Dokyuu Hentai H×Eros #1 – Primeiras impressões

É um lixo e não surpreendendo ninguém!

Começando a Temporada de Julho, eu já começo dizendo que eu sinto que me odeiam, porque de todas as coisas que poderiam abrir essa temporada, me dão “Doukyuu Hentai H×Eros”, mas fazer o quê? É a vida… O que posso dizer logo de cara, é que se ele não tentasse se levar à sério, ele seria muito melhor!!!

Sinopse: “Em um mundo à beira de um grande desastre que começou cinco anos atrás, heróis que, com a ajuda de um dispositivo chamado HxEros, usam o poder de Ecchi (H) e o poder erótico (Ero) para salvar o planeta de monstros devoradores de libido! Enjou Retto e Hoshino Kirara são amigos de infância que se afastaram um do outro. Um dia, eles são pegos em uma batalha contra um “Censor Bug” que se alimenta da energia sexual humana para evoluir. Depois de derrotar o inimigo com sucesso, eles se juntam a um grupo de heróis como eles, usando o poder erótico da força HxEROS para combater monstros.”


Uma explicação básica: vocês podem estar se perguntando porquê RAIOS eu estou assistindo essa merda, se claramente é um lixo. Simples! Eu peguei para “cumprir tabela”, exclusivamente para comentar no blog. Se não fosse por isso, eu MUITO provavelmente não teria assistido esse primeiro episódio e nem sonharia em pensar assistir! Mas enfim, quem me conhece, deve saber o que falarei aqui e sendo simples e direto, eu estou aqui para criticar esta bagaça que é machista, ofensiva e completamente idiota.

Começo falando que essa coisa não sabe fazer apresentação e contextualização de seus personagens sem fazer exposição por meio de diálogos de personagens aleatórios. O começo do episódio é “ok”. Ele começa mostrando o passado dos dois protagonistas, Retto e a Hoshino. É clichê? É, mas pelo menos te dá um indicativo de que algo aconteceu e que será abordado mais para frente. O problema vem logo depois que se passam 5 anos e para te deixar situado no que aconteceu, eles usam os amigos do protagonista para dizer que a Hoshino tem problemas com homens. Além de comentários aqui e ali de outras personagens sobre os protagonistas. Tudo bem porco, porque é claro que o autor não vai se esforçar para pensar em uma forma melhor de te introduzir a essa “história”.

E só nessa “introdução” de 5 minutos mais ou menos, já começam as ofensas. Esses amigos do protagonistas estavam olhando e comentando uma revista na sala de aula, deixando as garotas da turma ali presentes incomodadas. A Hoshino vendo aquilo, se manifestou, pegou a revista, brigou com eles, dizendo que além de incomodarem as meninas, era inapropriado falar disso naquele ambiente (sala de aula). Pediu para que o fizessem no banheiro e logo depois disso, eles começam a falar de como ela é gostosa, que ela detém diversos ‘cadáveres’ de adolescentes aos seus pés, sendo justamente esse tipo de comentário que ela havia reclamado com eles. Mas calma que é só o começo…

Logo após, por uma série de eventualidades, o Retto acaba se oferecendo para ajudar a Hoshino. Tudo bem até aí, mas eis que eles param para discutir e ela escorrega em um degrau da escada e ele, por impulso, tenta segurar ela e coincidentemente (porque sempre é mera coincidência), ele pega nos peitos dela. A direção MARAVILHOSA (leia-se: sarcasmo) dá um close nos peitos dela, junto com a saia levantada… animação belíssima… ¬_¬

Depois que eles caem, ele até pede desculpas para ela, que não foi de propósito, afinal gente, ele não tinha como saber que pegaria nos peitos da guria. Totalmente inocente e que são adversidades da vida! RANÇO!!! Ela fica brava com ele, naturalmente, mas nessa cena, a expressão facial dela dá um indício diferente de raiva com o garoto. Segue essa informação, porque no final do episódio, fica pior e fará sentido essa expressão dela!

Nisso temos mais uma exposição, explicando o que são as criaturas, que elas invadiram a Terra e sugam a energia sexual das pessoas, pipipi popopo. Descobrimos que uma dessas criaturas está atacando em Saitama (eu tenho uma leve impressão de que tudo acontece em Saitama. É impressionante…) e o prota vai lá salvar o dia. Um pouco antes, vemos como as criaturas fazem seus ataques (essa em questão parece um Louva-deus). É minimamente decente e eu acho interessante (tem alguns poréns aqui) a ideia de quando a criatura suga a energia erótica de uma pessoa, ela vira uma “casca vazia”, abrindo a interpretação de que o que move o ser humano é o sexo.

A propósito, eu assisti o react do YouTuber de Anime desse primeiro episódio de Doukyuu, react esse que ajudou eu a construir melhor a minha opinião sobre essa estreia. Mas o ponto principal é que basicamente, ele brincou que essa é uma obra que segue os ideais do Shinzo Abe de “Faça filhos!”, porque a taxa de natalidade do Japão está em declínio. Essa questão de “faça filhos” parece verdade, porque o poder dos personagens é movido ao desejo sexual e quando a criatura suga a energia da ‘Ídol’ e das pessoas que estavam assistindo a apresentação, os caras se retiram todos desanimados. Um chega a dizer que vai estudar, enquanto a Ídol diz que vai arranjar um emprego de verdade. Parece muito de “””como são os japoneses”””, porque se tem toda aquela devoção ao trabalho e ao estudo, enquanto o sexo fica de lado. Não consigo mais tirar da cabeça que a intenção disso é promover a ideia de “Faça sexo, não importa com quem”.

