Resumo das lives da NewPOP (28/05, 04/06 e 11/06)

Fique por dentro do que foi dito nas três lives! 🙂

E vamos para o resumão das lives. Era para ter o resumo de cada uma delas, mas tive meus problemas e até chegar na live da semana seguinte, aconteceu de novo e tive que reunir com a live dessa semana… Estou começando logo na quinta-feira para acabar evitando que se repita novamente haha. Aproveitar meu momento felicidade para começar porque finalmente meu volume de “Given” foi enviado!!! Então logo ele deve chegar. Tão logo poderei fazer a resenha para vocês e vou panfletar até eu fazer meio mundo comprar ^^. Vamos para as lives :).


Live do dia 28/05:

No começo da live, o Júnior começou falando das assinaturas de “Given”. Ela é um pré-venda dos 5 volumes da obra, e o consumidor irá receber conforme os tomos forem sendo lançados. Além disso, tem as vantagens de quem adquiriu a assinatura: você tem a garantia de que não pagará nada a mais caso aconteça alguma eventualidade e o preço do mangá venha a aumentar. Não precisa pagar frete que é caro e dependendo da loja que você compra, só o valor que se paga no frete, já faz não valer a pena os 20% de desconto. Tem os brindes no final da assinatura, a comodidade de não ter que se preocupar em ter que separar dinheiro para comprar mais volumes. Fora que o dinheiro pago na assinatura vai de forma rápida e direta para a editora, e caixa é o que eles estão precisando no momento :).

O Júnior comentou que a editora está conseguindo adotar medidas que estão fazendo as coisas caminharem, diferentemente de algumas outras empresas que não estão conseguindo fazer o mesmo. O Júnior não mencionou na live, mas no começo do ano a editora fez uma compra de toneladas e mais toneladas de papel. Foi pouco antes de começar o surto de COVID-19 e o dólar disparar. Com o papel comprado, a editora está conseguindo segurar os preços de algumas séries, além de ter outras melhores encaminhadas, assim a NewPop está projetando uma curva de vendas tendo um planejamento já nesse cenário de pandemia. Mesmo com um mês péssimo que foi abril, a editora está tendo apoio do público. Tanto é que as compras na loja da editora aumentaram consideravelmente. *Opinião*: dentro do nosso mercado de mangás, a editora que mais dá para perceber que está “perdida” é a JBC. Tanto é que não está conseguindo publicar nada em formato físico, retomando só agora em julho com o lançamento de “Vigilante: My Hero Academia Illegals”. Mesmo assim, ela aparenta estar bem limitada. Enfim, voltando a NewPOP…

A editora fez reposição de diversos volumes que estavam esgotados na Amazon, tais como “Minha Experiência Lésbica com a Solidão”, “JOY”, alguns volumes de “Happiness”, “No Game No Life” e “Re: Zero”. Sobre a demora das entregas de alguns clientes da Amazon, o Júnior comentou que isso provavelmente se deve a alta demanda de pedidos que estão sendo feitos na loja. A Amazon é enorme, a pandemia deve ter limitado a quantidade de operário, somado ao volume enorme de pedidos (lembrando que faz pouquíssimo tempo que tivemos a promoção leve 4, pague 3). Deve ter sobrecarregado a loja, mas logo seu pedido será processado/enviado :). NOTA DO REVISOR: parece que meu comentário “tranquilo” no último post de resumo das lives da NewPop ‘reverberou’ mais do que imaginava. Já mostrei para várias pessoas e para o Alê a minha situação. Todas as justificativas (incluindo as desse parágrafo) que a editora deu, não se encaixava no meu caso. Não comprei nessa época de leve 4 pague 3 (comprei dias antes), o volume já estava disponível na época (conforme a data de lançamento da Amazon) e não era pré-venda (não compro nada na pré-venda), e adquiri outras coisas, incluindo outros livros nessa mesma compra e só Toradora 7 atrasou (Todos os 8 itens chegaram 4 dias depois do pagamento, menos Toradora). Tenho como provar que nenhum dos cenários propostos como justificativa, representava a minha situação. Depois do meu comentário, teve mais dois cabeças que tiveram problemas semelhantes com o título que chegou ao meu conhecimento (não fui o único azarado), com outras pessoas em diferentes empecilhos em outros títulos da checklist daquele mês da editora. Também teve mais algumas informações (não poderei compartilhar elas nesse post, mas talvez no futuro quem sabe) que só reforçaram que eu estava certo no meu raciocínio. PORÉM, diferente daquele post, estou mais tranquilo porque já estou com a edição de Toradora 7 em minhas mãos (mesmo sendo quase um mês após a compra, mas FINALMENTE está aqui).

