Yahari Ore no Seishun Love Comedy wa Machigatteiru. Kan (Oregairu) #10 – Comentários Semanais

E o baile não terminou como esperado.

E aí pessoal. Eu sei que estamos atrasados com a postagem, mas antes tarde do que nunca xP. Eu e o Alê conversamos um pouco sobre as nossas impressões de como estamos as história e os personagens em geral, dando enfase na construção de tudo que teve nessa temporada até aqui. Fiquem com a nossa conversa.

EDIT: a lista de todos os episódios comentados junto com o post da review de toda a terceira temporada aqui. Para quem quiser, temos a review da primeira temporada (link aqui), da segunda temporada (link aqui)

RUB: Alê, mais um post sobre Oregairu e agora estamos no clímax desse arco do baile. Interessante notar em como temos uma encruzilhada nesse episódio. E até começa de forma bem lenta, com as preparações finais do baile de formatura, com vários personagens auxiliando na produção na execução desse evento saia da forma desejada. Só que é muito nítido de como a Yukino e o Hachiman estão evitando um contato mais próximo. São conversas vagas e muito impessoais, como fossem completos estranhos um para o outro. Até quero dizer que a OP a cada episódio está mudando um pouco na sequencia final da Yukino sozinha na sala. Estão entregando alguns indícios ali, porém prefiro não comentar mais nada, porque vai ser spoiler de semana que vem. E a Iroha ganhando mais um pouco de destaque aqui e cumprindo o que prometeu lá no começo da temporada em que vai prestar mais atenção a sua volta e em seus amigos. Sua preocupação em fazer o protagonista reatar seu relacionamento com a Yukino é genuíno, sendo que utiliza essa desculpa do baile para tentar força-los a pelo menos trocar algumas palavras para quebrarem o gelo. Ainda continua sendo a mesma Iroha de sempre, tentando ficar no controle da situação, só que é diferente agora. Em vez de um objetivo egoísta, ela quer que o relacionamento dos três ainda se mantenha, mesmo enfrentando tantos obstáculos e sentimentos divergentes naquele triangulo amoroso. Gosto que são comentários pequenos que ela faz e que desenvolve a personagem para uma outra ótica, que é boa experiência para quem está vendo. Coisas como ela admitir que sente felicidade em momentos triviais compartilhando com quem a personagem gosta (um sinal forte sobre solidão e carência que a personagem sofre), ou de como está respeitando mais a Yukino como pessoa, ou de como prefere o Hachiman junto delas em vez de pedir a ele para participar do grêmio estudantil. É muito bacana deixarem evidentes esse lado mais carinhoso da personagem.

ALÊ: Confesso que fiquei um pouco surpreso com já acontecer o baile. Quando vi já estava rolando. Mas tudo correu muito bem nessa parte. A Iroha está mandando muito bem, segmentando todas as tarefas, com uma equipe grande o suficiente para evitar qualquer tipo de problema. E a Yui comentando que a recepção estava atuando em turnos, evitando cansaço e sobrecarga de quem estava naquela função. Além de que ela foi muito comunicativa, deixando tudo muito bem explicado. Enfim, o plano do baile em si estava extremamente bem armado, tanto é que o evento correu super bem, desde a preparação ao miolo e seu encerramento. E é muito bom ver essa progressão da Iroha sendo mais prestativa, se preocupando com seus amigos e querendo ver eles bem. Uma menção dela me fez lembrar da fala da ex-presidente do conselho sobre como ter o trio na gestão seria o ideal. Porém, no fim das contas, ainda foi bom para Iroha que não só melhorou sua personalidade, como também achou amigos de verdade, coisa que ela não tinha e precisava manter aquela máscara para os outros. No outro lado, o papo com entre o Hachiman e a Yukino está muito ruim (não que os diálogos em si sejam ruins). É evidente o quão travado eles estão, falando de coisas vagas. A conversa não anda. A Yukino tenta fugir dele, desvia o olhar e não tenta estender o assunto, tentando “fugir” dali. A Iroha até acha que eles estão progredindo, conversando normalmente, mas ela estava vendo apenas de longe aquela situação. E sobre a OP, eu reparei a mudança (pelo menos nesse episódio, porém não cheguei a notar alguma mudança nos passados). Eu gosto muito, muito, muitoooooo da música. Fico voltando constantemente. Geralmente não fico olhando a animação, por ser sempre a mesma, mas dessa vez calhou de eu notar a mudança que tem pétalas de cerejeira e termina com a Yukino olhando em direção a sala. Não vou pensar muito sobre, já que você disse que é algo que tem a ver com o episódio da semana que vem, então prefiro esperar.

