Hanyou no Yashahime: Sengoku Otogizoushi (Yashahime: Princess Half-Demon) #1 – Primeiras impressões

O anime começou errado, mas quem se importa? InuYasha está de volta!!!

Chegamos para comentar “Yashihime” com um leve atraso desde que saiu o episódio, rs. Yashihime era uma das hypes minhas e da @MisuRose e podemos dizer que foi exatamente como achávamos que seria: um grande fanservice para fãs de InuYasha ^^.

Sinopse:As filhas de Sesshoumaru e Inuyasha embarcam em uma história que transcende o tempo!
No Japão feudal, os gêmeos semi-demônios Towa e Setsuna são vistos separados um do outro durante um incêndio na floresta. Enquanto tenta desesperadamente encontrar sua irmã mais nova, Towa acaba encontrando um misterioso túnel que a transporta para o Japão atual, onde encontra o irmão de Kagome Higurashi, Sota, e o resto de sua família, que será responsável por criar Towa. Dez anos depois, o túnel que liga duas épocas diferentes reabre, permitindo que Towa se reúna com Setsuna, que agora se tornou um caçador de demônios trabalhando para Kohaku. No entanto, para surpresa de Towa, Setsuna parece ter perdido todas as memórias que ele tinha de sua irmã mais velha. Junto com Moroha, filha de InuYasha e Kagome, as três jovens viajam no tempo por duas épocas diferentes, a fim de recuperar um passado perdido.”


Alex – Ai mana, o que dizer sobre essa estreia de “Yashihime”? Está sendo um verdadeiro misto de emoções. Completamente emocionado eu estou. InuYasha é um dos pouquíssimos shounens que funcionam comigo. Assisti ele pela primeira vez com meus 12 anos mais ou menos e na época eu ainda não sabia o que era anime. Quem me apresentou a animação foi um dos meus irmãos mais velhos. Fiquei completamente apaixonado por tudo aquilo, somado com a dublagem maravilhosa, que na minha opinião, é uma das melhores já feitas. Cheguei a ver o anime 3 vezes em um curto período de tempo e ainda vejo periodicamente cenas aqui e ali do anime. Foi um verdadeiro marco na minha vida. Fiquei feliz com o anúncio da continuação da obra, porque eu acabei o episódio com aquele gosto de quero mais, por mais longo que seja (e deveras enrolado, diga-se de passagem). O anime acaba de uma forma satisfatória junto do saudosismo e carinho pela obra me fazia querer ainda mais. Mas falando de Yashihime, é fato que desde que o anime foi anunciado e começaram a sair os PVs da nova animação, era evidente que eles queriam fazer uma nova história para agradar fanbase do anime. No momento que apareceu a Mulher Centopeia no trailer, deu para notar as intenções deles (dinheiro fácil) e assim, se você reparar, o povo não parece ter envelhecido. Tudo bem que nesse começo só se passaram 6 meses, mas olhando a preview do próximo episódio, já são anos no futuro. Tirando os mais novos como o Kohaku, está todo mundo com o mesmo rosto, claramente um uso exacerbado de produtos Ivone XP. E outra coisa evidente é que eles tentam pescar um público mais novo que não conhece o anime/mangá original, porque cada personagem que aparecia, você tinha as tarjas com o nome deles e o que eles são, ao mesmo tempo que te contextualiza do que aconteceu naquele meio tempo de 6 meses pós término do anime. E já começo minhas reclamações aqui, porque Yashihime começa errado. O anime se propõe a contar uma história sobre as filhas do Seisshomaru e da filha do Inuyasha, só que você tem cerca de 5 minutos ao todo com elas em cena. Esse não deveria ser o episódio 1. Entendo que eles queiram fisgar gente nova, mas que colocassem como um OVA lançado semanas antes do anime de fato, ou até como um episódio 0 para essas explicações que são muito válidas. Mas e pra ti mana, como foi essa estreia? Vamos abrir essa conversa hahaha.

