Principais informações do JBC Bits [Na Quarentena] #5 e mais algumas opiniões

Parece que fomos ouvidos, não é mesmo?!

Na sexta-feira passada, dia 31 de julho, a editora JBC divulgou mais uma edição do JBC Bits [Na Quarentena] em seu canal de YouTube. Dentre algumas das novidades, a editora divulgou algumas previsões de reimpressões de algumas de suas obras.


Reimpressões:

A editora começou o vídeo falando dos volumes que devem ser reimpressos nos próximos meses, e também ressaltaram (incansavelmente) como a editora dá ACESSO ao seu catálogo, relembrando do seu catálogo em formato digital que passa dos 600 volumes. Além de, novamente, reforçar que não dá para fazer reimpressão de tudo, mas que as prioridades deles são as obras em andamento e as que acabaram recentemente.

Volumes que devem ser reimpressos em agosto:

  • Hokuto no Ken volume 1;
  • My Hero Academia volumes 12, 13, 14 e 15.

Volumes que devem ser reimpressos em setembro:

  • The Seven Deadly Sins volume 17;
  • My Hero Academia volumes 16, 17, 18 e 19;
  • Fullmetal Alchemist volume 23.

Assinaturas:

A editora ainda comentou sobre os novos planos de assinatura que devem entrar no site da editora no decorrer desta e da próxima semana. Ao todo, são 4 novas assinaturas: “Sakura Wars” tendo duas opções. A primeira com os 3 volumes da coleção e a segunda com os volumes 2 e 3 para aqueles que já adquiriram o volume 1. “Battle Angel Alita Last Order” dos volumes 7 ao 12, sendo que o volume 12 é o último da coleção. “Os Cavaleiros do Zodíaco Saint Seya Kanzenban” dos volumes 18 ao 22 (FINAL). E por fim, “I Sold My Life” (Vendi Minha Vida a 10 mil Ienes por Ano) com os 3 volumes da obra. Todas as assinaturas terão brindes. Nos casos citados acima, não foram especificados quais serão.

A editora confirmou que está nos planos deles fazer uma assinatura para “Edens Zero” junto à volta dele com os volumes impressos.

Ainda, a editora comentou que tem interesse no kanzenban de “Soul Eater”, de “Fullmetal Alchemist” e no de “Shaman King” (NÃO FORAM ANUNCIADOS). Sobre “Shaman King” ainda foi comentado que o mangá trocou de editora no Japão, por isso a negociação precisaria ser retomada do zero. É um novo acordo, com um novo contrato. Tanto é que nem reimpressão da obra eles podem fazer.


Opiniões:

Eu me sinto ouvido! Na semana passada, alguns dos comentários feitos pela editora trouxeram uma repercussão MUITO negativa, em especial, falas ditas pelo Mercelo Del Greco, gerente de conteúdo da editora. Algumas das falas ditas por ele, soaram como um certo descaso da editora para com seu público. Por exemplo essa frase dita pelo mesmo:

“… É colecionismo. Você comprando logo na largada, você já garante. É o que TODO COLECIONADOR FAZ (…). Se você ficar esperando desconto, de algum outro lugar, é um risco que você tá correndo. Pode ser que dê certo? Pode ser, mas pode ser que você fique sem.”

Ou ainda falas que, dá forma que foram ditas, mais parecia que a editora estava mandando um “você que lute para comprar os mangás”. E foi até por isso que eu, o Daniel do canal YouTuber de Anime, a Paloma do Chimichangas e a Mara do Mais de Oito Mil, fizemos uma live para falar dos problemas do nosso mercado de mangás. Acho bom dizer que eu entendo que chega um ponto que se torna inviável fazer reimpressões e ter os títulos em formato digital, é uma excelente forma de trazer acesso para o público. E por falar nisso, temos que dar mérito para a editora JBC por disponibilizar e continuar negociando cada vez mais obras para serem lançadas no formato.

