A publicação de “Jibaku Shounen Hanako-kun” pelo mundo e opiniões

Sim! Teremos “Hanako-kun” no Brasil!!!!

Na noite de ontem, dia 4 de dezembro, a editora Panini anunciou no seu painel na CCXP “Jibaku Shounen Hanako-kun”. A obra foi anunciada junto de outros três títulos: “Kaguya-Sama”, “Chainsaw Man” e “Jujutsu Kaisen 0”. Como já é tradicional do blog nessas ocasiões, vamos mostrar onde essas obras já são publicadas ao redor do mundo e, no final da postagem, compartilhar algumas opiniões sobre o anúncios, se gostamos, se vamos comprar, considerações etc. No nosso planejamento, a próxima obra a ganhar uma postagem dessa será “Kaguya-Sama” e posteriormente as outras duas num post único. Vamos lá ^^

Sinopse: “Hanako-san, Hanako-san… você está aí? Na Academia Kamome, há rumores sobre os Sete Mistérios da escola, um dos quais é Hanako-san. Dito para ocupar a terceira cabine do banheiro feminino do terceiro andar no prédio da velha escola, Hanako-san concede qualquer desejo quando convocado. Nene Yashiro, uma estudante que adora ocultismo que sonha com romance, se aventura neste banheiro assombrado… mas o Hanako-san que ela encontra não há nada como ela imaginou! Hanako-san da Academia Kamome… é um menino!”


Japão

“Jibaku Shounen Hanako-kun” (地縛少年 花子くん) é escrito e ilustrado pela dupla Iro Aida. Ele começou a ser publicado em julho de 2014 na revista GFantasy da editora Square Enix. A obra possui 14 volumes publicados até o momento e segue em andamento. Há alguns rumores de que o título está caminhando para o final. Se for verdade, a obra não deve se estender por muito tempo. Uma adaptação em anime foi exibida no começo do ano na Temporada de Inverno de 2020 🙂


Coréia do Sul

Na Coréia do Sul a obra é publicada desde dezembro de 2016 em forma digital pela editora Raiz Comics. A edição impressa só começou a ser lançada em janeiro desse ano, com uma periodicidade bem peculiar: lançaram os 2 primeiros volumes em janeiro. Depois mais 2 em fevereiro (3 e 4) e 2 (5 e 6) em março. Nenhum volume foi lançado em abril. Os tomos 7 e 8 em maio, o 9 em junho, o 10 em julho, o 11 em agosto, o 12 em setembro e por fim, 13 em novembro. O título coreano é “지박소년 하나코 군”.


Taiwan

Em Taiwan a obra é publicada desde novembro de 2019 pela editora Tong Li (a mesma de “GYO”) de forma mensal. 10 dos 14 volumes foram lançados no país sendo o décimo em setembro desse ano. A termos de curiosidade, a editora publicou o volume 0 da obra em outubro de 2020. O volume 0 ainda não foi licenciado pela Panini. Em Taiwan “Hanako-kun” é publicado sob o título “地縛少年花子君”.


Itália

Na Itália a obra foi anunciada pela editora J-POP no dia 12 de junho de 2020. A publicação começou há pouco tempo, sendo iniciada em outubro desse ano. Atualmente apenas 2 volumes foram lançados sendo o segundo no mês seguinte, em novembro. O volume 3 está previsto para dezembro e deve seguir sendo publicado de forma mensal. Por lá o mangá é publicado com o nome “Hanako-kun – I 7 Misteri dell’Accademia Kamome” (Hanako – E os 7 Mistérios da Academia Kamome).


Alemanha

Na Alemanha “Hanako-kun” é publicado pela editora MangaCult. O início da publicação começou em agosto, com o lançamento do volume 1 que, por sinal, veio acompanhado de um pôster com a ilustração da capa (vou deixar linkado no fim da postagem). Os tomos estão sendo lançados de forma bimestral. O volume 3 foi lançado no começo desse mês. A obra é publicada com o nome “Mein Schulgeist Hanako” (algo como “Meu Espírito Escolar Hanako” segundo o Google Tradutor).


Polônia

“Jibaku Shounen Hanako-kun” é publicado na Polônia como “Hanako, duch ze szkolnej toalety” (algo como “Hanako, o Fantasma do Banheiro da Escola”) pela editora Studio JG. O anúncio aconteceu em 2020. O volume 1 foi lançado em novembro e o segundo tomo está previsto para dezembro ^^

Capa completa do volume 1 polonês.

Estados Unidos

Os Estados Unidos, até onde sabemos, foi o primeiro país do Ocidente a começar a publicar Hanako-kun. A Yen Press começou a publicar ele em formato digital em agosto de 2017 e, até o momento, foram publicados 13 volumes. A edição impressa começou a ser lançada em janeiro desse ano. De lá para cá, 5 volumes físicos já foram publicados. O sexto tomo será lançado no dia 8 de dezembro. O título nacional estadunidense é “Toilet-bound Hanako-kun”.