Novos selos: a editora informou que em breve teremos dois novos selos e um deles terá direito a uma mascote. Por hora, ainda não temos informações do que são e que tipo de obras entraram em cada um deles. O que foi dito é que um dos selos será mais abrangente nos gêneros que irão compor ele. Além disso, um desses selos chegará com um autor de peso, enquanto o outro será focado em um gênero, trazendo novidades nunca antes feitas! Se tudo der certo, logo mais a editora dirá quais são esses selos e teremos anúncios para cada um deles. A editora disse que essas obras que virão já estão sendo pensadas no cenário da pandemia. Então elas devem ter sua publicação iniciada ainda esse ano.

“A BESTA” e “Mulheres e seus Segredos”: a editora disse que ambas as obras, por serem volumes únicos, são mais fáceis de serem lançadas, trazem ‘caixa’ para a editora, pois é uma única remessa e como Júnior já disse, são mais fáceis de vender e despertar a atenção do público. “A BESTA” entrará no checklist desse mês. A obra já era para ter sua pré-venda iniciada na Amazon, mas a loja teve um problema no cadastramento, então a pré-venda pode começar a qualquer momento. Já “Mulheres e seus Segredos” ficou para julho, então a sua pré-venda será iniciada só mais para frente.

Começou a pré-venda do volume 1 de “Solo Leveling” (manhwa) na Amazon dias atrás. O volume tem preço de capa de R$ 49,90, mas comprando na pré-venda, você consegue 20% de desconto no volume, saindo por apenas R$ 39,90. Lembrando que o lançamento está previsto para o fim de junho. As pré-vendas do volume 1 da novel e do volume 2 do manhwa devem acontecer só mais para frente (provavelmente no começo de julho). Uma informação adicional é que as vendas do manhwa estão indo muito bem. Faz dias que o volume está em primeiro lugar nos mais vendidos de mangás e quadrinhos da Amazon. As assinaturas continuam no site da NewPOP. Elas foram retiradas do ar no momento, pois a editora irá fazer uma contagem e cancelar os pedidos duplicados. Deve voltar ao normal na segunda-feira (15/06). Quem ainda não adquiriu, pode comprar por esse link e você estará ajudando muito o blog sem pagar nada a mais por isso ^^.

Reimpressões: a editora comentou que não está conseguindo reimprimir tão rapidamente as séries esgotadas por causa da pandemia. Mas eles farão as reimpressões de obras esgotadas (Hellter Skelter; NO.6; Fate/Zero). Inclusive, o dinheiro dado nos super chats será convertido diretamente para as reimpressões que, segundo a editora, em breve teremos uma enquete para saber qual será a primeira obra a ser reimpressa ^^. Para os fãs de “NO.6”, comprem os volumes que faltam para vocês enquanto não saem as reimpressões dos volumes esgotados! O Júnior comentou que quando a reimpressão da obra sair, é capaz de algum outro volume esgotar, correndo o risco de você não conseguir completar a coleção do mesmo jeito. Agora, um pedido: se forem comprar, por favor, o façam pelos nossos links, obrigado ^^.

Perguntaram para a editora se há alguma intenção de publicar outros manhwas. O Júnior disse que sim, mas que irá depender muito do desempenho de “Solo Leveling”. Se for bem, trará uma margem positiva para editora apostar em outras obras :). E pelo jeito que o manhwa vai, é bem possível já poder sonhar com mais obras coreanas, porque já tem dias que não sai do primeiro lugar de mais vendidos da Amazon. Claro que isso por si só pode não dizer muito sobre as vendas, mas creio eu que vá ir muito bem. Manhwas BLs, eu estou esperando vocês! *_*

JOY Second: o mangá foi anunciado semanas atrás e a editora ainda não recebeu os materiais do volume. Chegaram a perguntar se teremos algum brinde (QUERO!!!), mas a editora não pode confirmar nada. Ainda mais que nem receberam os materiais para começar a trabalhar :'(.

