Ikebukuro West Gate Park (IWGP) #1 – Primeiras impressões

Foi uma estreia mais “ok” do que poderia sonhar…

Oi meus queridos. Estamos mais ou menos na metade das postagens de primeiras impressões dos animes que comentaremos aqui no blog e bem, como mencionei na nossa lista com os animes que iríamos assistir, “Ikebukuro West Gate Park” era um dos meus grandes hypes da temporada. Cheguei a colocar a possibilidade de fazer impressões semanais da animação, porém, do jeito que foi essa estreia e se continuar assim nos episódios seguintes, é capaz que não tenhamos mais postagens da animação (além da review), porque esse episódio inicial não rendeu tanto que eu achei que renderia. Não vai dar para fazer postagem com 2 parágrafos, então não esperem impressões semanais a principio. Bora lá.

Sinopse: Ikebukuro West Gate Park é um drama urbano que se passa no elegante bairro de Ikebukuro em Tóquio. A história gira ao redor de Mokoto, um dos membros da gangue G-boys. Mokoto, normalmente hábil em contornar situações difíceis e manter seus amigos fora de perigo, é obrigado a lidar com mais do que ele pode aguentar. Sua nova namorada acaba de ser assassinada e uma guerra por território está aumentando a tensão entre gangues rivais.


Preciso adiantar nesse primeiro parágrafo que fiquei um pouco (bem pouco mesmo) decepcionado com essa estreia. Não é necessariamente culpa do anime. Acredito que o problema foi comigo mesmo que estava esperando outra coisa, uma trama mais movimentada e dinâmica, o que não foi apresentado na estreia. Todavia, pelos indícios dados no episódio, o anime deve começar a escalar nessa história de gangues e tráfico, tendo a possibilidade dos casos irem crescendo de forma rápida, tornando a trama mais movimentada. No geral, foi uma estreia ok, mas muito ok MESMO. Fiquei realmente surpreso com o quão ‘padrão’ foi esse episódios introdutório. Não teve absolutamente nada que me saltou os olhos ou que me prendeu ao ponto de eu continuar colocando minhas fichas nele. Nem a produção do anime. Talvez por já ter saído de “Yesterday wo Utatte” que tem a mesmíssima staff que está fazendo IWGP, pode ser que por eu estar ‘familiarizado’ e o estilo de traço que eles trouxeram, não me impactou. Vamos ao que o episódio apresentou de bom e ruim 🙂

O episódio 1 funcionou como uma grande apresentação de Ikebukuro, do que são os G-Boys e do que ele vai abordar em sua trama. Gosto muito dos momentos iniciais antes da OP. Há um contraponto entre a fala do Makoto com ele narrando sobre como é Ikebukuro, um lugar feliz, pacífico, sem confusões, literalmente livre de qualquer problema. Ao mesmo tempo que em cena, nós temos uma perseguição a um cara drogado, gerando caos na cidade e no fim do trecho, vemos o grupo dos G-boys ‘dando um jeito’ no cara. Eu gosto que há uma exposição básica nesse começo, mas funciona muito bem por causa dessa dualidade entre o que é dito, como sendo o melhor lugar do mundo e o que é de fato, uma cidade com problemas com o tráfico e que ainda devemos ver mais dos conflitos estruturais dali no decorrer da série.

Sobre o caso retratado no episódio, ele segue uma linha de pensamento boa. Eles conseguem explorar muito bem tudo que envolvia o irmão da Mion e seu ‘relacionamento’ com a droga que ele usou, que por sinal, parece que irão trabalhar mais com essa questão de desenvolvimento de novas drogas e o que elas causam em quem as usar. Vemos que o cara ficou completamente pirado/desnorteado e acredito que será algo parecido com “Banana Fish”, em um grau diferente claro. Uma sacada boa foi o irmão dessa garota ser o cara que estava sendo perseguido pelos G-Boys no começo do episódio. Eles formaram um círculo com um começo, meio e fim, solucionando as arestas e dando um final adequado para cada situação envolvendo o caso descrito.