Voltando à trama – se é que se pode chamar isso de trama – a Hoshino fica brava com o Retto, novamente (e com razão), mas ele fica insistindo em tentar falar com ela, mesmo que ela não queira. Em meio à isso, a criatura volta para atacar eles, tenta proteger ela, fogem, se encondem em um brinquedo em um parque, eles ficam um tempo de mãos dadas e a Hoshino abre seu coração e expõe seus sentimentos, passando sua energia para o Retto e assim, eles conseguem derrotar de vez a criatura, ficando nus no processo. Descobrimos que na verdade, a Hoshino tem uma ENORME energia sexual e o que aconteceu lá no passado foi que desde pequena, ela tem mais energia sexual do que uma “pessoa normal”. O monstro que ataca eles até explode por não conseguir absorver tanta energia sexual DE UMA CRIANÇA!!!! Cara… Isso é tão errado…

Vemos também que o motivo por traz da Hoshino não querer ter contato com garotos. Era para não destrancar seus sentimentos eróticos. Aí vem aquela cena lá na escola e a cara dela não era de incômodo/nojo do Retto…era de sentir prazer… Esses flertes com hentais são terríveis. Sempre é a guria, nunca o homem. A mesma coisa com as cenas sugestivas, com a garota e o cara pega nos peitos dela, a saia que levanta, o sutiã que abre… tudo na base do “foi um acidente”. No final do episódio tem a cena mais bem animada até então, e é o quê? Os peitos da garota balançando para lá e para cá. Com o garoto não acontece nada. O corpo é musculoso, remetendo a imagem de “homem macho” e protagonista foda. E vale dizer que o protagonista mora com outras três garotas que fazem o mesmo que ele… Ele é o único homem do grupo… TOP!

Porém, apesar dos pesares, eu ainda consegui me divertir com essa bagaça por ela ser completamente idiota. Como eu mencionei lá em cima, se ele não quisesse ser sério, ele já teria um saldo positivo ótimo, porque a proposta dele é totalmente sem noção e daria para fazer algo completamente espalhafatoso brincando com as situações. Por exemplo, lá no meio do episódio, ele tem uma quebra de expectativa maravilhosa, quando você acha que vai entrar uma luta, só que eles fogem. O timing foi perfeito! Mas infelizmente ele quer ser uma história seria, que quer tentar contar algo, coisa que ele nem precisaria se fosse uma grande piada de tudo. Eu ri genuinamente em alguns momentos do episódio, alguns até que são completamente errados, mas não vou mentir. Tenho orgulho disso? Nem um pouco, mas pelo menos eu acho que não vai ser de todo um saco acompanhar por 12 episódios. E seria muito melhor se a produção fosse pior, aí eu poderia ter um entretenimento XD. Claro que não é como se o anime fosse escrachado e automaticamente ele seria “bom”. Ele ainda tem problemas sérios, incluindo a questão do ecchi, porque se retirassem esse apelo, já seria de grande ajuda, ainda mais que não é porque ele está falando de erotismo que ele precisa ter uma cena sugestiva com personagem feminina a todo momento.

Uma última coisa a comentar antes de falarmos (rapidamente) da produção é que ao menos, o Retto questiona se não há algo que possa ser feito sobre as roupas rasgarem (aja roupa) quando usa seu poder. É decente e ao menos os personagens aparentemente levantam dúvidas, que é bom. Não fica naquela coisa de “As coisas são assim e ponto final”. Perguntar o porquê são assim se podem mudar, é bom. Só não tenho expectativas de que vá acontecer novamente hahahaha.


Falando da produção e da direção, a animação é ok, mas é precária. Em alguns momentos ela oscila e tem alguns quadros estranhos, principalmente parece que eles não tem frames o suficiente, então algumas cenas ficam com uma movimentação travada. Até na própria OP (ou ED, não sei dizer qual é) aparece esses problemas. A paleta de cores é questionável. Em certos momentos, os tons ficam mais fracos, e somado com a iluminação do ambiente, fica uma coisa muito estranha e destoante… Esses momentos ficam parecidos com as cores que usavam em “Arifureta”. É bem feio. A direção é no limite do ok. Padrão e não tem nada de mais mesmo. Até as cenas de ação são sem sal. A produção está limitada, então não esperaria grandes cenas de ação, porque se for julgar por esse episódio, não teremos nada que chame muito atenção. Só tem uma ‘ceninha’ que eu acho bonita. É mais pelo acabamento, do que por qualquer outra coisa.


É isso e como dá para se supor depois que tudo que eu falei, não recomendo nem um pouco “Doukyuu Hentai H×Eros”. Todavia, eu irei continuar assistindo. Se eu não aguentar mais e dropar o anime, eu venho aqui comentar os demais episódios que eu assisti e dizer o motivo do drop. Caso não ocorra, nos vemos na review final :).

Quer ver que vai ter otakinho querendo falar que o protagonista fica pelado também, por isso não podem reclamar das garotas?
Por fim, fiquem com esse belíssimo quadro com os personagens observando o por do sol XP

Um comentário em “Dokyuu Hentai H×Eros #1 – Primeiras impressões

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s