Esse foi o resumo dessa live. Se vocês quiserem ver outras curiosidades e coisas mais aleatórias da live, recomendo lerem a thread que fiz cobrindo a live em questão :).


Live do dia 04/06:

Fizeram uma pergunta sobre como são os pagamentos de contratos da NewPOP. Depois que está tudo acertado, enviam algo como uma fatura mesmo e o pagamento varia bastante. Alguns são em dólar, outros em euro e até em ienes pode ocorrer. E como o dólar é a moeda principal do mundo basicamente, se ele estiver alto, afeta nas cotações de muitas moedas. Então mesmo que o pagamento seja em outra moeda, o preço será afetado.

Citrus: com o fim de “Happiness”, Citrus deve ser a próxima obra que a editora deve retomar e publicar de forma mais rápida o possível para terminar logo. Assim dar espaço para outra que a editora irá lançar. Segundo o Júnior, a NewPop fez cálculos e algumas parcerias com lojas para conseguir viabilizar o retorno da obra. É provável que a editora faça um pacote contendo os volumes 6 à 10 do mangá e coloque a venda na loja da editora. Esse pacote não terá brindes. Não há uma previsão concreta de quando o título irá retornar. Mais informações devem ser dadas no decorrer das próximas semanas/lives.

Pré-venda de Given: A pré-venda do segundo volume de Given deve começar em breve. Segundo a editora, eles farão a pré-venda de um volume assim que o anterior sair. O volume 1 acabou de sair, então em breve deve começar a pré-venda, e assim que esse volume for lançado, começa a pré-venda do terceiro e assim por diante.

Assinatura de GTO: perguntaram se há possibilidade da assinatura de GTO retornar. O Júnior disse que sim. Pode acabar voltando, porque a editora ainda não começou a lançar nenhum volume desse pack dos volumes (13 ao 18).

Perguntaram se pretendem publicar mais GLs e a editora comentou que teremos sim mais GLs, mas que é preciso finalizar “Citrus” primeiro, para ver como foi o desempenho da obra.

Uma pergunta interessante: alguém perguntou para a editora qual foi o BL de maior sucesso da editora. O Júnior respondeu que “JOY” foi o que teve maior aceitação pelo público (não é atoa que a editora anunciou a continuação da obra). Segundo o Júnior, as tiragens para obras BLs ainda são baixas. Segundo eles, Given deve vir a se tornar o BL de maior aceitação do público e se tornar o mais vendido entre os BLs publicados pela editora. Ainda sobre Given, o Júnior disse que a surpresa da obra prometida meses atrás, não deve acontecer tão cedo infelizmente, porque era algo para ser divulgado em eventos (NewPOP Day? Anime Friends?).

Por fim, fiquem com a thread da live e a curiosidade que o Júnior disse na live :).


Live do dia 11/06:

O primeiro assunto de maior relevância comentado nessa live, foi sobre a Carta do Editor do mês de junho. A carta deveria sair até este domingo, mas até o momento que estou escrevendo essa postagem (21:00 horas de domingo), ainda não foi ao ar. Para quem ainda não sabe, a Carta do Editor é um texto escrito pelo próprio Júnior, no qual ele dá uma geral sobre como foi o mês para a editora, falando algumas novidades, previsões e o que mais tiver para contar :). A carta do mês passado (leia aqui) foi um tanto preocupante, visto que a editora perdeu mais da metade do seu fluxo de vendas devido à pandemia. Veja um pedaço da carta abaixo:

Carta do Editor de Maio:

(…) Desde que a quarentena foi oficializada e o comércio, fechado (como todo negócio não essencial) estamos sentindo as dificuldades de perto. Imediatamente, enviamos um comunicado aos nossos parceiros comerciais anunciando medidas de apoio, aumento de descontos e prorrogação de prazos de pagamentos. As medidas obviamente foram bem vistas por nossos parceiros, mas, mesmo assim, fechamos o mês com uma redução de mais de 80% no volume de pedidos e, pasmem, uma diminuição de mais de 85% no faturamento da empresa.

Chegou as provas da gráfica do primeiro volume de Solo. O Júnior mostrou as provas da capa e algumas páginas do miolo que são os testes de cores, para ver se está tudo ok. Eu não consegui tirar print, porque tem perda a qualidade da imagem, mas se vocês quiserem ver, eu vou deixar o link com o momento certinho que ele mostra abaixo :).

