Resumo (NADA INFORMATIVO) sobre as lives das editoras NewPop e Panini de Março

Um post com nada de informação, somente a preocupação com a verdade (ou a falta dela xP)

Como hoje é 1º de abril e eu detesto notícias fake, decidi fazer um outro tipo de postagem para representar essa data do dia dos tolos. Para quem me segue nas redes sociais (Twitter: @rubnesio), sabe que não consigo levar a sério as palestras e as lives das editoras de mangás nacionais. Existe muita demagogia no discurso para agradar os otakus mimados que estão em anseio para um anúncio de um ecchi genérico qualquer. Já prevendo (que foi confirmado na live da PANINI) que as lives seriam tediosas, tenebrosas e amadoras, eu estava jogando a responsabilidade da cobertura das mesmas para o @alexsanderluiz58, pois ele tem que SOFRER POR ESSA AGONIA ETERNA (jovem tem mais energia e disposição do que os mais velhos) de ter que assistir tudo, para informar o pessoal, posteriormente, no blog e no Twitter. Se eu já não aguento as palestras da faculdade da minha área, imagina ver editores-chefes, sem conhecimento algum sobre interação em tempo real digitalmente, perdidos tentando responder a tudo e a todos os tipos de questionamentos idiotas feitos nos chats (tinha até comentário de como o Levi estava gostoso com a barba. Não dá para tankar esse nível de carência amorosa dos otakus, cacete).

E eu estava pulando de alegria de ter conseguido jogado essa bomba no colo do Alê. Só que por infelicidades do destino (e o Alê inventando desculpa para fugir do trabalho), sobrou para mim em acompanhar essa autoflagelação audiovisual das nossas editoras brasileiras. Vou começar pelo “menos pior” que foi o da NewPop (é que perto do que foi o da Panini, QUALQUER COISA SERIA DIGNA DE PREMIAÇÃO).

Não tem como não começar a falar sobre essa live da NewPop, sem falar da SUPER ANIMAÇÃO que o Júnior estava na transmissão. Movido a DEZ latas de RedBull e rebite, o nosso querido dono da NewPop estava EUFÓRICO (o próprio afirmou no começo da live), PULANDO DA CADEIRA, GRITANDO, BERRANDO, DEMONSTRANDO UMA EMPOLGAÇÃO GIGANTESCA A CAUSAR INVEJA AO SÉRGIO MALLANDRO (ou não…não sei…cada um demonstra na medida do possível sua felicidade, mesmo que não aparente xD). Só que temos um outro fator que obscureceu tamanha demonstração entusiasmo que foi o ÁUDIO.

Claramente nosso excelentíssimo Júnior não leu o tutorial do Fórum do Clube do Hardware a como configurar sua máquina para fazer uma Livestream. Até sua sinceridade o impediu de mentir, revelando que não sabia nem como ele conseguiu começar a live, necessitando o auxílio emergencial, de plantão, da Youtuber Gabi Xavier, numa eficiência maior que o nosso atual sistema do SUS brasileiro no combate ao CoronaVírus. E como fez falta essas videoaulas feitas por canais que ensinam a piratear o Windows 10, de como arrumar o OBS(programa de Stream) nas configurações dos canais de áudio. E numa junção de falta de experiência do host, com a ausência de um estabilizador ligado ao Notebook para controlar a alta tensão de energia elétrica da empresa, resultou na captação de um microfone MONO, com ALTOS barulhos estáticos. Estava INSUPORTÁVEL o barulho de ventilador industrial que saia da transmissão. Eu estava mais preocupado do quanto seria uma consulta em um otorrinolaringologista pela surdez causada naquele instante, do que estava prestando atenção na propaganda que o Júnior tentava fazer com os títulos em publicação atualmente pela NewPop. Sendo sincero, eu nem me lembro do que foi dito ali, só querendo não ter que ir a um psiquiatra por ter endoidado pela alta exposição de barulhos ensurdecedores.

o nesses momentos que meu tio ia chegar, meter uma tapão nas costas e ia falar: “Corrige essa postura moleque”.

