Review de Parallel Paradise

De vez em quando eu me pergunto até quando eu vou me sujeitar em ler esses mangás de histórias bizarras, estranhas e horrorosas. Este post faz parte de uma pesquisa interna do blog. Não se preocupem, que não é nada de relevante. É apenas um levantamento que eu e o Alê precisamos fazer para termos noção do que iremos fazer daqui para frente.

SINOPSE: Youta vai para um “novo mundo” e começa a comer geral……… terminou a sinopse, porque a história é assim mesmo.

Tive que escolher só capas do mangá, porque não tem condições de pegar ilustrações internas.

Pra quê enredo, não é mesmo?

Ok, até existe uma ‘história’ sendo contada nesse mangá, porém não interessa realmente. O que você precisa saber é que tem um “maluco” com uma máscara bizarra, que aparece na escola do Youta, o agarra, arremessando-o pela janela, fazendo o protagonista despencar de vários andares. Na sua “pós-morte”, foi de acordar em um outro mundo, que digamos, É PECULIAR. Nessa realidade não existem mais homens. Na verdade, não existe mais o conceito de humano do gênero masculino. Só existem mulheres e um qualquer pessoa com um pênis, acabou virando uma lenda bem distante (não nasce homem e as mulheres são ‘fabricadas’ em um castelo de spawn). Até aí nada de mais, né? A parada é que o mangá tem a classificação ECCHI E HARÉM. AÍ começa o medo. Um mundo CHEIO DE MULHERES, um protagonista bobão e Isekai… está completo o pacote. O meu receio não só se concretizou, como FOI PIOR QUE O ESPERADO. A começar que todas as habitantes daquele mundo, tem UMA FRAQUEZA POR HOMENS. Dá a entender que é uma espécie de maldição, em que no MÍNIMO TOQUE, contato pele com pele com o sexo oposto, TODAS AS MULHERES FICAM EXCITADAS, ATINGINDO MÚLTIPLOS ORGASMOS E PRONTAS PARA O “ABATE”. Parece muito um roteiro de pornô, né!?

E pensei (na maior inocência) que ficaria naquela bobeira do protagonista fugir de várias mulheres malucas querendo dar para ele, no maior clichê de protagonista bonzinho, que não quer pegar ninguém e fica resguardado para sua amada…TRISTE ENGANO. Na primeira guria (CAVALEIRA E GUERREIRA), que ele encontra, o mano já transa com ela sem cerimonias. Aquele mesmo personagem QUE JURAVA QUE ESTAVA MORRENDO DE AMORES PARA UMA COLEGA DE SALA, começa pegando GERAL no primeiro capítulo. Bem, eu não acharia ofensivo se o PROTA, pelo menos, tentasse não pegar mais ninguém, ficando com remorso ou dúvida se ele ainda AMA sua amiga do seu mundo de origem. Só que escalona de um jeito, QUE PUTA MERDA.

