Darwin’s Game #4 – Impressões Semanais

“FLIPFLOP’S” é um erro que nunca deveria ter existido!

Mais uma semana, outro dia de sofrimento. Como já dissemos nos outros posts comentando este anime quase perfeito, tudo o que nos resta é ir fazendo contagem regressiva para terminar este lindo e maravilhoso. Vamos às impressões do episódio que é o que importa ^^.

  • Impressões do episódio:

Rub – Alê, o anime de Darwin nem ao menos tenta fazer algo coeso. O episódio 4 já começa logo de cara em um flashback, sem contexto, sem explicação alguma. E tudo isso só serviu para mostrar em como a guria Hacker ganhou seus poderes. Vemos que ela é picada pela cobra do game e nem desmaia. FICA TRANQUILA e NEM TEM ALGUMA ADVERSIDADE, diferente do protagonista que desmaiou quando entrou no jogo da mesma forma. Em seguida, o poder dela que parecia ser de “prever o futuro”, mas é algo diferente, mais relacionado a probabilidades e estatísticas. Bizarro esse conceito pseudocientífico…

Alex – Sim. Pior que o anime começa com uma cena no meio da luta que dura 1 segundo e corta para o passado. É bem “???”. Assim, o autor não consegue pensar nada um pouco melhor para encaixar as explicações dos poderes ou o que quer que seja. Nada é bem encaixado, tudo é um grande “quem se importa?”, justamente por essa montagem ser mal feita. Essa cena dela ser picada e não desmaiar só me fez pensar “Nossa…e o Kaname que é o forte da história toda”. A garota aguentou como se não fosse nada e ele desmaia hahaha. Outra coisa é que ela “não liga” que saiu uma cobra do celular. SUPER NORMAL E QUE ACONTECE DIRETO NOS SMARTPHONES. Se Laplace estivesse vivo, ele com certeza estaria ofendido com a forma que usaram a teoria dele. XD

Rub – Com certeza. Eles tentam explicar CIENTIFICAMENTE o bagulho, mas o poder é sem relação alguma com as teorias de Laplace. O autor matou as aulas da escola com certeza. E para quê tivemos esse todo flashback? Para ter uma cena EDGY da guria amiga dela sendo estraçalhada por cacos de vidro. Só desgosto por essa sequencia inicial com sua opening genérica. Só quero levantar um ponto falando na Hacker. TODO MUNDO É CALCULISTA??? O protagonista, a hacker e o florista… tudo GÊNIOS da ERA CONTEMPORÂNEA em que fazem ALTOS PLANEJAMENTOS COMPLEXOS, sendo que era só para a ser a guria a mentora dos planos mais elaborados. A personagem perde força quando todo mundo é igual a ela.

Alex – O autor deu um tapa na cara do Laplace XP. Cena EDGY? Não pode faltar. E não existe vidro temperado nesse mundo não? Estava saindo cacos de vidro enormes… Autor hora de sair de casa e ver que existe uma coisa chamada vidro temperado justamente para que ISSO não aconteça. Além de que, o carro bate de frente com o poste e o vidro sai de lado??????? E pois é cara, o anime se quebra a todo instante, você pisca e ele joga algo que ele acabou de “construir” para o alto. Que desgosto. Ao menos eu consegui rir bastante com esse episódio.

Rub – Sim. Mas o que eu queria entender foi toda essa sequência dessa fuga já que, POR ALGUM MOTIVO, o protagonista e a Hacker se escondem em um quarto, são cercados e somem feitos truque de ilusão SEM O FLORISTA e seus zumbis verem. COMO??? O mapa do prédio é um triângulo e vendo de fora é um hexágono??? QUAL O SENTIDO DISSO??? CADÊ A COERÊNCIA??? E como a guria desceu todas aquelas escadas, plantou bombas nas plantas do 25° andar e ainda teve tempo de fugir de novo??? Além de prever as coisas, a guria tem super velocidade, só pode. Toda essa sequência teve, no máximo, uns 2 minutos de tempo corrido na história. Foi muito estranho essa passagem de tempo.