Uma coisa a se elogiar é que conseguiram introduzir diversos personagens sem comprimir o tempo deles. Tudo é passado no seu devido tempo. Exemplificando: apresentaram o grupo dos G-Boys e um pouco da “tarefa” que eles exercem em Ikebukuro. Os dois personagens centrais e a personalidade de cada um, sendo o Makoto mais aberto e o Takashi com uma aura mais séria com uma cara de poucas palavras, além dele ser “o rei” do grupo dos G-Boys. Ainda tivemos alguns ajudantes dos G-Boys e sabemos que há ex-membros, um hacker com visual bem peculiar, um chefe de polícia de Ikebukuro que conhece o Makoto desde pequeno e que pede favores uma vez ou outra. Um outro policial (Yoshioka) que TAMBÉM conhece o Makoto desde criança e se fosse para reclamar de algo, seria isso. Porra dois personagens que conhecem o Makoto desde criança? E ambos da polícia!? Tomara que não continuem com esse papo de “Conheço o Makoto desde da infância”, porque já foram dois nesse episódio e se você repete muito isso, irá começar a soar forçado.

Fora que tem alguns diálogos vazios. Por exemplo, o Makoto vai e diz que para aquela situação, ele precisava falar com “ele”. É uma cena de transição e quiseram fazer algo como um suspense, mas eu só consigo pensar: “Meu filho, por que tu está verbalizando isso?”. O pior é que a cena não corta para a OP (Ela já tinha passado). Só troca de plano, dando uma sensação muito estranha. No episódio 6 da segunda temporada de “Kakegurui”, tem uma cena muito parecida em que a Yumemi verbaliza algo que ela tem em mente, só que o anime corta para a OP. Ali o suspense funciona de forma legal. Nesse caso aqui nem tanto justamente por não ter uma ‘quebra’ mais longa. E meu problema é ele falar isso. Poderia dizer da mesma forma só que na mente que iria funcionar melhor no meu ponto de vista. Às vezes acho que esquecem que pessoas pensam e que podem usar personagens apenas pensamento para passar alguma ideia. Não é tudo que precisa ser dito, inferno!

Ainda tivemos outra cena com um suspense bem meia boca com a entrada do Yoshioka. O Makoto estava fugindo junto da Mion até que eles param em um beco e dão de cara que chega dizendo: “Já faz um tempo, Makoto.”. O personagem faz uma expressão de alguém que ele desgosta, a Mion perguntando se era mais alguém que ele conhecia, a cena corta para fazer mais uma transição e não era nada demais. Eles passam a conversar de boas. O policial só conhecia alguns podres do Makoto como espiar vestiário feminino no passado, mas tudo é levado como piada até ali. Foi uma tentativa de mistério bem sem sentido.


Sobre a parte técnica, a animação está muito boa, embora eu sinta que Yesterday wo Utatte estivesse melhor produzido. Porém pode ser só impressão. Sobre a direção, acho que ela está boa e consegue criar bons momentos. A tensão funciona bem e as decisões tomadas para a apresentação dos personagens foi um dos pontos altos no episódio, sem inflar nada e tudo no seu devido tempo. Minha questão aqui é que o diretor aparenta saber lidar melhor com dramas. Como eu não sei que tons Ikebokuru West Gate Park terá, eu não vou me arriscar a tirar alguma conclusão. Pode ser uma grande mescla ou só ter pequenos momentos de drama.


Apesar de eu ter comentado que Ikebukuro West Gate Park teve um começo muito aquém daquilo que eu esperava para a animação, ele tem potencial para crescer em uma gradativa muito boa. É só o roteiro saber o que quer fazer e não ‘cair’ na reta final igual fez em Yesterday (-_-). Mas assim, eu ainda tenho meus receios, porque são muitos personagens avaliando pelo visual. Não sei se o anime quer trabalhar e desenvolver todos eles, ainda mais que a animação terá apenas 12 episódios. E se seguir nessa narrativa lenta, eu não sei o que o anime irá querer fazer. Acho que ele vai ter uma vertente de “Não use drogas e olha o que você pode se tornar” (Proerd da vida hahaha), fazendo toda uma campanha contra o uso. Só olhar para a camiseta do Makoto que tinha escrito “Smoking kills” (Fumar mata) nela. Vou manter minha esperança de que ele irá engrenar no próximo episódio ou daqui uns dois no máximo ^^


Moço bonito… Mas com uma cara um tanto psicótica, rs.

Um comentário em “Ikebukuro West Gate Park (IWGP) #1 – Primeiras impressões

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s