Rose – Sinceramente, nem sei o que dizer sobre tudo isso. Estou tão feliz (e nostálgica) em ver os personagens que criei tanto carinho quando criança que nem mesmo consigo raciocinar direto. Meus sentimentos estão a flor da pele! Como se a garota de 12 anos completamente apaixonada por InuYasha que já fui, estivesse renascendo depois de tantos anos. Sendo honesta, estou esperando “Yashahime: Princess Half-Demon” desde seu anuncio (e minhas expectativas sempre estiveram nas alturas!). Agora, nem consigo acreditar que finalmente o momento (que tanto aguardamos) chegou!!!! Yashahime, de fato é um anime feito para agradar a fanbase antiga e claro, atrair um público mais jovem. No primeiro episódio, por exemplo, tivemos mais momentos com o elenco antigo do que com as novas protagonistas. Isso é problema? Claro que não(sim, sou fã emocionada e cadelinha da Rumiko Takahashi, como descobriram?)! Apenas me senti triste (e meio enganada) por não ver mais sobre os novos personagens. E por falar em personagens… É incrível como os antigos (com exceção do Kohaku que agora está bonitão) continuam com a mesma cara. Quer dizer… Kagome deve estar com trinta e poucos anos (no mínimo na casa dos 20 se engravidou quando era uma adolescente), mas continua com essa cara de colegial… Quero saber que tipo de creme ela usa… E eu concordo com você mano! Teria sido melhor adaptar esse episódio como um OVA. Mas sendo positiva, encaro o primeiro episódio mais como um prólogo (ou uma espécie de epílogo do anime antigo) que serve para apresentar (e atrair) os novos telespectadores ao anime antigo. Enfim, estou muito feliz 🙂

Alex – Sim! Minha crítica para esse começo é mais nesse sentido de que eles te prometem uma continuação focada nos filhos dos personagens principais, mas o primeiro episódio eles mal aparecem. É até por isso que digo que o episódio poderia ser um OVA ou um episódio 0, por justamente fazer essa ponte entre o final da série animada e a nova adaptação. Foi revelado que o anime terá 24 episódios, mas aposta quanto que já tem uma segunda temporada nos planos? Principalmente se movimentar dinheiro para quem está bancando o anime hahaha. E já que só vimos poucos dos novos personagens, vamos comentar logo sobre eles ^^. Ainda não tivemos tempo para pegar muito bem como cada personagem será, mas dá para ter uma noção de que a Moroha será mais brincalhona, trazendo o lado da dinâmica entre o Inuyasha com a Kagome. E a Setsuna (LINDA; PERFEITA; DEUSA; RAINHA) aparenta trazer o lado da personalidade do seu pai. A Towa ainda está meio difícil dizer como será sua personalidade, ainda mais que (de alguma forma) ela vai para os tempos modernos, então fico curioso como funcionará o relacionamento das três em que uma é séria, a outra é brincalhona e a última viveu boa parte da sua vida em outro tempo. Setsuna já é dona do meu coração. Apenas um frame com ela já foi o bastante para ‘xonar’ hahahaha. E não posso deixar de comentar que Miroku (?) ficou LINDO. É uma obra feita para nostálgicos, mas estão de parabéns com o design dos filhos. Um mais lindo que o outro *_*

Rose – Bom, se depender dos fãs emocionados com certeza teremos bem mais que apenas uma temporada! Sabemos que InuYasha é uma obra bem famosa no Japão, então eu diria que é quase certo que já estejam planejando uma ou duas continuações para Yashahime hahaha. Afinal, quais são as chances de um dos animes mais icônicos dos anos 2000 não gerar lucro? Agora comentando um pouco sobre os novos personagens, eu estou completamente apaixonada por eles!!! Setsuna, Towa e Moroha são de longe, meu trio favorito nesse novo elenco. Moroha tem uma personalidade alegre como sua mãe, mas um temperamento péssimo igual ao de seu pai. Ela parece doce e feroz ao mesmo tempo. Seu design parece ter sido desenhado para combinar com todos esses aspectos de sua personalidade. Mesmo que ela pareça um pouco infantil externamente, sabemos que suas habilidades são mortais (Afinal, ela não seria chamada de “Demônio da Noite” sem motivo hahaha). Setsuna por outro lado carrega uma aparência fria e arrogante, além de demonstrar ter uma personalidade mais alinhada a de seu pai. Não se sabe muito sobre ela, apenas que, depois Towa foi embora, ela perdeu suas memórias. Confesso entre que entre as três protagonistas, ela certamente é a que mais chamou minha atenção (Ok, talvez por eu ter uma queda por personagens que externamente parecem cruéis e insensíveis hahaha). Bom, enquanto Setsuna tem uma personalidade semelhante ao pai, Towa é a que mais tem semelhanças físicas com ele (Mesmo assim, ela parece alguns traços de sua mãe). Sabemos que dentre as três, é ela quem terá mais destaque no anime, afinal ela é a “Yashahime” presente no título dessa continuação (Se não me engano, um dos personagens a chama dessa maneira). Sua personalidade ainda é um mistério para mim. Parece seria e madura. No entanto, não é tão antipática e inexpressiva quanto seu pai e sua irmã. Talvez por ter sido adotada por Souta (O irmão mais novo de Kagome) e consequentemente se distanciado um pouco de sua família, sua personalidade se tornou mais “humana”. Lembrado que Inuyasha foi criado por apenas sua mãe (Uma humana) e isso ocasionalmente fez com que ele desenvolvesse uma simpatia maior por humanos do que por yokais. Enfim, fugindo um pouco do trio principal, quero ver mais sobre os filhos de Miroku (ou Miroki na dublagem brasileira) e Sango! Me pergunto se eles seguiram o caminho do pai como monges ou da mãe como caçadores de yokais hahaha. E o que dizer sobre Kohaku? Nunca imaginei que esse garoto iria ficar tão lindo adulto hahaha.