Alex – Tudo depende do ponto de vista Rub. As vezes uma reta pode ser uma curva, então um triângulo pode ser um hexágono XD. Mas falando sério, você não tem noção alguma de espaço, porque uma hora as escadas estão bloqueadas, mas aí eles descem e sobem as escadas e você não tem como saber. O corredor é outra coisa que me incomoda. É muito estranho o espaço daquele prédio. E agora tudo que a hacker faz, o autor usa Laplace como desculpa. Subiu e desceu as escadas, é Laplace. Desviou de um tiro, é Laplace. Conseguiu chegar no térreo sem dificuldade alguma sendo que tudo estava bloqueado, é Laplace. E ainda, no começo do terceiro episódio ela diz que não sabia muito do “Florista”. Nesse episódio ela disse que comprou informação sobre o cara… QUANDO???? Lembrei que já tem mais de 1 episódio que a Shuka está indo para aquele prédio e não chegou até agora, top.

Rub – Verdade. Quando ela encurrala o florista, a Hacker diz o nome completo da criatura. Também não sei como ela descobriu isso. Certamente vão usar o Laplace nessa parada para explicar como ela descobre as coisas no vácuo. E a Shuka não chegar no local é igual aos cinco minutos do Freeza em Dragon Ball. xP. Mas eu quero falar da nova habilidade do protagonista, que é a invisibilidade. Por que eu falo disso? É bem simples. Porque o Kaname, além de conseguir descer para o 24° andar, ele passou despercebido por TODAS AS CÂMERAS DO ANDARES INFERIORES e chegou no térreo, como se fosse fácil tudo isso. Muita conveniência não é MESMO!? Também esqueci que ele tem super velocidade Alê, porque não tem elevador funcionando e o maluco desceu em dois minutos 24 andares de escada. Excelente senhor FLIPFLOP.

Alex – E parece que Laplace também altera a trajetória das coisas. No meio do episódio, quando ela diz “Laplace”, a bala que estava vindo na direção dela, faz uma curva. Que merda é essa???? O tempo nesse anime funciona diferente, não é possível. A Shuka estava quase do lado do prédio e ainda não chegou. Lembrando que ela usa as correntes dela, então ela sai voando estilo Homem-Aranha. Já o Kaname conseguiu descer o prédio inteiro em dois minutos.

Rub – É tudo muito ruim. E para ser o clímax do episódio, nada melhor que o florista se TRANSFORMAR EM UM VILÃO FANTASIADO DOS POWER RANGERS e sair na mão com o Kaname (e antes ele estava com roupa de mergulhador. POR QUÊ??? Não sei o motivo e o anime não diz o que levou a estar vestido assim. Trabalho? Hobby? Vai saber, já que o roteirista que é o autor não responde). Que lutinha fajuta. O cara faz um escudo muito parecido com o que fazem nos Cavaleiros do Zodíaco e tem o controle dos caules das plantas. Enquanto o nosso PROTA faz uma LMG. MARAVILHOSO ESSA MERDA. Ainda o florista confirmou que o Kaname PRECISA VER para copiar as paradas. A cena da caneta do primeiro episódio faz menos sentido ainda cada vez que os episódios vão passando. O Kaname tira essa copiadora MASTER do cú, porque OS PRÓPRIOS PERSONAGENS FALAM e QUE CONTRADIZ O PRÓPRIO ROTEIRO.

