Yahari Ore no Seishun Love Comedy wa Machigatteiru. Kan (Oregairu) #12 (FINAL) – Comentários Semanais

Um final para deixar todos que estavam torcendo para Yukino vencer.

Olá pessoal! Encerrando os comentários semanais de Oregairu. Muito triste pelo anime ter chego no final, porém acho que é melhor assim do que alongar demais sem propósito, tornando a história enfadonha. Ainda vai rolar uma review completa sobre o que achamos do anime de modo mais amplo e sobre o que temos como criticas ou elogios para a obra completa. Fiquem com comentários meu e do Alê sobre o final de Oregairu.

EDIT: a lista de todos os episódios comentados junto com o post da review de toda a terceira temporada aqui. Para quem quiser, temos a review da primeira temporada (link aqui), da segunda temporada (link aqui)

RUB: Alê, penúltimo post de Oregairu. Já se passaram 12 semanas meu caro. E foi um misto de emoções pela minha parte, mais pela ligação emocional que eu tenho com a obra, do que os eventos em si do último episódio desse maravilhoso anime. Mas bora pro começo, porque essa cena inicial foi tão gostosa de assistir. Temos o Hachiman e a Yukino sendo mais íntimos um com o outro, chegando a sentar juntos, coisa que era impensável no começo da história. Lembra que o Hachiman sempre sentava longe dela a pedido da própria pelo medo de ser atacada ou algo do tipo? Comparar lá da estreia para agora, temos muita diferença da situação em que eles se encontram na mesma sala. Ainda existe um certo desconforto, porém nesse momento são por outros motivos pessoais. É a vergonha de estar admirando demais a pessoa amada e os dois vivem tomando o maior cuidado para não aparentar ser um maluco fixando o olhar no companheiro xD. Foi tão bom assistir o primeiro encontro dos dois no local do segundo baile. Para a Yukino que não via muita a necessidade de ficar produzida para os outros, ela se dedicou muito em pelo menos estar mais bonitinha para o Hachiman. Eu morri de rir da cena deles tomando milk shake, porque é a síntese de como ambos não são NADA SOCIÁVEIS. ‘Vamos postar uma foto juntos no Instagram.’ Mas o que fazer? Qual a pose? Como convidar o namorado(a) para participar? Eles são mega deslocados nessas convenções sociais. Tanto que a Yukino imita o que possivelmente a Yui iria fazer, que seria se enrolar nos braços do protagonista e tirar uma foto. Aí quando o Hachiman manda que não estava fotogênico, pede para tirar outra e fica pior que a primeira, foi impagável. Os dois desconhecem totalmente a como expressar seus sentimentos um para o outro. Porém dá para perceber que a confidência e a intimidade só cresceu desde que eles começaram a namorar. Não é algo ideal, mas para quem vivia cheio de dedos para falar sobre o que sentem, os dois estão se saindo muito bem nesse começo.

ALÊ: Eu posso dizer que me sinto muito satisfeito com esse final. Passei boa parte do episódio com um sorriso enorme e soltando risadinhas de canto enquanto via os momentos graciosos dos dois juntos (e minha mãe me olhando com uma cara estranha me vendo dando risada “com nada”). Adoro ver eles tentando se aproximar agora que são namorados, mas são todos tímidos e não sabem como reagir e se expressar diante da pessoa amada. Achei muito fofo todo o cuidado da Yukino em tentar fazer um penteado especial para o encontro, igualmente fofo e cômico na hora deles tirarem uma foto juntos. A troca de bebidas só para uma foto e depois ela tentando imitar o que a Yui faria nessas situações. Eu ri horrores quando o o Hachiman confunde o assunto e acha que a Yukino está falando do futuro casamento deles. “Ah, sinto que… Tá cedo demais para isso…”. Como eu ri disso meu deus hahahahaha. Amo muito esse comecinho. Legal ver que os amigos/colegas se ofereceram para ajudar na organização do baile, até quem não normalmente veríamos ajudando, como a Yumiko. Logo em sequência vem outra cena ma-ra-vi-lho-sa com os garotos na sauna. O Tobe toca no assunto de se o Hachiman está namorando a Yukino, deixando ele todo desconcertado e tornando o ambiente vergonhoso para ele, até porque, pelo que parece, já era de consenso entre eles que estava rolando algo entre os dois haushaushaus.

