A publicação de “Shaman King”,”Shaman King 0″ e “Nekogahara” pelo mundo e opiniões

O relançamento da obra foi anunciado recentemente 🙂

Na última sexta-feira, dia 11 de dezembro, a editora JBC anunciou o relançamento de “Shaman King”. O anúncio foi feito durante o JBC Bits #24, ao qual estava sendo realizado ao vivo. Além do relançamento de Shaman King, a editora ainda anunciou que lançará “Shaman King 0” e “Nekogahara”. Como já é corriqueiro em casos de anúncios, vamos com nossa postagem mostrando por onde a obra já foi lançada e no final, damos nossas opiniões sobre o título anunciado, se vamos comprar, considerações, etc. Nessa postagem iremos apresentar primeiro “Shaman King”, em seguida “Shaman King 0” e por último, “Nekogahara”.

Sinopse de Shaman King: “Manta Oyamada é um garoto normal, que gosta de estudar e de descobrir o significado de novas palavras. Um dia, atrasado para pegar o último trem, ele resolve cortar caminho pelo cemitério. E não é que ele se depara com uma porção de espíritos e um garoto que conversa com eles? No dia seguinte, na escola, Manta encontra o mesmo garoto e descobre que ele acabou de chegar à cidade e vai estudar em sua sala. Seu nome é Yoh Asakura. O moleque, que parecia apenas desligado da vida, conta a Manta que, na verdade, possui poderes inimagináveis: ele vê e conversa com espíritos! E o mais surpreendente é que Yoh pode incorporar essas almas e usar as habilidades especiais de cada uma delas. Isso tudo por que ele é um Xamã, ou seja, uma pessoa que tem o poder de conectar o Mundo dos Vivos ao dos Mortos. Com esta habilidade, Yoh ainda dá uma mãozinha para espíritos que não conseguem se desprender desse plano por algum assunto que deixaram pendente em vida.” 

Sinopse de Shaman King 0: “Uma coletânea de histórias curtas relacionadas aos personagens do universo de Shaman King.” 

Sinopse de Nekogahara: “No Japão medieval, é uma vida difícil para um gato de rua. Todos os dias são repletos de lutas e preconceitos, desde a opressão por companheiros que trabalham para mestres cruéis até a extorsão por traficantes de drogas. Mas ser um extraviado também significa orgulho e independência incríveis. O samurai errante Norachiyo não tem mestre, embora ainda use o sino revelador de um gato que tem uma “pessoa”. Este guerreiro desonesto viaja pelo Japão, protegendo os fracos e eliminando aqueles que se esqueceram das virtudes de ser um extraviado – tudo com esgrima incomparável. Embora Norachiyo deixe poucos vestígios além de sua reputação temível, este guerreiro enigmático fez muitos inimigos que estão mais do que dispostos a colocar as garras em sua cabeça. O passado de Norachiyo o alcançará ou ele poderá passar suas nove vidas em liberdade?”


Shaman King

Japão

“Shaman King” foi escrito e ilustrado por Hiroyuki Takei. A primeira publicação aconteceu entre junho de 1998 e agosto de 2004 na revista Shounen Jump, da editora Shueisha, sendo finalizado em 32 volumes. Anos depois do término, a obra foi republicada no formato Kanzenban, reduzindo para 27 volumes no total e contendo 16 capítulos extras. Após uma briga do autor com a Shueisha, a obra teve seus direitos adquiridos pela Kodansha em 2017, lançando o mangá em e-book com um total de 35 volumes. Agora a editora está laçando a obra no formato físico. Os volumes 21 ao 23 serão lançados neste mês.


Espanha

Na Espanha a obra é lançada pela editora Ivrea no formato 2 em 1 e mensalmente. O primeiro volume estava previsto para novembro, mas ocorreu um atraso, sendo lançado na primeira semana de dezembro. O volume 2 está previsto para ser lançado no final deste mês.

Frente e verso da sobrecapa espanhola

Argentina

Na Argentina o mangá começou a ser publicado em novembro pela editora Ivrea. A obra é lançada no formato 2 em 1 e tem periodicidade mensal. O volume 2 está previsto para o final deste mês.


Estados Unidos

Nos Estados Unidos a obra foi lançada em e-book pela editora Kodansha Comics. Os 35 volumes foram lançados em outubro deste ano. A editora irá lançar em formato físico na versão Omnibus, sendo cada volume correspondente a 3 volumes da edição japonesa. O volume 1 tem previsão de lançamento para fevereiro/2021.


