Yahari Ore no Seishun Love Comedy wa Machigatteiru. Kan (Oregairu) #6 – Comentários Semanais

Coitada da Yui, porque ela só está sofrendo nessa temporada.

E aí pessoal!? Mais um post de comentários semanais de Oregairu #6. Eu e o Alê conversamos um pouco sobre os eventos do episódio de semana passada e principalmente, sobre a Yui e de como está a personagem nessa reta final. Fiquem com a nossa conversa.

EDIT: a lista de todos os episódios comentados junto com o post da review de toda a terceira temporada aqui. Para quem quiser, temos a review da primeira temporada (link aqui), da segunda temporada (link aqui)

RUB: Alê, retornamos para mais uma semana para comentar sobre o episódio 6 de Oregairu. E tivemos de tudo um pouco. Desde do encerramento do pensamento/lógica da Iroha do episódio anterior, passando por momentos cômicos e encerrando com um drama no final. Já peço uma meia-culpa aqui minha, porque estou adiantando assuntos por saber o que está vindo e tivemos parte das discussões sobre o que a Iroha falou nesse episódio em posts passados. Ela ter comentado e até contado “parte” do seu desejo, deixa evidente todos os tópicos que falamos na conversa de semana passada. Ela está sentindo uma espécie de ciúme por ter sido deixada para trás e ainda tangencia o seu verdadeiro desejo, estando relutante em contar para o Hachiman o objetivo. A Iroha está decidida a fazer essa homenagem tanto para a professora, quanto para os seus veteranos. E ainda fala abertamente que não tem amigos (graças a sua personalidade “escorregadia”). Somente os três personagens principais que a conhecem bem. Está evidente, porém foi fortalecido com a própria Iroha se expressando no meio daquela situação que se encontra. Até quero destacar um ponto aqui, que o próprio Hachiman não ver somente os males no problema do baile. Ele encara como um desafio inevitável, visto que ele enxerga a situação que os três protagonistas se encontram agora viria uma hora ou outra. Para o Hachiman, eles precisavam desse “empurrão” para encararem esse conflito gerado pelo desejo de cada um. Por isso que ele não culpa a Iroha por ter solicitado ajuda para fazer aquele baile. Até faz sentido o que ele disse, porque são em ocasiões adversas ou extremas que o ser humano começa a procurar soluções para todas as questões pendentes que costumamos ignorar ou deixar para resolver mais adiante. É interessante ter esse tipo de visão, porque mostra que o personagem está tendo consciência da dimensão de suas ações perante as duas gurias e as suas consequências nelas, coisa que ele não tinha noção nas temporadas anteriores. É perceptível um crescimento na sua personalidade.

ALÊ: Chegamos na metade da temporada final do anime e já puxando rapidinho, a cena que mais gostei foi com a Yui. Aquela cena do final foi linda, mas comentaremos dela mais para frente :). Sobre a Iroha, de fato foi como nós comentamos no episódio passado, mas eu acho que ela tenta “disfarçar” a resposta dela para o Hachiman. Para mim, o mais importante mesmo para ela, são os três (Yui, Yukino e o Hikki). Acredito que ela tenta dar uma maquiada na resposta, porque… bem… é a Iroha rs. Quando ela menciona a professora, me pareceu bem repentino e mais que tinha calhado da professora estar saindo da escola, do que realmente ela ser um dos principais fatores da decisão do baile. Ainda mais que logo depois ela solta um: “Bom… Acho que talvez seja isso”. E mesmo quando ela menciona os demais da sala do Hachiman, parece que só está incluindo eles no pacote para “amenizar” e não dizer que teve essa ideia de fazer acontecer essa comemoração por causa dos três. Eu gostei do Hachiman demonstrar mais uma vez. e de forma mais clara e verbal, de que aquela situação não é de toda ruim, porque eles vão resolver tudo de uma vez. A questão é que agora virou um problema ENORME para resolver/lidar… Como você apontou, é uma falha do ser humano ir guardando tudo até não dar mais. Não é como se eu pudesse julgar, porque eu faço o mesmo, mas não deixa de ser bom ele já ter essa consciência. Vemos mais uma progressão do personagem e eu fico me perguntando como o Hachiman se sente nessas ocasiões. Por exemplo, no episódio passado (Ou retrasado? Não lembro mais XD) tivemos a cena com a Yui e vemos os pensamentos dela. Nessa cena de hoje a mesma coisa. Eu gosto de ver um “outro ângulo”. Se o Hachiman tem consciência de que ela estava acordada ou algo do gênero, vai ser interessante. Perdoem minha péssima memória.