RUB: Não podemos esquecer de citar a cena do retorno da Yui antes. Ficava aquele clima de quando a Yui iria voltar a falar com eles depois do começo do namoro. A Yukino queria ela por perto de qualquer forma, porque valoriza muito a amizade que as duas construíram nesse ano. Como a Yukino não queria que tudo terminasse dessa forma, ela tinha a necessidade que restabelecer a convivência com a sua melhor amiga, ainda que a Yui esteja sofrendo nessa situação. Foi maior cena de final de novela a Yui chegando. Como era de se esperar, o Hachiman precisou fazer algo para quebrar o gelo inicial que tinha naquele lugar e que a Yukino necessitava de algum descanso antes que se afundasse no trabalho, como a personagem sempre faz quando se dedica muito a fazer algo. Aí sim temos a cena da sauna de como todos sabem sobre o relacionamento, entretanto preferem torcer de longe para não atrapalharem os dois. É mais uma forma de não mais interferirem com o que acontece com eles, pois foram os pedidos deles de ajuda para o clube que inicializou todo esse furacão de encontros e desencontros que o Hachiman passou com as outras duas protagonistas. A Ebina já disse que para quem está vendo de fora, os problemas do trio era evidente. Pelo menos a ideia da sauna ajudou, porque as duas se reaproximaram e serviu de descanso para aliviar a pressão das costas da Yukino. Outra parada que achei muito engraçado foram os comentários da Iroha sobre o namoro dos protagonistas: “Espere você virar uma adulta, encha a cara dele, induza-o a fazer algo de errado com você, acuse ele de ter feito merda e o suborne a ficar com você.” A Iroha não tem limites nenhum, porque era uma possibilidade que a personagem cogitava fazer em cima do Hachiman depois de 3 anos. A guria definitivamente tem seu lado obscuro MUITO AFLORADO. A Yui ainda vai na dela e fica pensando na possibilidade. Sorte que a Komachi é tão astuta quanto, já percebeu toda a malícia da Iroha, comparando ela com o Hachiman como fossem dois lixos de pessoas. Eu adoraria ver um spin-off das duas nesse próximo ano do colegial só para acompanhar essa interação entre elas. Após isso temos o baile rolando e a mãe da Yukino já sabe que o protagonista está namorando sua filha. Essa mulher tem uma rede de contatos muito extensa, porque duvido muito que ela soube por alguma das filhas sobre o Hachiman.

ALÊ: Verdade. Acabei pulando essa parte importante. Havia toda uma questão/medo sobre como a Yui iria reagir agora que os dois estão juntos e foi bem parecido com uma cena final de novela. Apesar dos pesares, parece que as coisas estão fluindo entre eles. Como o anime está na visão do Hachiman, nós não vimos o que aconteceu com elas depois que saíram da sala do clube, porém pelo menos a amizade delas pareceu ter sido conservada, já que quando o Hachiman se encontra com elas, as duas aparentam ter conversado e aquela tensão que tinha lá na sala do clube foi amenizada. Eu gosto da decisão dos garotos de torcer de longe, porque considerando que os dois são tímidos para um caralho e tem problemas para se expressar, ter ‘gente em cima’ poderia só atrapalhar e fazer retroceder a relação. Eu adoro o Hachiman pensando consigo mesmo que continuará estendendo sua mão para ela e mostra muito do companheirismo que uma relação precisa ter. Iroha introduzindo o conceito de talaricagem à Yui XP. Brincadeiras à parte, muito perspicaz da parte dela induzir a amiga ao mesmo tempo que falava de si, entretanto logo a Komachi entrou no meio comparando ela com o Hachiman, ‘destruindo’ com essa visão da Iroha. Achei maravilhosa a interação da Komachi com a Iroha. É muito parecido com o nível de conversa que ela tem com o Hachiman. Foi curto, porém muito engraçado. Seria uma boa ter um spin-off com as duas. Wataru Watari fica aí a dica hahahah. Já disse isso uma vez, mas não custa repetir que adoro a mãe da Yukino. Boatos correm bem rápido e ela já estava sabendo (aparentemente) de tudo. Já foi com as formalidades comentando que a sua filha pode dar trabalho, mas que conta com ele. E para fechar o momento ainda tem a Haruno dizendo para ele ficar preparado. Hachiman não tem para onde correr se quiser ser da família. Ao menos parece que a mãe delas gosta dele XD. Deixo registrado aqui que a Haruno estava maravilhosa naquele vestido. Ainda tiveram alguns percalços durante o baile com a falta de comida, mas conseguiram contornar. Ainda deve vir as reclamações dos pais dos alunos.