Ainda assim, ignorando os pedidos de socorro e de súplicas para pararem a chiadeira, o Júnior continuou sua apresentação de PPT planejada no roteiro, como se nada estivesse acontecendo. Falou dos mangás, das novels, de como está tomando ‘cambão’ do pagamento das livrarias com a desculpa da epidemia, de como estocou papel para futuras crises na casa dos bisnetos que ele ainda não tem, da estratégia de “Se vende, bora fazer. Se não vende, joga na gaveta”, de como foi um erro pegar as novels de Shakugan no Shana e Zero no Tsukaima e que vão publicar quando der (mas vai pegar essas novels antigas com mais de 20 volumes, vai…agora está com esse pepino gigante jogando por debaixo do tapete. Em vez de trazer Oregairu, que vai ter anime nessa temporada, traz novels de franquias extintas atualmente no meio otaku. Fica aqui minha crítica), de como não tomar bronca do Mark Zuckerberg por mostrar nudez/pinto do mangá de Devilman da maneira mais brasileira possível, de como levar a sério o meme “Nunca mais eu vou dormir” praticado pelo Júnior desde do começo da quarentena (24 horas na empresa, sem TOMAR BANHO inclusive…tá, foi exagero da minha parte, mas só penso no CAOS que deve estar o local xD), e de como NÃO fazer um programa estilo Teste de Fidelidade em construir um suspense para um anuncio grande.

Entretanto, quando anunciaram Given, TODO MUNDO esqueceu da dor de cabeça pelo zumbido no ouvido do barulho incomodativo, da demora de mais de 1 hora em fazer funcionar a transmissão, do Júnior “sentir vergonha do pai e da mãe” por sempre ter o olhar direcionado para baixo (minha mãe adora falar essa merda), de como a Ana (que trabalha na editora) estava afoita, quase entregando o título no Twitter antes do chefe e de como foi o FLOOD de pedidos do pessoal enchendo o saco deles para publicarem o mangá por aqui. Parecia um sentimento de alívio, felicidade, com juras de mortes canceladas (vou explicar mais adiante no texto), com todo mundo beijando os pés do Júnior e da Ana por trazerem Given para cá, com promessas de sucesso de vendas, entre outras coisas mais. Ainda teve um perguntas e respostas no Youtube (QUE PELO AMOR DE DEUS JÚNIOR, FAÇAM AS LIVES NO YOUTUBE, QUE LÁ É MUITO MELHOR QUE NO FACEBOOK PARA ASSISTIR) sem grande relevância para o que estou comentando aqui.

Apesar de ter zoado, achei a live interessante de acompanhar por justamente ficar atualizado com o que está acontecendo com a NewPop, qual a previsão dos títulos que estou comprando e de como eles estão tentando superar a mais uma crise que está instalada mundialmente por causa de uma doença. Mesmo com os deslizes do Júnior com o áudio e da zero espontaneidade dele quando foge do roteiro (fica mais perdido que barata tonta), ainda sim teve seus momentos que realmente me interessei por acompanhar o que estava sendo dito. Talvez porque a live da Panini foi UM DESASTRE e o nível de aceitação ficou lá embaixo? Talvez…contudo, ainda gostei do que vi. Mas falando na DESGRAÇA…

Pode vim falar o que quiser, que o Instagram é a nova ONDA DO MOMENTO (me sinto mais velho a cada vez que escrevo gírias dos meus pais), que LIVESTREAM com a tela na vertical é o sucesso, os caralhos à quatro. FODA-SE. No momento em que estou vendo algo de alguma editora com possíveis títulos que eu queira comprar, a última coisa que eu quero é ter que ver, é o rosto do Levi a 4 cm da tela e como ele deixa embasado a lente da câmera com sua respiração. Quero notícias, quero informações, anúncios. Não quero nego puxando saco do editor em busca de estágio CARALHO. Nem sei por onde começar, porque essa live, ainda que acompanhando em parcelas (não vi por inteira, sem pausas), foi um belo PÉ NO SACO. Entendo que a Panini quer responder a todos, incluindo os fãs de HQs e gibis brasileiros, mas tem as redes sociais para quê então???. ÔÔÔ Levi, perguntas e respostas aleatórias não é a melhor maneira de deixar o pessoal informado. E O PIOR é que dava para ver que o Levi não tinha preparo nenhum para fazer a Live. Chegou no ponto em que o próprio, esqueceu que já tinha anunciado Jujutsu Kaisen, ficando assustado quando a galera começou a perguntar sobre o mangá. MUITO AMADORISMO.

