pereça e que jamais apareça por aqui, outros estrumes dessa temporada são: 100 man, Ikebukuro, Higurashi e Nobless. Espero que não tenha nenhum fandom e nenhum Marco da vida pra apoiar uns titulos como esses kkkkkkKKKK

    Obrigado por me informar sobre Yes ka No ka Hanbun ka, não sabia da existência desse título
    Grande abraço ^^

    Curtido por 1 pessoa

    1. Eu compraria Sigrdrifa só pelas artes, são lindas demais para se apreciar hahahaha.

      100 Man eu acho que vem, Higurashi tem a carinha de NewPOP. Noblesse eu sei que não vem, principalmente depois desse anime caindo aos pedaços.

      De nada ^^

      Curtir

  2. Se a novel de Majo viesse, eu compraria. Idem pra Nana (desde que não seja pela Panini, obviamente).
    Dia desses eu tava falando que se a JBC estivesse numa situação melhor, ela traria Dai no Daibouken na edição de lixo ou até mesmo nessa bunko que está sendo lançada. É um clássico, e sabemos que a JBC gosta desse tipo de obra. Mas agora não sei nem se a Panini apostaria.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Concordo! Dragon Quest seria um prato cheio para a JBC se ela estivesse em condições melhores. Até Majo no Tabitabi seria uma boa para a editora (no caso da adaptação em mangá).

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s