RUB: Também teve o momento da Yui quase ter falado algo para o Hachiman, porém ela retrocedeu e preferiu não comentar lá. Depois tivemos a despedida da Shizuka. Eu gosto muito dessa cena, porque deram um final para a personagem que tanto ajudou o protagonista nesse percurso todo. Graças a ela que o Hachiman conheceu a Yukino, pois a iniciativa deles interagirem e corrigirem suas visões distorcidas sobre o mundo/pessoas funcionou no final de contas. A professora foi uma personagem importante para toda a trama. Mas teve uma parada que não entendi bem que foi a cena da dança. Na novel essa cena tem como clima de paródia, porque nesses momentos SEMPRE o protagonista cai em cima da amada em um clima de beijo (a piada é a mulher cair em cima dele). Aí quando os dois tropeçam, fica um clima romântico estranho. Entendo que tem o pessoal que torcia para a professora, porém o relacionamento deles estava bem mais para mestre e aprendiz sobre ensinamentos da vida. Trocaram o tom da piada para algo mais sério que pessoalmente achei estranho. Só que eu gostei o que aconteceu após isso, com os dois conversando sobre suas conclusões e percepções que chegaram sobre o que é “algo verdadeiro”. Nesse momento demonstrou tanta intimidade dos dois e como o Hachiman é extremamente agradecido pelo que ela fez por ele. Muito merecido esse fechamento para a personagem. E ainda não para aí, porque ainda temos a cena seguinte depois do segundo baile acabar. A Yukino tomou as rédeas do relacionamento mesmo. Ela dar ordens e o Hachiman obedece totalmente. Para fechar com chave de ouro ela diz ‘Eu te amo’ de um jeito tão lindo. Toda essa cena é tão bonitinha. Mas faltou algo aí para fechar tudo. O Hachiman fez o seu pedido de querer algo verdadeiro. A Yukino fez o seu pedido de querer se encontrar e descobrir como pessoa para resolver seus problemas pessoais sozinhas. Ainda falta o pedido da Yui e não podia acabar assim. Eu gosto de como eles acharam as soluções de todos os problemas deles de se abrirem um com o outro. Não é 100%, entretanto é extremamente sincero. Quando ela pergunta o que fazer se a própria gosta de um cara que ama sua melhor amiga, mas ainda quer manter a amizade construída naquele clube é uma forma da personagem de dizer que ainda não superou, porém está disposta a tudo para não se afastar dos dois, mesmo que ainda sofra e que dure por muito tempo essa questão. É uma forma de explorar essa busca eterna pelo ser humano de tentar entender a si mesmo, os outros e buscar caminhos para sua felicidade, nem que seja tortuoso ou nebuloso.