“Jibaku Shounen Hanako-kun” ainda é inédito no México, Argentina, Portugal, Finlândia, Espanha e França. Segundo nosso repórter (XD) da França, há boatos de que o título será anunciado em breve, não se sabe quando, nem por qual editora.


Opiniões

ALÊ: Estou em um verdadeiro misto de sentimentos com o anúncio de “Hanako-kun” aqui no Brasil. Por já passar de 10 volumes, já achava que a obra não tinha muitas chances de vir. O anime havia ficado razoavelmente popular, mas ainda tinha minhas dúvidas. O título tinha a cara da NewPOP por ser algo mais “diferente”, porém era longo demais para a editora. Só restava a Panini e não é que anunciaram?! Quero MUITO colecionar a obra. O anime é um dos meus favoritos do ano, então de certo quero o mangá. O grande problema é a Panini. A editora tem que se ajudar para eu conseguir a adquirir a obra. Não é de hoje que vemos volumes sumindo do mercado com 1-3 meses desde o lançamento e sendo uma obra longa com alta possibilidade de vir por R$ 29,90, não sei se irei conseguir acompanhar o título não… Farei o esforço por amar muito, mas no fim das contas, tudo vai depender da editora e sua logística. EDIT: eu (Alê) ia mudar meu comentário por completo. Mas vou deixar o original escrito no sábado (dia 5), porque agora sabemos que o título é MENSAL com preço de R$ 29,90. Já disse em outro post, mas o problema não é necessariamente o preço ou a periodicidade, mas sim a Panini e a disponibilidade do estoque. Se fosse bimestral era mais tranquilo de comprar, mas não… é mensal. Quando eu conseguir comprar 1 volume, já vão ter outros 2 na fila, ou pior, 1 desses volumes já vai estar esgotado. Isso me deixa tão nervoso. Que ódio.

DÉBORA: Gosto da obra e a conheci através do anime. Por ser mensal e pelo preço de R$ 29.90, terei que comprar muito espaçadamente. Espero muito que a Panini mantenha a obra em estoque para que eu consiga comprá-la meses após ao lançamento.

TINY: Conheci a obra através do anime. Apesar de não ser meu título favorito, o charme visual de Hanako-kun é inegável. Eu quero muito colecionar, mas acredito que meu problema se repete como de muitas pessoas: um valor caro e mensal. Espero realmente que eu consiga comprar, porém vai depender da disponibilidade, pois vou colecionar com períodos mais espaçados e não de acordo com o lançamento. Torço para reimpressões e estoques mais cheios.

ROSE: Quando conheci a obra, sua estética única e enredo criativo me conquistaram de primeira. Eu amo o trabalho de Aida Iro nesse mangá, então estaria mentindo se dissesse que não fiquei animada com esse anúncio. No entanto, por se tratar da Panini, muitos fatores me desmotivam. Um deles é o preço, que não seria um problema tão grande para mim se a obra não fosse mensal. O outro é a disponibilidade do produto. Talvez não consiga comprar o primeiro volume no lançamento e isso me faz temer a possibilidade dele ter esgotado quando tiver o dinheiro. Bom, apesar disso tudo, ainda pretendo colecionar o mangá de Jibaku Shounen Hanako-kun. A obra tem uma grande qualidade se tratando de história e arte. Espero que, apesar dos fatores negativos da Panini, o manga tenha sucesso no Brasil.

RUB: Vou complementar o comentário do Alê feito no parágrafo de cima quando ele fala que 1 a 3 meses depois do lançamento os produtos da PANINI somem da prateleira, porque eu diria que DIAS depois do lançamento já não tem mais estoque… O volume 1 de Takagi não é mais encontrado nas principais lojas, incluindo no próprio site da editora. Eu não consigo confiar na PANINI. Se ela não demonstrar QUE REALMENTE está passando por uma reestruturação interna para solucionar esses problemas mais sérios, não vou comprar mais nada da editora. Só vejo promessas sendo feitas pela empresa e nenhuma delas foi cumprida. “VAMOS MELHORAR NOSSO PROBLEMA DE LOGÍSTICA.”, falaram isso no começo do mês. Aí você vai ver os últimos lançamentos de novembro e 95% do checklist estão indisponíveis. PORRA, ME AJUDA AÍ PANINI. Hanako-kun é um título interessante, entretanto não vou comprar o mangá por justamente ter vindo pela Panini. Melhor, vou fazer o seguinte. Quando a Panini lançar o mangá, eu irei esperar 1 ano para ver a sua situação. Se todos os volumes lançados até ali estiverem disponíveis ainda, aí eu compro o mangá, porque assim a editora estará fazendo um esforço em realmente manter seus títulos em circulação, me provando que está mudando sua visão de mercado. Caso contrário, não comprarei. Eu tenho um lema bem simples na hora de comprar: A EMPRESA QUE PRECISA VENDER SEU PRODUTO E NÃO EU IR ATRÁS DELE PARA COMPRAR. Em resumo, não vou dar uma de desesperado e comprar no lançamento ou em PRÉ-VENDA deixando a editora “MAL ACOSTUMADA” com essa prática (também estou de olho em você JBC), porque É O MÍNIMO que a PANINI faz é assegurar que os mangás publicados por ela estejam disponíveis para aquisição independente se vou adquirir no dia seguinte ao lançamento ou meses depois.