Existem dois conflitos que são estipulados para forçar o protagonista PEGAR GERAL. A primeira é que todas as mulheres daquele planeta têm um “PRAZO DE VALIDADE” (Sim, vou ter que tratar as personagens femininas como objetos, porque o autor as TRATA PIOR, até para dimensionar o QUÃO BIZARRO é essa história). Se uma guria chegar aos 20 anos e não ter transado com um algum rapaz (uma clara alusão a lei da maior de idade do Japão, de que se passou dos 20, não presta… quase uma idolatria as ‘novinhas’ e a pedofilia), ela MORRE. Seu corpo se fragmenta, virando várias pétalas de rosas, em uma mensagem subliminar do desabrochar ou do envelhecimento das flores. Sintetizando, se for menor de idade, PERFEITO, e se for maior de idade, não presta. CALMA QUE PIORA. Temos um segundo motivo para o protagonista começar a transar feito maluco. Existem “SERES HUMANOIDES” (parecem alienígenas) que andam ao redor das cidades e fortalezas, escondidos na floresta e que tem APENAS UM ÚNICO OBJETIVO: ESTUPRAR AS GAROTAS DESSE PLANETA. Exatamente que você leu. Foi criado um bicho escroto tem pênis na região pélvica e na boca, que sua ÚNICA FUNÇÃO é andar por aí, violentando essas gurias e as matando. E elas morrem, porque o sêmen dessas criaturas tem uma espécie de veneno em que deixa as vítimas imobilizadas/catatônicas, e minutos depois elas desaparecem, semelhante ao que acontece quando elas chegam aos 20 anos. Novamente, MAIS UMA MENSAGEM SUBLIMINAR DE QUE SE NÃO FOR MAIS VIRGEM, MORTE PARA A COITADA. E bem, vocês já viram um hentai de estupro? Estilo violência no meio do metrô em quem as vítimas são abusadas por diversos homens ao mesmo tempo e POR MÁGICA, ELAS COMEÇAM A GOSTAR OU FICAM COM AQUELE OLHAR CATATÔNICO, SEM VIDA??? Agora imagina essa coisa doentia por DEZENAS DE CAPÍTULOS….POIS É…. E toda a cena tem uma alusão para ser MUITO sensual, em que o autor utiliza de closes e da quadrinização durante esses abusos para EXCITAR O OTAKU PERTURBADO. Pessoal, já acontece isso nos 5 primeiros capítulos. E eu li mais de 100 DESSA MERDA. Por que eu continuei??? Eu comecei e queria ver até onde o autor de Elfen Lied iria chegar. E olha QUE PIORA E MUITO. Me arrependi profundamente de ter continuado.

Protagonista bonzinho???

Nessa narrativa, o protagonista começa a comer GERAL, com a justificativa de salvar as garotas. Chega em um momento, que o PROTA ESQUECE COMPLETAMENTE DE SUA AMADA NA ‘TERRA’ e só está comendo TODO MUNDO. Ele até faz diversas SURUBAS, transando com todas em um palácio na cidade inicial em que foi tele-transportado. E tipo, se você achava que o Kirito tinha um pinto de mel, é que você não viu o Youta aqui. Tem um trecho que ele começa TIRAR PROVEITO da maldição e começa a tocar nas garotas intencionalmente para deixá-las loucas e pegá-las posteriormente, obviamente falando para si mesmo (e para o leitor) que irá salvá-las do seu destino cruel. Vocês não têm noção de QUANTA CENA DE SEXO TEM NESSE MANGÁ. Tem pelo menos uma cena de sexo TODA DETALHADA a cada dois capítulos, NO MINIMO. E até fiquei surpreso que essa história não recebeu a classificação como Hentai, porque mesmo censurando as partes intimas com um contorno branco, DÁ PARA TER A TOTAL NOÇÃO DE VER UM PÊNIS, VAGINA E UM ÂNUS nas cenas. Conversando com um amigo que também leu essa bagaça, chegamos à conclusão que só não é um hentai, porque os personagens EVITAM de citar palavras de baixo calão, como pinto, buceta ou cú nos diálogos. “Pegue aqui e beba todo o meu suco.” “Enfie o que você tem no meio das suas pernas na minha querida.” Só eufemismo para driblar a classificação adulta. Mas não se enganem, porque as cenas não SÃO NADA IMPLÍCITAS ou estilo os filmes que passavam na Band de madrugada. Vai desde que ângulos simulando voos de drones, até perspectivas ginecológicas, sexualizando ao máximo as garotas em diversas situações.