ALÊ: Eu gosto que no começo a Shizuka começa trazendo a frase que ele escreveu na redação dele: “A juventude é uma mentira, além de ser o mal”. Demonstra mais uma vez essa evolução dele na forma de pensar, chegando a ter vergonha do seu eu do passado. Eu gosto muito da Shizuka. Ela foi uma peça fundamental para fazer essa história se mover e fazer com que essa divergência de pensamentos, formas de ver o mundo/pensamentos, forçassem eles perceberem o que tinha de errado nessa visão distorcida deles. Basicamente Shizuka foi a cupido (indiretamente) dos dois e muito além disso. Foi fundamental para a evolução deles, principalmente do Hachiman, que era “o caso mais sério”. Adorei a conversa deles sobre o que são os sentimentos, o que é o algo verdadeiro. É muito complexo e que envolve uma série de outros assuntos/sentimentos. Não é algo que se define de uma hora para outra, e mesmo que consiga, as concepções mudam com o tempo. As visões mudam, então é algo que sempre estará em questão e sendo trabalhado por toda vida. Sim! Eu também achei um tanto estranha a cena dela caindo em cima dele, justamente por ter esse clima romântico. Foi pouco, mas acabou me lembrando aqueles haréns merdas que o protagonista está namorando com uma garota, mas ainda rola clima romântico e cenas convenientes com outras gurias. Foi coisa rápida, mas me causou esse sentimento. Também entendo que tinha a questão do shipp. Na visual novel (que não tem nada a ver com LN) tem uma rota com a Shizuka e o Hachiman terminam juntos. Mas no anime fica um pouco estranho. Mas aí temos a cena da Yukino com o Hachiman e meu senhor, que fofura. Primeiro que já temos uma ideia de quem é a “dominante” da relação. Talvez a Yukino tenha puxado isso de sua mãe, já que ela é a dona da porra toda XP. E gosto do Hachiman ser atencioso e obedecer tudo que ela diz :). Também adoro de terem deixado aberto e sincero o que os três sentem e a partir disso eles vão poder trabalhar essas pendências, restaurando a relação dos três. Provavelmente terão seus tropeços no caminho e nem tudo sai como o planejado, mas eles vão ir caminhando e melhorando ^^

RUB: Agora com a Yukino, Yui, Hachiman e Komachi no clube (com participação da Iroha), temos novamente restabelecido o ambiente que criou essa amizade tão grande entre esse grupo. E Alê, fiquei muito emocionado com esse final, porque é aquele sentimento de jornada concluída depois de 7 anos. Algo como passou, porém me marcou muito como obra e ajudou na formação do que eu sou hoje. Oregairu vai ser lembrado por mim com muito carinho e espero que o povo que acompanhou nós dois durante essas doze semanas nos comentários aqui no blog, também tenham ficados satisfeitos com a experiência que tiveram vendo as três temporadas dessa obra. Não tenho muito mais o que dizer sobre esse final, mas guardei muitos tópicos para discutirmos na review que iremos fazer sobre o anime para encerrarmos de vez com os nossos comentários sobre o anime. A minha recomendação é óbvia de que todos deem uma chance para pelo menos a versão animada e tentem se focar nos diálogos da história, porque eles contam bem mais do que aparentam ser no primeiro momento. Estou muito feliz e com sentimento muito bom com esse final de Oregairu Alê.

ALÊ: Esse final dá um sentimento muito bom de satisfação, com todas as coisas se encaixando da sua própria maneira e abrindo possibilidades de caminhos que os personagens podem trilhar. Confesso que ainda tenho aquele gostinho de “quero mais”, por mais que feche muito bem. Dá uma vontade de ver um pouco mais dos rumos que os personagens irão seguir. Eu assisti o anime por pouco mais de 1 ano e posso dizer que saio com o saldo no máximo do positivo. Recomendo fortemente a obra e voltaremos para a última postagem sobre “Oregairu” logo mais 🙂

2 comentários em “Yahari Ore no Seishun Love Comedy wa Machigatteiru. Kan (Oregairu) #12 (FINAL) – Comentários Semanais

    1. Creio que não. Os materiais que faltam adaptar são pequenas histórias dos volumes extras das LNs e momentos específicos que limaram das duas primeiras temporadas. Não são grandes coisas e talvez não renda para um episódio ou um filme adicional. O que talvez pode rolar é que o autor do original vai lançar uma nova novel (curtinha) que vem como brinde de uma das boxes de BDs e DVDs dessa temporada do anime, que conta a história depois dos eventos que foi mostrado no anime. Porém se for esse o caso, role como OVA para contar essa LN extra, porque filme eu acho muito improvável.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s