A edição alemã.

11 comentários em “A publicação de “Jibaku Shounen Hanako-kun” pelo mundo e opiniões

  1. Conheci o site de vocês recentemente (passei um certo tempo afastada do mercado de mangás) e nossa, eu já tinha um ranço pela Panini depois de pararem de publicar Tiger & Bunny aqui, e me entristece bastante em saber que a situação continua ruim, senão pior. A pessoa nem pode ficar feliz ao saber que uma obra que gosta vai ser lançada por aqui, triste demais isso 😦

    Curtido por 1 pessoa

    1. Nós estávamos num misto de sentimento, por justamente termos em mente que essas obras provavelmente só viriam para cá, se fosse pela Panini. O problema é a editora não se ajudar, não vemos tanto problema no produto deles em si, mas a disponibilidade e agora, a periodicidade, foi o que mais nos quebrou. Está sendo triste 😢

      Curtir

  2. Das partes curiosas, eu estava acompanhando os métodos de distribuição dessa obra em alguns países
    Achei terrível que na Coreia do sul eles começaram a lançar de 2 em 2 mensalmente até ir para um sistema mensal com apenas 1 volume.

    Já a Alemanha por outro lado faz a publicação de forma bimestral (porque não fazer assim, Brasil?)
    infelizmente a maioria está distribuindo mensalmente

    Bom, sobre os comentários, gosto quando vocês se posicionam !

    O Rub levantou um ponto muuuitooo importante, não deveríamos enlouquecer ou caçar migalhas por uma empresa, ela que é a vendedora, não é? quem está disposto a vender seus produtos que venda da melhor maneira possível. O colecionismo não pode ser maior o nosso conforto, as vezes esqueço disso e esse comentário me refletir sobre essa cultura de comprar mangás no Brasil.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Nessa mesma linha de pensamento, eu me peguei comemorando a reimpressão de certas obras. Não por ter reimpressão e eu queria, mas por TER REIMPRESSÃO. Eu estava comemorando algo que sempre deveria ter. Para você ver como nosso mercado criou um certo conformismo com relação a não ter novas tiragens.

      Curtir

    2. É um lema que levo na hora da compra. Se a editora NECESSITA que eu corra atrás dos produtos dela, ela não merece um misero centavo meu. Eu estou disposto a pagar pelo produto, porém a empresa precisa oferecer as melhores condições para eu adquirir esse mangá. Além de colecionador, sou consumidor também. Exijo todas as vantagens e direitos que tenho por ser desse grupo econômico.

      Apolo, também parei de comprar produtos na pré-venda. É furada. Se der merda e for adiado o lançamento, você vai sair no prejuízo, porque comprou o produto com a estimativa que seria lançado na data X. Aí chega semanas antes do lançamento e a editora adia por meses a publicação, e como comprador você está sendo lesado.

      Tomei muita porrada de editoras para realmente aprender a gastar o meu dinheiro com produtos de qualidade e condições boas. E eu só estou exigindo o mínimo das editoras para que todos que compram aquele título específico (incluindo eu) com o preço e disponibilidade decente.

      Curtir

  3. Bem, achei interessante os comentários sobre e a opiniões de vocês sobre, mas se continuar muitos comentários dizendo que não vão comprar por ser da PANINI aí complica um pouquinho, pois parece que é uma propaganda contra a obra, pode desanimar de querer conhecer a obra.. enfim obrigadoo por comentarem sobre

    Curtido por 1 pessoa

    1. Sim. Há quem queira evitar a editora em si. Eu entendo quem faça isso, depois de ANOS com um atendimento ruim, edições muito questionáveis e falta de comunicação. Chegou num ponto que cansaram disso.

      De nada ^^

      Curtir

  4. Acho lamentável que tanto título bom venha pela Panini, às vezes deixando o público á mercê das práticas ridículas da editora quanto á tiragens, logística de distribuição, etc.

    Boa sorte pra quem for colecionar (menos pra quem for defensor da Panini)

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s