Segundo o Júnior, esse volume de Solo deve ter ido para a gráfica na sexta-feira ^^. Vale dizer que, devido à pandemia, talvez a produção da novel de Solo tenha um pouco de atraso. Segundo ele, é coisa pouca, não deve alterar muito o prazo de entrega do produto.

Re: Zero: com o lançamento do trailer da segunda temporada e a confirmação da data de estreia da segunda temporada do anime, a editora está correndo para conseguir lançar o volume 13 antes de começar a segunda temporada em julho. A editora não tem certeza se irá conseguir lançar antes, porque apesar da tradução estar feita (eles tem até o volume 18 traduzido), o que demora mais é a aprovação do material.

Toradora!: o oitavo volume de “Toradora!” ficou para julho. A ideia da editora era que Toradora! seja mensal nessa reta final da obra, mas algumas aprovações estão demorando um pouco, porque apesar das coisas estarem um pouco melhores por lá, as editoras tem que responder diversas outras editoras de diversos países do mundo. É um volume muito alto de e-mails acumulados para responder.


A partir desse momento, a live ganhou foco no assunto principal escolhido pelo público em uma enquete no Twitter da editora, sobre como é o processo de escolha de alguma obra da editora. Estando avisado, vamos lá :). É bom dizer, primeiramente, que não há uma fórmula para seguir. A escolha de algum título não tem um passo à passo definido. Algumas dão certo, outras vão por outros caminhos e por aí vai.

Recepção no Japão: segundo o Júnior, a editora vê a aceitação da obra em seu país de origem, as críticas que a obra está recebendo por lá, se foi nomeado ou se já recebeu alguma premiação (prêmios valorizam títulos ^^). A editora tem alguns contatos que moram no Japão e informam para eles o que anda ganhando destaque, o que está bombando por lá. A editora também observa alguns dados como os rankings de vendas semanais e as tiragens dessas obras.

Recepção internacional: a recepção de alguma obra internacionalmente é importante.Não significa que porque está sendo um sucesso lá fora, que será aplicado aqui também. O Júnior mencionou “Cavaleiros do Zodíaco” que é um grande sucesso aqui e na França, mas não foi tão bem recebido nos EUA. Culturas diferentes exigem análises diferentes. O sucesso no exterior é um fator, mas não é tão “cru”e precisa de estudo.

Críticas da imprensa especializada: o Júnior disse que fica de olho nos títulos que a imprensa especializada está fazendo críticas (mas é agora que eu começo a fazer postagem dos mangás que eu gosto XP). E não só a imprensa que fala de mangás, a de quadrinhos em geral ou de cultura pop/nerd. Algum site de renome fala bem de algum título que está fazendo sucesso ou de alguma temática que é aborda no mangá. O Júnior citou “A Voz do Silêncio”, que falou sobre o preconceito com surdos e que chamou atenção de pessoas que são fora da bolha de mangás, o que é ótimo para a editora, pois é sempre bom alcançar novos públicos/leitores.

Sugestão da editora do país de origem: vez ou outra, alguma editora pode vir e sugerir para aqui negociar alguma obra (nota: eles não são obrigados a aceitar a oferta). O Júnior comentou que as vezes as obras que eles sugerem, são obras que acabam não sendo do interesse da editora, ou que estão entrando na “janela de negociação”. São obras que vão para “leilão”, sendo disputado por duas ou mais editoras do país. A editora às vezes recebem algumas indicações de títulos que são voltados para os estilos de obras que a NewPop publica.

Adaptações: a editora também recebe informações privilegiadas das editoras japonesas, de obras que vão ganhar adaptação para anime ou live action, antes de ser divulgado publicamente. O Júnior comentou que a editora tem obras para anunciar que vão ganhar adaptação em anime… Estamos de olho hehe.

Recepção no Brasil: se a obra já tem anime, como foi a recepção dessa adaptação aqui? O anime está disponível em alguma plataforma daqui (Netflix, Crunchyroll, Amazon Prime)? Vale dizer que em breve a editora fará outra pesquisa de perfil de público, para quem não sabe, de tempos em tempos, a editora lança uma pesquisa fazendo uma série de perguntas sobre os gostos do publico, sugestões de melhoria, críticas, indicações de títulos, além de sorteios para quem participar :).