Alex – Setsuna é minha nova patroa hahahaha. Outro ponto complicado desse episódio ter sido quase como um filler de InuYasha. É justamente não termos tido contato com o trio principal que ficou muito de segundo plano essa parte… Mas como gostamos/amamos da obra, estamos amando tudo e já digo que terá gente achando o anime horrível por ser esse grande fanservice, sem grande agregação para a obra. Porém, para fãs como nós, é um prato cheio para se esbaldar hahahaha. Mas sejamos sinceros, o que eu espero desse roteiro são casos assim como desse episódio inicial. Situações diárias para serem resolvidos com um grande vilão que deve ser derrotado até o final da season. Ou talvez não, porque vai que já tenham uma segunda temporada planejada e façam como a história principal hahaha. Mas assim, eu fico levemente abismado como Rumiko Takahashi consegue fazer um roteiro enrolado desses funcionar comigo. Parece mágico como InuYasha funciona TÃO BEM e não canso de me impressionar… Agora um aspecto que me preocupa genuinamente é quem é a mãe da Setsuna e da Towa. Muito se fala sobre ser a Rin, e se de fato for (como tudo indica), eu vou ficar MUITO triste/bravo/puto. Não era para ser assim, por mais que se use que ela é “de maior”, a criação/relação da Rin com o Seisshomaru era algo como de pai e filha, porque ele salvou a vida dela e a criatura seguia ele tendo em vista como sendo seu salvador. E mesmo o Seisshomaru com esse jeitão ranzinza e orgulhoso, no percurso da obra original nós vemos ele cuidando e se preocupando com ela em momentos pontuais. Inclusive, recomendo a leitura dessa postagem do Shoujo Café que fala dessa questão de personagens femininas e seus relacionamentos. O que é normalizado e o que é condenado, porque há muita hipocrisia nesse meio. E Rumiko Takashi, PELO AMOR DE MADOKA, NÃO FAÇA ESSA ATROCIDADE!

Rose – Como Yashahime poderia ser considerado uma continuação de InuYasha sem nossos preciosos fillers hahaha? Honestamente, quando percebi que o primeiro seria um flashback, imaginei que contariam a história de como a Kagome e o Inuyasha tiveram uma filha (Se foi “um acidente” ou se os dois já planejavam uma criança) e revelariam quem é a mãe da Setsuna e da Towa (Afinal, Sesshomaru não pode ter feito sozinho hahaha ou será que pod-…). Enfim, eu deveria ter imaginado do que se tratava. Pois estamos falando de InuYasha – umas das poucas obras com fillers no próprio manga hahaha. Bom, não imagino que todos os fãs de InuYasha ficaram felizes com Yashahime, principalmente pelo anime se tratar de um grande fanservice. No entanto, não impede a obra de nos proporcionar alegria e entretenimento. E realmente, se Yashahime seguir os passos de seu antecessor, teremos muita enrolação e fillers antes das protagonistas ficarem cara a cara com o vilão. Me traz certa nostalgia hahaha. Rumiko é uma mulher genial. Ela estendeu InuYasha até onde conseguiu prolongar e mesmo assim os fãs continuaram até o final. Não sei que fórmula ela usou para prender os fãs, mas funcionou muito bem hahaha. Sinceramente, todo esse rolo de “Quem é a mãe das filhas do Sesshomaru?” me preocupa. Porque não será a Rumiko quem vai escrever o roteiro de Yashahime (ela só desenhou as protagonistas) e não sei bem quem está envolvido nisso. E as chances de ser outra mulher, se não a Rin, são baixíssimas. Não vemos Sesshomaru falar com nenhuma outra humana ao longo da serie (A não ser a Kagome que está fora das possibilidades ou decidiu se vingar pelos meses/anos em que Inuyasha fez ela de corna com a Kikyo, hahahha). Tudo me aflige e espero ansiosa pelos próximos episódios para descobrir a verdade.