Porém, ainda temos que bater em algumas teclas. Lá em cima eu coloquei que me sentia ouvido, porque na postagem da semana passada, eu peguei algumas obras que eles mencionaram nessa semana e considerei alguns pontos. Não vou dizer que foi porque eu mencionei aqueles títulos no post que vão ser reimpressos, afinal, eu não tenho como ter certeza disso e somos um blog bem pequeno para eu considerar tal “poder”. A questão é que, na live da editora do dia 24 de julho, a editora não havia dado qualquer sinal de que teríamos reimpressão tão cedo. Na verdade, em outras oportunidades eles haviam dito que reimpressões estavam no fim da fila da editora. Só que depois de toda a repercussão, logo vieram esses títulos.

E uma coisa que reforça essa minha ideia é que durante esse JBC Bits, o Marcelo soltou a frase “Nós ouvimos vocês mais uma vez.”. Somado a algumas frases mais pontuais, fazem eu acreditar que foram as reclamações que fizeram a editora reagir. Por isso, RECLAMEM! Desde que faça sentido, reclamem, porque parece que só assim para a editora acordar para a vida. Resta saber se a Panini tomará alguma atitude. NOTA DO REVISOR: diferente do Alê, eu não coloco essa manobra da JBC como hipótese, e SIM COMO UMA VERDADE. Eu vi o vídeo 2 vezes. Dá para ver CLARAMENTE que essas reimpressões NÃO ESTAVAM NO PLANO DA EDITORA. Não só da forma como falaram durante as explicações que levou a editora a falar somente agora sobre isso, mas como eles NÃO DERAM NENHUM TIPO DE SINAL ANTES que já estava no cronograma da editora em reimprimir os materiais esgotados. Não houve citação em redes sociais, não houve menção do Del Greco em JBC BITS anteriores, ou uma das donas da editora não levantar esse tema quando a reimpressão entrou na pauta da semana passada. NADA. Aliás, eu não recomendo a NINGUÉM a ver o vídeo, porque além dessa informação de reimpressão de alguns títulos, todos o resto do vídeo foram só para reforçar noticias dadas em outros JBC Bits, além do Del Greco soltar umas piadas TOTALMENTE SEM GRAÇA e contar sua trajetória profissional dentro da JBC pela enésima vez. Mais de MEIA HORA DE VÍDEO, que poderia ser sintetizado em 8 minutos ou menos. Uma ENORME ENROLAÇÃO para passar uma noticia relevante aos leitores. Menos prolixo e mais objetivo pessoal das editoras brasileiras que fazem vídeos por aí.


Um outro aspecto que eu queria comentar aqui, é sobre o tamanho das tiragens. A editora fala que os títulos ficaram mais tempo disponíveis, mas já tivemos casos de volumes evaporando em questão de 2 ou 3 meses. Um dado que eu gostaria de chamar atenção é para “My Hero Academia”. Na live do dia 24, a Marina Shoji comentou que o volume 1 de My Hero foi reimpresso algumas vezes durante o ano passado. Nas palavras dela, o volume foi reimpresso em Janeiro, Abril e Dezembro. O que me leva a pensar: ou o volume está vendendo como água, ou a editora está fazendo tiragens MUITO pequenas. Eu sei que a obra é muito famosa e não duvido que venda muito. Só que é um espaçamento de tempo MUITO curto! Eu lembro de uma pequena thread feita pela Paloma e até foi um dos assuntos da live, sobre as editoras não terem muita noção do seu público e consequentemente em algumas obras, elas acabam errando na estimativa da tiragem. E ainda puxa para a questão das editoras não falarem as tiragens – coisa que nós vemos em mercados daqui do Ocidente. Ficamos no escuro para saber e entender nosso mercado.

Estamos caminhando para conseguirmos o que queremos, mas ainda estamos longe do ideal. No demais é isso. E assistam a live que eu participei, porque eu fiquei muito feliz com o convite e foi o meu primeiro “evento” como imprensa especializada hahaha.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s