Alex – Começo a pensar que isso é uma indireta para biólogos. É impressão minha ou quase todo ser humano que mexe com plantas vira um doido psicopata??? (Oi Hera Venenosa). E outra, a habilidade do florista não faz sentido. Primeiro começa dando a entender que os caras que estavam no elevador estavam mortos. Depois disso, eles levantam quando é conveniente mas até aí ok. Depois os caras estão vivos e o que “motiva” eles a se moverem é a busca por anéis. Então isso quebra a ideia de que eles estão sendo controlados. O que “controla” eles não é um esporo ou algum tipo de feromônio. NÃO! É literalmente aquelas plantinhas que ficam em volta deles igual marionete. Vai se foder. A minha suspensão de descrença com essa luta foi pro inferno no momento que o vilão do Power Ranger dá um soco no Kaname. Ele voa para a puta que pariu e levanta como se não fosse NADA. TOP DEMAIS!!! E a habilidade do Kaname não era só copiar as coisas? COMO RAIOS ELE AUMENTOU A PRESSÃO NA PORRA DA BALA??????????

Rub – Ele tinha que tocar nas coisas para fabricar elas. Agora ele sofreu um UPDATE, já que o Kaname visitou seu ANTEPASSADO que CONVENIENTEMENTE fabricava armas. Toda essa doideira revela que o Kaname é DESTINADO a fazer armas. E como ele tomou um soco do Florista que foi capaz de quebrar o chão todo do térreo, e não teve lesões internas nos órgãos, não irá me surpreender se o Kaname tiver um outro antepassado que conseguia se curar rapidamente. Já que pode tudo, não duvido de mais nada no roteiro.

Alex – Ah! Verdade! Nem lembrava mais desse antepassado. O Kaname “Quem é você?”. O ferreiro é literalmente a cara do Kaname. E no fim essa luta não serviu de NADA, já que agora eles vão trabalhar juntos. Parabéns FLIPFLOP’S!

Rub – E aconteceu a mesma coisa com o maluco que atacou o Kaname no episódio 2. “Corro na velocidade da luz e queria matar a Shuka, mas vou virar seu amiguinho.” QUÊ??? Todo mundo que o PROTA vencer, vai VIRAR PARTE DO CLAN??? Que farofa essa história, MEU DEUS DO CÉU. E Alê, a animação está morrendo aos poucos no anime. Não vai demorar muito para chegar no nível Arifureta de consistência.

Alex – Pois é. Mas acho que o florista não vai durar muito não. Ele deve ser descartado daqui 1 ou 2 episódios e talvez tentem forçar algum drama do tipo “Por favor, não morre cara”, “Fala pra x que eu a amo”, “Vença esse jogo por mim”. Frases assim. Espero que a produção vá decaindo. XD. Assim eu consigo rir mais com o quão ruim é hahaha.

Rub – Sinceramente não estou me divertindo vendo o anime. Estou achando chato e tedioso. Gostaria que fosse igual a Arifureta e eu desse risada da desgraça. Só que até nisso, Darwin’s falha miseravelmente em ser ruim. O anime está sendo torturante de assistir. Espero que semana que vem tenha algo de interessante acontecendo, porque o episódio dessa semana, faltou só o silêncio para ser um sonífero perfeito.

Alex – Hahahaha. E você falou algo semelhante a isso semana passada haha. Não deu muito certo, mas nunca se sabe né. Quem sabe a Shuka não chegue e não torne mais interessante (duvido que isso aconteça, mas não custa torcer XD). E como sempre, vejamos pelo lado positivo, faltam SÓ 7 episódios agora.

Rub – Contagem regressiva para terminar a bagaça.

  • Conclusão:

Como vocês podem observar, Darwin’s Game vai de mal a pior. Isso representaria algo bom se a produção estivesse tão MARAVILHOSA como a de Arifureta (que venha a segunda temporada!!!). Infelizmente ela não está nesse nível de perfeição, mas vamos continuar acompanhando essa animação morrendo aos poucos e o “roteiro” indo para o mesmíssimo buraco. Os erros de sequência continuam uma maravilha.

Eles quebram as câmeras do andar, os zombies não chegam e eles não estão mais lá. Logo depois o florista se pergunta como eles saíram de lá, MAS ELES ESTÃO NA PORCARIA DE UMA DAS CÂMERAS. COMO ELE NÃO VIU??????
Nisso eu concordo.