RUB: Quanto a esse detalhe, foi os pensamentos da Iroha no episódio passado e da Yui no retrasado os que tiveram locução. Agora, com o Hachiman decidido com o que quer fazer, temos toda sequencia de planejamento para o baile, que ao mesmo tempo tem que parecer autentico, como também precisa ser ruim suficiente para ser considerado válido e rejeitado. Parece algo bem complexo e o próprio Hachiman não sabe por onde começar. Até a Komachi não tem ideia do que sugerir, pois não é costume do Japão ter bailes de formatura. E todo esse meio tem um viés mais cômico, desde da conversa com a Komachi, até o trecho da Lan House. Uma parada que chamou atenção foi a Yui estar começando a deixar evidente seus sentimentos. Ela não consegue mais esconder o seu amor. Quando ela encontra o Hachiman na escola e se convida para ajudar. Ela está mais passiva, concordando mais com as ideias do protagonista, e até querendo mais contato físico com o personagem, coisa que ela ficava toda receosa nas temporadas passadas. Praticamente a Yui está apostando suas últimas fichas para conseguir o que quer. Ela está tentando uma outra abordagem em acompanhar o Hachiman por aí (E também ficar de olho nele para que ele não se aproxime demais da Yukino). Quando o Hachiman tenta convencer os demais para participarem do seu plano, ela está lá apoiando e segurando sua mão. Quando ele tenta comer tomate, ela está o admirando e comparando com uma criança. Até mesmo quando ele está explicando o plano para a Yui, fazendo aquelas analogias malucas de sorvetes para ser de fácil entendimento, ainda assim ela está apoiando de forma incondicional. Não tem como ser mais transparente do que isso. É outra personagem que só faltar falar ‘Eu te amo’ para “selar o caixão”, porque não resta dúvidas para os envolvidos. Parece muito uma atitude desesperada de uma personagem que não consegue mais esconder o que sente.

ALÊ: É uma situação complexa por eles não terem tido contato com bailes antes. Então é tudo muito novo para se ter uma base. E mesmo o que já tenham pesquisado, quem estava mais por dentro é a Yukino ou Iroha. Ninguém tem uma grande noção de tudo aquilo, ainda mais que foi decidido meio às pressas, então fica complicado de pensar nisso. Hachiman deu uma volta para explicar o plano dele e que era uma coisa bem simples, se tornando um negócio complexo na medida que ele falava. Foi parar em sorvetes mais e menos calóricos hahaha. A Yui estava mais… como posso dizer, receosa ali no começo quando ela e o Hachiman se encontram pela primeira vez naquele dia. E quando ele comenta se ela estava bem, tenta disfarçar do jeito que pode. Até ali, ela estava sendo a mesma Yui até então. Momentos depois, ela aplica um “foda-se” para tudo e não está nem ai em esconder, mesmo tendo essa noção de que ela não tem mais chance. Ela quer apostar e se agarrar nos últimos momentos. Então para quê se segurar? Não vai fazer muita diferença no fim das contas, então certa ela está em aproveitar esses momentos, que no fim das contas, é doloroso ter que suportar uma desilusão amorosa. Então segura na mão, “cuida dele”, usa o ombro do amado para deitar enquanto finge que está dormindo, ficar mais perto… ações que para nós podem parecer mais casuais com amigos, mas para os japoneses, são ações íntimas demais. Se eu tivesse coragem e estivesse no lugar dela, faria o mesmo… Aproveitando para comentar que é bom ver o Hachiman sendo mais aberto a pedir ajuda, coisa que se negava nas temporadas passadas. Queria resolver tudo e achava problema em ter que depender das pessoas. Quando o Totsuka pergunta o que realmente quer fazer, ele tem aquele receio de se abrir. Mais uma vez ele precisa ser pressionado para falar o que realmente sente/quer fazer, mas é bom ver essa progressão do personagem ^^

RUB: Foi bom ter puxado esse trecho da Lan House, porque aí faz uma ligação com a OP e a ED. Quem tiver a oportunidade, deem uma olhada na tradução das letras das músicas porque o episódio, basicamente, foi uma síntese dos desejos da Yui na melodia. Na opening, a música fala de alguém que não aceita um final definitivo, que quer uma “continuação” de sua história e que ainda não quer os ‘felizes para sempre’ ou os créditos subir agora, pois não era o desfecho desejado. E a ending fala que para chegar a uma conclusão, precisamos passar por mentiras e cicatrizes. É um reflexo do que a personagem está passando. A Yui sabe que continua mentindo para si mesma e para os outros dois amigos, porém ainda não aceita a realidade. Como ela sente que está perdendo espaço, acaba fingindo que está dormindo no ombro do protagonista, mostrando que a personagem tem essa tendência em negar o obvio e fugir o que está a sua frente. Tanto que ela quer ter forças para falar com a Yukino. Ela dizer: “Eu quero que TERMINEMOS essa relação JUNTAS”, só evidencia que a personagem QUER TUDO, conforme dito por ela. Não só o desejo dela em ter o Hachiman, mas não deixar sua rival “ter chance”. Ela quer que a Yukino desfaça o que foi construído entre os dois (Ela e o Hachiman), para assim a Yui ter sua oportunidade. Pode parecer mesquinho, entretanto a personagem está lutando pelo que acredita, mesmo que tenha que ficar em um conto de fadas eternamente. Ao mesmo tempo que valoriza a amizade da Yukino, ela não quer a vitória da amiga. E se ela perder, a guria prefere não chegar nesse “final feliz”, porque ela não estará envolvida. Como a própria disse, ela quer que aquele momento dure para sempre e que JAMAIS termine os créditos. E acho a cena final tão linda.