RUB: São mudanças bem pequenas que a OP tem entre os episódios e sempre representando algum estado emocional da personagem. Melhor parar por aqui antes que eu fale demais xP. Passando para próxima cena, temos a Yui fazendo seu PENÚLTIMO pedido para o Hachiman (estou frisando o penúltimo, porque vai ser importante para o último episódio) e de como a personagem está aceitando sua derrota. A Yui continua fazendo pedidos banais, evitando uma declaração de amor com medo da rejeição. Então ela está alongando o máximo do tempo em que ela passa com seu amado. Eu fiquei rindo do Hachiman ser todo duro para dançar e como ele fica deslocado no meio do salão. Apesar de ser uma cena um tanto triste para a personagem da Yui, ainda o clima cômico funciona. Uma pena que eu queria que fosse a Yukino naquela cena. Mas bora lá para as duas cenas mais importantes desse episódio. A primeira é da festa para comemorar o sucesso do baile com a aparição da mãe da Yukino, e a cena da Haruno conversando com o protagonista abrindo seu coração. Alê, quando a mãe da Yukino mudou de postura, todos na sala ficaram quietos. A mulher tem uma presença de liderança que deixa todo um clima opressor para os outros ao redor, que é sufocante só de ver ela fazendo aquele olhar avaliador que ela lançou para a própria filha. É bizarro como a criatura mesmo vendo a sua caçula se esforçando, ela considera que foi só “obrigação” o sucesso do evento organizado pela Yukino. A mãe ainda não ver que a filha é capaz de liderar os negócios da família. Tanto que a Haruno também está se fudendo no rolê por causa dessa ótica. A filha mais velha está no limite emocional e a mais nova está sendo ignorada…QUE FAMÍLIA TRANQUILA ALÊ.

ALÊ: Já estou interessado nesse ÚLTIMO pedido… Com certeza vai envolver a decisão final, mas prefiro nem fazer suposição, porque sempre me surpreendo e quero me manter nessa. Fator surpresa está sendo uma das coisas mais maravilhosas que estou tendo nessa última temporada. A cena da dança foi tão bonitinha. Yui envergonhada/feliz por estar dançando com o boy (por mais que ela tenha consciência de que não o terá) e o Hachiman todo travado enquanto dança. Mas concordo que também queria que fosse a Yukino ali, mas vendo pelo lado positivo, poderia ser a Yukino que não tivesse chances XD. Quando a mãe da Yukino chega, todo mundo fica quieto. A mulher tem uma presença muito forte e que todo mundo segue a música conforme ela toca. Todo o clima tenso do ambiente. Enquanto o clima estava mais “tranquilo” entre mãe e as duas filhas, com uma conversa um tanto descontraída, estava “tudo bem”. Na hora que ela fecha de vez o leque e afia os olhos, meu amigo, ali já vi que não tinha dado certo (e Haruno fingindo plenitude olhando as unhas XD). A mãe delas sabe como contornar a situação e fazer parecer que tudo está bem. Não disse uma resposta clara como um “sim” ou “não”, contornou o assunto e jogou como algo a ser pensado/discutido mais para frente. E claro, sempre sem abandonar aquele rosto amistoso, nunca passando uma impressão de preocupação, raiva, nem nada do tipo, ainda mais que haviam muitas pessoas “de fora” na sala. Adoro essa determinação dela, embora eu não queria manter contato próximo com uma pessoa dessa hahaha. E por mais que a Haruno também tivesse essa clara percepção de que aquele baile não tinha sido o suficiente para convencer a mãe, ela não disse nada naquele primeiro momento. Também ficou evidente como ela está meio “”surrada””. Ela tinha toda uma compostura durante o anime, sempre com aquele jeito brincalhão e as palavras extremamente afiadas… Nesse episódio, deu para notar que ela não estava mais tão assim, sendo mais direta, sem paciência talvez…. Parece mesmo estar no limite de tudo.