E como o tema era livre, TINHAM PERGUNTAS DE TUDO. DE TUDO MESMO. Teve até um cabeça chegou a perguntar quando a Panini iria publicar o próximo volume de The Ancient Magus Bride, sendo que o mangá é de uma outra editora. TAVA UMA LOUCURA. Tinha que catar grãos para fazer uma panela de arroz. Porém, teve uma coisa que fudeu com a minha cabeça que foram as respostas genéricas. “Previsão para título X?”, resposta “Vai sair quando sair.”, ou “Quando vai sair mais de SAO?” (ainda odeio a franquia, avisando), resposta “SAO vem esse ano. Talvez ano que vem”, ou “Vai sair mais sagas de JOJO?”, resposta “NÃO SEI COMO ESTÁ, mas se vendeu bem, vai vim mais. Se não vendeu legal, não vem mais.”. Essas respostas ficaram no esquema: “Nada confirmado por agora e quando soubermos de algo, NÃO IREMOS INFORMAR PORQUE NOSSAS REDES SOCIAIS E O SITE OFICIAL DA EDITORA NÃO PUBLICA INFORMAÇÃO ALGUMA SOBRE OS MANGÁS.” Um belo “Te fode aí, te vira.”.

Inclusive, o ‘te vira’ serviu para muita coisa também das respostas do Levi: “Reimpressão de One Piece ou Bleach?” –  Te vira e te contenta com o digital; “Os mangás não chega mais na minha cidade, o que eu faço?” – Te vira; “Mas Levi, os mangás desse mês também não encontro mais.” – Te vira; “Mas eu quero um ECCHI SAFADO PELA PANINI LEVI” – Te vira…Era tudo um “O problema não é meu e sim da logística da empresa. Mande um email ou fale conosco nas redes sociais (que não respondem quando o assunto é sobre problemas).” Foi um “joga a culpa em outro setor” que vai estar tudo bem. Só fiquei pensando nos coitados dos estagiários que cuidam das redes sociais da Panini depois que o Levi afirmou: “Sugestão de títulos? Mandem tudo no nosso Facebook. Reclamações? Mandem para as nossas redes sociais. ENCHAM O SACO PARA TEREM SEUS PEDIDOS ATENDIDOS!”. Como não é ele na linha de frente, foder com outros de outros setores é refresco. xP

Como a live não está mais disponível, fica minha revolta aqui por não conseguir tirar prints para memes futuros.

Só que eu deixei o final para reservar um espaço final para Given. “Mas UÉ??? Mas Given não está na NewPop???”. Sim, os direitos estão com eles. Só que a live da Panini foi no dia anterior ao anúncio do mangá pela NewPop. E teve uma viewer que perguntou, na maior inocência, do que o Levi achava de Given na Panini. Mais rápido do que foragidos fugindo da polícia, o editor-chefe respondeu: “ÓBVIO QUE EU GOSTARIA DE GIVEN NA EDITORA PANINI.”. Sabia que esse comentário iria render alguma coisa e publiquei no Twitter do blog. Só que eu ACHO que as coisas MEIO que saíram MEIO fora de CONTROLE. No momento que postei a citação, FUDEU. Eram juras de morte, de ódio, de suicídio, de terror só da cogitação do título sair pela Panini. FOI INSANO. Teve até cabo de vassoura, Levi, empalar, tudo na mesma frase. FIQUEI ASSUSTADO com o que eu li e vi.

Para terminar esse texto, só dou um toque para o Levi: AGRADEÇA MUITO A NEWPOP MEU CARO, PORQUE ELES TE SALVARAM DE UMA ENRRASCADA FUDIDA, ASSIM, DEIXANDO A TRANQUILIDADE PARA VOCÊ PODER ABRIR SUAS CORRESPONDENCIAS DE SUA CASA SEM A PREOCUPAÇÃO DE SUBSTÂNCIAS ESTRANHAS PRESENTES NELAS. XD

EDIT 1: não comentei da live da JBC de propósito já que nem para ser ruim o bastante para fazer piada, o povo de lá conseguiu. #DECEPÇÃO. O Del Greco já foi melhor em SER RUIM. Só por causa da nostalgia dos anos 80 e de abandonar o formato de vídeos informativos, que significa que vai ter a minha atenção para zoar. E PELO AMOR DE DEUS, voltem com os vlogs semanais, porque suas carreiras de streamers descolados e vídeos de 10 segundos (Tik Tok) espalhados pelas centenas de contas das redes sociais da editora, está fadado ao fracasso.

2 comentários em “Resumo (NADA INFORMATIVO) sobre as lives das editoras NewPop e Panini de Março

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s