França

Na França o mangá é publicado pela editora Kana desde janeiro deste ano. A obra também é lançada no formato 2 em 1 e pelo selo Star Edition. O volume 5 foi saiu em novembro e o volume seguinte está previsto para janeiro do ano que vem. Curiosidade: A editora resolveu lançar o volume 17 junto com o primeiro volume para as pessoas, que adquiriram a versão antiga da obra, conheçam o verdadeiro final sem precisar esperar que os demais volumes da nova edição fossem lançados.

Volume 1: jan/2020, volume 5: nov/2020, volume 6: jan/2021 e volume 17 (final): jan/2020.

Itália

Na Itália a editora Star Comics anunciou essa edição no evento Lucca Changes (Lucca Comics & Games 2020) que ocorreu no final de outubro. Por lá, a obra será completa em 35 volumes, sendo lançado um volume a cada quinze dias. A publicação está prevista para ser iniciada em abril do ano que vem.

México

No México o mangá começou a ser lançado pela editora Panini em outubro deste ano. Por lá, a obra também sai no formato 2 em 1. O volume 2 foi lançado no final de novembro.


Alemanha

Na Alemanha a obra teve sua publicação iniciada em abril deste ano pela editora TOKYOPOP, saindo no formato 2 em 1. O volume 5 foi lançado em novembro e o volume 6 tem previsão de lançamento para janeiro/2021.

Frente e verso do volume 1 (jan/2020), volume 5 (nov/2020) e volume 6 (jan/2021).

Coreia do Sul

Na Coreia do Sul essa versão da obra foi lançada no formato digital, sendo os 35 volumes disponibilizados em setembro deste ano pela editora Seoul Media Comics.


Opiniões

ALÊ: Quem me conhece sabe que não sou um grande entusiasta por títulos shounens, principalmente os tidos como “shounen de lutinha”, aos quais nosso mercado é saturado de tanto que se publica obras do tipo. Todavia, por algum motivo, “Shaman King” ainda consegue despertar meu interesse. Alguns amigos próximos elogiam bastante o mangá e falam que é bem divertido o que me cativa a ter interesse. A JBC divulgou alguns detalhes da edição nacional no sábado passado (19/12) e bem, vão ser 18 volumes. Dependendo de como a editora fará a publicação, eu acho que irei conseguir adquirir o mangá. O preço deve ficar na casa dos 60 reais, mas acredito que dê para bancar ^^


Shaman King 0

Japão

“Shaman King 0” foi escrito e ilustrado por Hiroyuki Takei. Primeiramente, foi publicado entre 2011 e 2014 na revista Jump X da editora Shueisha, sendo finalizado em 2 tomos. Por conta das desavenças entre a editora e o autor, o mangá teve seus direitos obtidos pela editora Kodansha. Por ela, o mangá foi lançado somente e-book em 2018.


Estados Unidos

Nos Estados Unidos foi lançado pela editora Kodansha Comics em outubro deste ano.


Itália

Na Itália a obra foi lançado pela editora Star Comics entre 2013 e 2015. A edição lançada no país foi a versão da editora Shueisha.


Tailândia

Na Tailândia foi publicado pela editora Siam Inter Comics entre 2014 e 2015, seguindo a versão da Shueisha.


Taiwan

Em Taiwan foi publicado a versão da Shueisha pela editora Tong Li entre 2013 e 2015.


Coreia do Sul

Na Coreia do Sul a editora Seoul Media Comics publicou a versão da Shueisha entre 2014 e 2015.


Opiniões

ALÊ: Se por um lado tenho interesse em “Shaman King”, por outro não vou poder dizer o mesmo para o 0. Não é nem por causa da obra, mas sim porque só estará disponível em e-book e eu não sou muito fã do formato :/. Quem sabe algum dia a Kodansha libere uma edição impressa e, caso eu tenha gostado de fato de Shaman, eu venha a adquirir 🙂


Nekogahara

Japão

“Nekogahara” foi escrito e ilustrado por Hiroyuki Takei. Foi publicado entre 2015 e 2018 na revista Shounen Magazine Edge da editora Kodansha, sendo concluído em 5 volumes.


Estados Unidos

Nos Estados Unidos a obra foi publicada pela editora Kodansha Comics entre 2016 e 2018 tanto físico quanto digital, saindo sob o título “Nekogahara: Stray Cat Samurai”.


Taiwan

Em Taiwan o mangá foi lançado pela editora Tong Li entre 2018 e 2019 com o título “貓原”.


Opiniões

ALÊ: Obras curtas tem sempre meu interesse e como cada vez os mangás estão mais caros, volumes únicos e séries concluídas com poucos tomos vêm ganhando cada vez mais a minha predileção. Esse mangá em questão não aparenta ser o estilo de obra que eu gostaria, mas dependendo do preço, formato e de quando for lançado, pode ser que eu também compre, mas nada garantido.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s