Cantinho de Sugestões: o canal oficial de pedidos da editora e é o canal que a editora leva a “sério” quando se trata de sugestões de obras. Os leitores pedem nas mídias sociais da editora, eles curtem e vêem, mas o que é levado em consideração mesmo é o que é pedido no Cantinho de Sugestões (você pode deixar sua sugestão aqui). Segundo o Júnior, a cada uma semana ou 15 dias, a editora vê tudo o que foi pedido lá e faz uma métrica daqueles pedidos, faz comparações com o que foi pedido em outras semanas. Obras como “Made in Abyss”, “Madoka Magica” e “Citrus” vieram de lá. “Loveless” também saiu daquela seção, mas ele entra em uma questão de que nem tudo que o público pede, será uma garantia de venda. Não é porque tem mil pessoas pedindo obra “x”, que essas mil pessoas compraram caso ele venha para cá.

A editora ainda leva em consideração:

  • A série está completa, ou está próxima de ser concluída?
  • O autor é conhecido?
  • Ele tem uma má reputação? No sentido de deixar obras inacabadas.
  • Qual a previsão de término?
  • Em quantos volumes o autor pretende encerrar a obra?
  • Cabe no nosso cronograma?
  • Como se saiu séries similares no Brasil?
  • Como seria a melhor forma de publicar no Brasil?
  • Que público essa série iria conquistar?
  • Como está a disponibilidade dessa série? Estão licenciando para o Brasil?
  • Quais as exigências das editoras e do autor?
  • Qual o valor da série?

Com esses tópicos, a editora consegue ser mais ampla no julgamento deles. Eles não podem “abraçar o mundo” e sair anunciando séries longas, pois eles já tem algumas muitas (GTO, Re: Zero e Shakugan que estão sendo publicados e Zero no Tsukaima, que sequer começou). A editora foge de obras que se encontram em hiatus, porque não passa confiança para o leitor. Foge de obras que foram canceladas no Japão porque não tem muito sentido trazer para cá algo que foi cancelado.

Pode acontecer também da licença de determinada obra não estar a venda, seja pelo autor ou a editora não querer negociar, ou até mesmo com obras mais antigas. Outra coisa que pode ocorrer é o direito da obra estar envolvido com tantas empresas, que se torna “impossível” você licenciar. Uma empresa “joga para a outra a responsabilidade”.

Segundo o Júnior, mangás cancelados por outras editoras podem ser mais difíceis de licenciar novamente, porque o autor pode ter ficado chateado, ou até a editora do país de origem pode ficar brava dependendo de como se deu esse cancelamento (vide cancelamento de “Nausicaa”, né Conrad?).


Algumas informações adicionais: o sexto volume de Given deve ter previsão de lançamento no Japão divulgado em breve. A próxima live da editora, que ocorrerá nessa quinta-feira, TALVEZ seja sobre o processo de licenciamento de Given. Os bastidores da negociação, o processo de tradução e adaptação, entre outros detalhes. A live deve ter a participação de outros membros da equipe da NewPOP, porém não é certeza ainda.

Ainda sobre Given, o Júnior comentou que a obra trouxe novos leitores para editora. Não que fossem novos no meio dos mangás, mas novos para editora, porque eram leitores de scan. Infelizmente, alguns sequer sabiam que a editora publicava BLs, ou até mesmo que o BL x que a pessoa gosta, já havia sido lançado no país.

O Júnior disse que infelizmente, light novels ainda vendem menos do que mangás (não é uma surpresa realmente). Ainda na fala dele, as LNs só vendem bem, se elas forem séries populares. Ele disse que as vendas serem menores, um dos fatores prováveis está associado ao público não ter hábitos de leitura e por quadrinhos serem mais fáceis/práticos de se ler. Inclusive, na fala do Júnior, “Toradora!” é um título que não é um dos grandes sucessos da editora, mas se paga pelo menos e traz seus benefícios para a editora (quero/queria “Golden Time *_*).

O Júnior tem alguns autores no LINE (basicamente é o WhatsApp japonês) :).


Por fim, fiquem com a melhor “coisa” que teve nessas três lives ^^.

2 comentários em “Resumo das lives da NewPOP (28/05, 04/06 e 11/06)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s