Kyojinzoku no Hanayome (The Titan’s Bride) #1 – Primeiras impressões

Cortaram o material original. É triste, porém já era previsível.

Atualização: já postamos a review do anime, leiam aqui ^^

Olá pessoas, mais um anime da Temporada de Verão que vamos comentar aqui e nem eu acredito que vou comentar haha. Estamos falando de “Kyojinzoku no Hanayome” ou como é mais conhecido por aqui “The Titan’s Bride” (A Noiva/Esposa do Gigante). Foi ruim sendo bem sincero, mas era esperado devido ao formato do anime e não deixa de ser triste ter sido adaptado da forma que está sendo.

Sinopse: “A história acompanha Koichi, um garoto conhecido por sua altura no time de basquete. Em um certo dia Koichi é transportado para um outro mundo, indo parar no reino de um gigante. Lá, ele é convidado pelo príncipe para se tornar sua “noiva” e dar a luz aos seus descendentes.”


Por mais que “The Titan’s Bride” seja conhecido por aqui e até pela piada de como caralhos o Koichi aguenta andar depois de fazer sexo com o Caius (o gigante), o mangá tem sua fanbase e é querido. Tanto que comemoraram muito o anúncio da adaptação (enquanto outros estavam incrédulos rs). O anime seria mais um das obras financiadas pela Comic Festa, que tem uma certa quantidade de animes em seu catálogo.

A adaptação ser ruim não me impressiona justamente por ser da Comic Festa. Eles já possuem um padrão de obras que adaptam. Todos os animes deles tem 5 minutos e possuem duas versões: Uma “normal” que vai ao ar em canais de TV japoneses e uma segunda versão que tem mais uns 2 minutos adicionais que vai para o site deles e contém cenas extras de sexo, basicamente.

Se você lê o mangá da obra, fica claro que não daria para adaptar nem 1 capítulo dele em 5 minutos. Para mim já estava claro o que seria adaptado: sexo. Quando eu disse que os animes da Comic Festa seguem um padrão, eu me referia a também serem história que tem uma pegada forte em cenas de sexo que normalmente são mangás que tem um plot meia boca e o foco maior é no sexo. Só que, Kyojinzoku vai além de sexo. Ele tem uma história bem trabalhada, o mundo é bem estabelecido, rico, tem conceitos muito bons, então estava mais que óbvio que não seria bom. E olha só, foi mesmo. Não deixa de ser triste. Explicarei mais disso abaixo :).

Eu particularmente não gosto de fazer comparações de mídias diferentes, só que nesse caso, eu vou fazer uma exceção porque é necessário. Bom, no primeiro capítulo do mangá, nós temos uma contextualização maior do que estava acontecendo na vida do Koichi, mostrando melhor os momentos finais dele no mundo, antes dele ser invocado para o outro lado. E mesmo quando o Koichi chega ao mundo do seu futuro marido, há um contexto do que está acontecendo (Feito de forma expositiva, mas melhor que nada) e porque o Caius invocou o Koichi para lá. São coisas que acontecem em apenas 2 capítulos, mas é cortado para ir para “o que importa”: o sexo.

Sexo esse que tem um potencial para estragar ainda mais o anime. Explico: no mangá, há um tempo até o Koichi aceitar fazer sexo com o Caius. No anime, eu não sei se eles vão dar esse tempo e por algumas falas que colocaram na animação, parece que essa parte vai ser cortada e já vão transar logo de cara. Para vocês terem uma ideia, o que leva o Caius a querer transar com o Koichi agora tem um motivo. Pouco antes do Koichi ser invocado, ele estava se masturbando. Quando ele chega lá, o Caius vê e se oferece para ajudar, só que, apesar de inicialmente o Caius não parar, ele vê que o Koichi está assustado, para, pede perdão, e diz que não havia considerado os sentimentos dele, coisa que eu não sei se acontecerá aqui porque eles não tem tempo. O anime terá só 9 episódios, todos com média de 5 minutos. É um processo um tanto demorado e que provavelmente não é do interesse deles.

E tem uma fala no anime que me faz pensar ainda mais nisso. O Caius diz que não há como o Koichi fugir dele, porque eles estão destinados (maldita história de destino). Então eu não duvido NADA que aconteça um estupro ali (vou ficar triste se tiver mesmo)… Em resumo, eu mencionei bastante o mangá, porque cortam muita coisa e vão continuar cortando, o que é uma pena. Como eu já disse, Kyojinzoku no Hanayome tem um mundo bem interessante e algumas questões sociais muito boas. Se quiserem ficar por aqui com o anime, o façam! Vão para o mangá que a experiência é outra e muito mais agradável ^^.


Sobre a produção, não tem muito o que se falar. Ela é fraca. Os animes da Comic Festa são todos fracos em produção porque são estúdios novatos, com animadores novatos, diretores novatos e com pouca verba. Então não esperem grande coisa. O primeiro episódio foi até decente, os quadros estão bons até, só tem uma ou outra cena de transição que são bem estranhas, mas é aquilo que eu falei: staff novata :(.

Eu não recomendo Kyojinzoku no Hanayome. Está apressado, as coisas acontecem sem tempo de respiro, estão cortando o material original não fazendo jus à obra. Então, por mais que eu não goste de fazer isso, eu recomendo que vocês vão para o mangá, porque vocês ganham muito mais. Eu, por outro lado, irei continuar assistindo e farei a review final quando o anime terminar ^^.

Um comentário em “Kyojinzoku no Hanayome (The Titan’s Bride) #1 – Primeiras impressões

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s