ALÊ: Concordo com o que você disse e acho até que foi por causa dessa cena da Yui, que resolveram traduzir as letras da OP e da ED, justamente para fazer um paralelo entre elas. Antes de ver a letra e essa cena com a Yui, eu jurava que a OP falava sobre a Yukino. Como não sei japonês (só uma palavrinha aqui e ali), eu supôs que a personagem ter um destaque maior em cena, justificaria o enredo caminhar para esse lado. Eu ainda vejo a OP falando dela, principalmente quando chega no finalzinho que diz “Eu espero que o final traga a chuva e não a neve, porque aí poderei olhar para cima. Mesmo que eu fique ensopada, será a chuva que trará frutos”. Vejo fazendo um contraponto com a situação da Yui. Se para a Yui, “Não há mais esperanças”, para a Yukino a “vitória” virá mesmo ela passando por dificuldades. Os frutos (leio isso como “Coração do Hachiman”) virão. Agora voltando a Yui, eu estou gostando muito dessas cenas “reflexivas” dela. Tanto essas como as cenas dos episódios atrás foram fabulosas. Me fizeram ter uma proximidade maior com a personagem. Ainda continuo torcendo pela Yukino, poré, eu estou passando a gostar mais dela. É uma situação complexa e deve ser muito dolorosa ter que ficar ali meio que só assistindo por não ter ‘espaço’. Embora seja egoísta da parte dela, ‘entendo’ o lado de querer que tudo fique como está, que as coisas não se resolvam e que ela possa ter o Hachiman, preservando a amizade dela com a Yukino. Ela pensando/pedindo para que aquele momento dure mais um pouco, que o filme não chegue ao fim, para que ela possa chorar já que não tem ninguém vendo é muito lindo, até para que ela possa se iludir mais um pouco com esse “final feliz”. Além de prometer que vai segurar as lágrimas que tentam sair, promete por um fim nisso. Ela vai precisar de muita força, porque assim como está doendo, agora ter essa noção vai doer muito mais quando se concretizar. Mesmo que a dor não dure tanto tempo e que ela consiga aceitar, ver que não deu certo e assim seguir em frente, ainda vai machucar. Vou querer dar um abraço dela hahaha.

RUB: Até colocaram na prévia um trecho da novel. Essa parte final, vai mostrando momentos do episódio de semana que vem (teremos a volta do maluco que mexe as mãos sem parar), enquanto temos a Yui, em uma narração em OFF, detalhando melhor essa última cena dela estar fingindo que adormeceu no ombro do Hachiman. É mais uma auto avaliação dela com a situação, e que irá precisar “mentir” mais uma vez quando acordar, tentando manter sua ilusão de que o final não está próximo. É um tanto complicado, porque a própria personagem nota que está regredindo em comparação aos outros dois em quesito desenvolvimento. Mesmo tendo consciência, ela ainda escolhe ficar em um sonho com uma base frágil, do que tentar reconstruir uma nova relação com eles e fracassar. Gosto que o roteiro evidencia certos aspectos da Yui, que normalmente não é trabalhado em comédias românticas. Quem perde na disputa do coração do protagonista, sempre fica de escanteio e aceita o resultado de forma bem tranquila. Aqui, a personagem que vai perder, ainda não concordou tão bem essa ideia e não consegue separar desejo de realidade. A Yui sabe que essa mentalidade é nociva, porém está sem saída e quer virar esse jogo que está quase sendo uma goleada para Yukino. Enfim, só estou no aguardo para o próximo episódio de semana que vem que será o inicio do plano do Hachiman e como a Yukino está em construir sua abordagem para aceitarem a sua proposta de baile. Ainda falta uma peça nesse quebra-cabeça, mas está vindo Alê. xD

ALÊ: Estava indo “tudo muito bem” (em relação a estar sendo excelente de assistir), até que veio a cena pós créditos e eu vi dois PESADELOS em forma de personagens… Se aquele cara ficar mexendo aquela mão, e aquela guria ficar dizendo “Vamos fazer isso!”, EU VOU TER UM SURTO!!! Achei que não teria que aguentar ver essas criaturas mais XD. Torço para não ter essas situações, pelo bem da minha saúde mental XP. A Yui tem essa noção de que, enquanto o Hachiman está progredindo como pessoa, e a Yukino está lutando para ser independe e resolver seus problemas familiares, ela está na mesma, se agarrando o máximo no que pode nesses momentos. No comecinho da prévia, ela pensa sobre como a temperatura que sentiu na bochecha dela encostada no ombro dele e que era mais quente do que imaginava. E como você disse, ela precisaria mentir de novo. Uma das cenas que me chamaram atenção, é que a Yui vai encontrar o Hachiman e a Yukino conversando em um banco da escola. Imagino ela tentando disfarçar que não fica incomodada, que está tudo de boas, falando com uma voz meio trêmula. E que peça é essa???? Meu pai amado, não faço ideia do que é. Sigo ansioso aqui XD.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s