RUB: Mas a Haruno não podia deixar passar. Ela viu a oportunidade e decidiu jogar mais merda no vnetilador. Para fechar o pacote, o Hachiman não faz ideia do que quer ainda. Quando ele se sentiu pressionado pela Haruno jogando algumas verdades, quando a Yui e a Yukino queriam saber o que ele quer, o mano ainda não está confiante e foge da sala, no melhor estilo do filme Noiva em Fuga. Foi a primeira desculpa que apareceu, ou melhor dizendo, a janela que a Iroha deixou, favoreceu o Hachiman em sair daquele local. E olha como é complexo toda essa situação, porque a Yukino ainda vai atrás dele para agradecer e desfazer aquela amizade dos dois de forma mais ‘amigável’. Só que é uma contradição, porque o sentimento e as ações da guria dizem totalmente o oposto. Ela quer ficar longe, porém está sempre buscando algum contato físico com o protagonista, querendo conversar com ele, entretanto palavras não saem. Quer ajudar sua melhor amiga, mas também não desistiu do mesmo objetivo… A Yukino ficar ali agarrada na manga do protagonista já representa do quão confusa a personagem está. E o Hachiman percebendo, sendo que ainda ele não sabe o quer fazer ainda para o seu desejo, prefere se soltar e ir atrás da Haruno para conversar. Na real, ele sabe o que quer. O lance é que ele tem medo de ser rejeitado e de que magoe tanto a Yukino como a Yui. A conversa entre o Hachiman e a Haruno fortalece essa visão. Quando o protagonista percebe que somente criou explicações para si mesmo encorajar para manter o mesmo status quo de sempre, que cai a ficha que NADA MUDOU. Tirando alguns pontos, tudo o que o Hachiman estava defendendo era apenas um desejo egoísta de si próprio de ignorar seus sentimentos em prol da amizade do trio. Até nós comentamos em episódios passados que a Haruno sofreu (e ainda sofre) com essas exigências em cima de suas costas. Ela deseja tanto PRESENCIAR algo verdadeiro, que nem precisa ter alguma relação direta com a personagem. A guria está satisfeita em somente VER alguma relação que considera genuína. Obviamente, semelhante ao que o Hachiman fazia, ela faz uns caminhos tortuosos para conseguir o que quer. Sorte que a professora colocou uma luz na cabeça do nosso jovem protagonista.

ALÊ: SIM! Ele literalmente fugiu, sem qualquer disfarce; Só aproveitou a deixa que a Iroha acabou criando para se mandar dali e prolongar um pouco mais até que ele possa entender o que ele pode fazer. Acho que a Yukino já entra em contradição quando ela vai atrás do Hachiman, porque de certa forma, ela já tinha dado um ponto nessa relação deles e estava evitando prolongar a conversa horas antes. Soa muito como uma desculpa que ela tenta se convencer com um propósito de terminar o que eles tinham ali. Porém, ela não quer terminar aquilo. Ela ama ele e não quer que tudo termine, mas não quer magoar ninguém preferindo tentar manter distância envolvendo outras questões nisso tudo… É uma situação bem complexa… A carinha que ela faz quando o Hachiman está querendo ir embora, dá tchau e vira as costas enquanto ela está segurando a blusa dele é tão “Por favor, não me deixa aqui”. Eles estão presos em medos e receios. Ninguém anda e parece dar mais passos para trás do que para frente (embora ainda pareça caminhar para algum lugar, o que é ótimo). Relacionamentos são complexos justamente por envolver mais de uma pessoa. São vontades e desejos que acabam não dependendo só de nós. Haruno chegou num ponto de “desespero” por algo que ela considera/veja como verdadeiro (um envolvimento diretamente ou não, não importa), contanto que ela tenha esse desejo sendo realizado. Ela está FISSURADA NISSO! Mas é compreensível. Ela está nesse meio por 20 anos contra a vontade dela, em mundo cheio de mentiras e aparências. Parece até aqueles desejos de gente perto de morrer “Realizando X coisas, posso morrer em paz”. E novamente Shizuka sendo a conselheira que dá aquela luz no protagonista e ela parece ser alguém muito legal. Acho que iria gostar de conversar com ela. Gosto dessa visão da personagem, porque quando se trata de sentimentos, não dá para resumir ou ser cético com aquilo. Tentar aplicar uma lógica, porque muitas vezes NÃO TEM! As vezes é uma completa mistura de sentimentos e emoções que não dá para explicar o tamanho daquilo.

RUB: Agora Alê, rumo ao penúltimo episódio desse temporada. E pela prévia, vamos ver o momento que eu mais estava esperando. Aguardei por 7 anos para ter esse momento e estou muito ansioso para o episódio. Agora a minha torcida para a produção não errar a mão, pois vai ser a cena mais importante de toda a temporada. Contanto os dias para ver essa maravilha. HYPE LÁ EM CIMA ALÊ. xD

ALÊ: O Rub sabe como me deixar hypado. Porque Oregairu é o anime favorito dele e se ele diz que será a cena mais importante e que está há 7 anos aguardando por ela, então posso confiar XD. Não faço IDEIA do que é, mas boto fé e torço para não errarem logo agora. HYPE!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s