Alex – SIM! E meu deus mana hausuabsuahsua. Eu dei uma olhada rápida no MAL (My Anime List) para ver quem estava fazendo a composição de série e é o mesmo de todo o anime de InuYasha, então depois de TANTO trabalhar com ele, acho que roteirista sabe o que está fazendo hahaha. Tanto que o texto é muito bom. Aquela comédia tradicional de InuYasha é maravilhosa e fico extremamente feliz de ver ela aqui. Apesar do diretor não ser o mesmo do anime principal, ele trabalhou muito com a animação, então deve ter absorvido muito da essência de como trabalhar com a obra. Vemos isso no primeiro episódio que ele sabe criar seus momentos de ação e cômicos. Nesse quesito, eu não tenho o que reclamar (Ao menos não por enquanto). Eu estava emocionado vendo as piadas rotineiras que vemos em InuYasha, como o tradicional “senta”. Só torço para não ficarem revivendo o espírito da Kikyou para render trama. Sério, se ficarem requintando a morte dela e quiserem fazer dramalhão em cima disso, ficarei decepcionado. Só que eu acredito que não deve rolar por ser focado nas filhas dos personagens… Eu acredito que a trama deve seguir casos como o do primeiro episódio, mais ou menos de forma episódica com algum monstro atacando as personagens e elas tendo que resolver “o caso do dia”. A Kaede comentou que quando a Kikyou era mais nova. Ela só selava os monstros e como está morta já tem um bom tempo, esse selo deve estar enfraquecido. Logo, diversos monstros devem ser libertados. Recomendo a animação para você que assim como nós dois, é um grande fã de InuYasha. Porém, se você não é tão fã ou ainda tenha ressalvas com o anime, não indico e digo que é dispensável. Não deve te agregar muito mais coisas e assim como vi alguns amigos comentarem, você pode não gostar/odiar.

O vilão do episódio…

Rose – Kikyo revivendo uma segunda vez? Deus me livre! Não entenda mal, pois eu gosto muito dela. Acho que como personagem ela foi muito bem desenvolvida na trama original. Sem dúvidas, ela é uma das personalidades mais marcantes da Rumiko – fria porém justa. Vingativa, mas apaixonada. Particularmente acho que não seria conveniente tê-la presente nesse novo anime. Não seria justo com ela, nem mesmo com os personagens do antigo elenco. Sinceramente, não seria justo nem mesmo com a Moroha (Afinal o quão traumático para uma adolescente seria ver seu pai dividido entre sua mãe que passou anos ao seu lado e uma antiga amante). A morte de Kikyo pode ter sido infeliz para alguns telespectadores, mas para ela foi libertador. Quando ela morreu pela primeira vez, seu coração estava cheio de rancor e desventura. Quando morreu pela segunda vez, ela finalmente conseguiu perdoar Inuyasha e, de certo modo, se perdoar. Traze-la para Yashahime seria só uma tentativa barata para render trama e gerar conflito. Seria contra tudo o que sua morte significou e injusto com ela, ou com Inuyasha ou com Kagome. Enfim, não estamos aqui para falar sobre o passado. Acredito que teremos muito mais sobre essas criaturas seladas anos atrás (No entanto não espero que tenha grande destaque na trama). Estou mais curiosa sobre o possível vilão de Yashahime. Honestamente, não consigo imaginar ninguém tão grandioso ou ameaçador como Naraku, porém minhas expectativas estão nas alturas sobre esse novo antagonista. Não acredito que a coruja de quatro olhos seja de fato o vilão. Para mim ele parece mais um tipo de lacaio. Quem ou o que será que aguarda nossas protagonistas no futuro? 👀

Alex – Esperamos que não tenhamos grandes deslizes no roteiro e que mantenham a essência da obra original nessa nova adaptação. Estamos curiosos e ansiosos para o que essa história tem (ou não) para contar ^^


Gato *-*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s