Até tentam empregar um mistério, por exemplo de como o Youta foi parar naquela realidade ou do porquê só nascem mulheres naquele mundo, porém não vale de nada. Duas páginas depois, todos estão numa suruba, com o protagonista passando rola em geral. O enredo é qualquer coisa para justificar uma nova guria sendo pega pelo PROTA. E após esse arco de introdução, o protagonista sai viajando entre as cidades, comendo quem está de pé e respirando, sendo um HERÓI para todas as mulheres que o conhecera. E tipo, por quase 60 capítulos, É SÓ ISSO QUE ACONTECE. Protagonista chega em uma cidade costeira, soluciona um problema local, conhece uma porrada de garotas, encosta em cada uma delas, em seguida todas estão sedentas para dar e por ALTRUÍSMO, o Youta faz sexo com todas. Essa que é basicamente a narrativa daqui para frente. E você pensa que CHEGAMOS NO FIM DO POÇO…NADA, TEM MUITO CAMINHO AINDA.

Somos apresentados a dois GRANDES vilões, um homem e uma mulher. Esse homem, na teoria, seria o predecessor do Youta vindo de uma outra realidade e há muito tempo, ele foi déspota tirano, em que obrigava todas as mulheres a transarem com ele, com a justificativa da maldição. E temos também uma bruxa, que foi a primeira mulher que se relacionou com esse homem e hoje vive amaldiçoada para viver eternamente. Depois dessas ‘descobertas’, o Youta muda completamente, passando a ser mais “feroz” em suas abordagens de salvar as mulheres. Quando eu falo “feroz”, porque o autor tenta vender que o PROTA ESTÁ TRANSANDO COM AS GAROTAS CONTRA AS SUAS VONTADES PARA SALVÁ-LAS DO DESTINO MORTAL. JÁ DEU PARA PERCEBER QUE O ESTUPRO NESSA HISTÓRIA É SELETIVO, NÉ? Quando envolve as criaturas da floresta, é maligno E DO MAL, e quando O PROTAGONISTA ESTÁ VIOLENTANDO, ESTÁ FAZENDO COM A MAIOR BONDADE NO CORAÇÃO. VAI SE FUDER AUTOR DE MERDA. Se as gurias NÃO QUEREM, É ESTUPRO SIM. Rola muita banalização desses atos. Como teve esse primeiro homem que foi um ditador daquele mundo, muitas mulheres ao conhecerem a lenda, morrem de medo de se deparar com qualquer pessoa que lembre essa figura masculina. Só que o protagonista utiliza do poder dele de contato para “enfraquecer” essa resistência, que resulta igual aos hentais em que o homem ameaça a mulher para transar e MAGICAMENTE, NO MEIO DA VIOLÊNCIA, ELA COMEÇA A GOSTAR. E PIORA. O autor tem PLENA consciência que é uma violência sexual, que tem várias falas do protagonista se justificando: “ISSO NÃO É ESTUPRO, PORQUE ESTOU TENTANDO TE SALVAR.”, “EU ESTOU PROTEGENDO VOCÊ, POR ISSO QUE TE ACORRETEI E DEPOIS IREMOS ACASALAR.”, “ESTOU FAZENDO ISSO PARA O SEU PRÓPRIO BEM.”. Parecia que eu estava lendo um manual de como ser um agressor filho da puta, jogando a culpa na mulher para tal ato hediondo.

Conclusão

O mangá não terminou, mas nem preciso chegar no final para falar que não vale a pena vocês lerem esse pedaço de merda. O mangá passa várias ideias erradas e banalização de diversas formas de abuso para satisfação masculina, com a desculpa do bem maior. Evitem ao máximo Parallel Paradise, até mesmo para os fãs de Elfen Lied. O autor simplesmente está escrevendo uma história para satisfazer seus desejos sexuais reprimidos doentios.

7 comentários em “Review de Parallel Paradise

  1. Concordo com tudo com o que você disse. No entanto tô gostando kkkk mas sinceramente já tô ficando enjoado. Secsu demais exagerado. Tô no cap 20 e já tá perdendo a graça. Imagine depois. Acho que por ser tão exagerado chega a desagradar até quem gosta.

    Curtir

  2. pera…mas vcs querem que ele deixe elas morrerem?eu concordo com 99% do texto disso ai mas,não seria pior se ele as deixasse morrer?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s