Magia Record: Puella Magi Madoka Magica Side Story #2 e #3 – Impressões

RESENHA ORIGINAL DE JOÃO MARCOS NASCIMENTO. POR MOTIVOS EXTERNOS, TIVEMOS QUE ALTERAR A AUTORIA NAS INFORMAÇÕES DESSE POST, PORÉM FOI ELE O CRIADOR DESSE TEXTO.

E voltamos com as impressões semanais dos episódios de Madoka após uma semana de atraso devido a alguns imprevistos. Hoje comentarei os episódios 2 e 3! Então, Vamos começar?

O episódio começa mostrando um pouco do sonho que nossa protagonista teve no episódio anterior, com as mesmas cenas com alguns adicionais. Acho esse tipo de coisa bastante necessária para lembrar em que ponto o episódio 1 acabou, mas confesso que quando estou maratonando algum anime, isso me incomoda e acabo pulando alguns segundos do episódio que são apenas para recapitular acontecimentos anteriores.

Logo após a abertura, acompanhamos um diálogo entre Iroha e Kyuubei, no qual ele se pergunta se a irmã dela realmente existiu. Isso me deixou muito curioso, pois para afetar até mesmo o Kyuubei, a situação deve ser bem ruim… Mesmo tendo sido avisada de que a cidade de Kamihama era perigosa para garotas mágicas devido a quantidade de bruxas e também das forças delas, nossa protagonista decide ir até o hospital para tentar descobrir algo sobre sua irmã e, durante o trajeto, vários “beijos de bruxas” começam a aparecer nos passageiros e no motorista, o que significa que lá vem mais um labirinto.

Quando percebe o que está acontecendo e vê a entrada para o labirinto, Iroha entra nele e a primeira coisa que ela vê é uma garota correndo em sua direção. A personagem que acabou de aparecer arrasta Iroha e continua correndo, até que as duas são arremessadas pela explosão de um ataque da bruxa do labirinto e mais duas personagens aparecem. No momento em que aparecem, as duas personagens fazem algo que eu achei bem legal de ter sido adaptado do jogo para o anime. No jogo, isso é chamado de “connect” e é quando após dar 3 ataques, uma personagem pode conceder seu ataque a outra personagem do seu time e da buffs para a outra personagem selecionada. Depois de ter seus “familiares” destruídos, a bruxa avança, acerta Iroha e a personagem de cabelo vermelho, e a cena é cortada para Iroha acordando em um local desconhecido, no qual as outras personagens que também estavam lá dizem ser a casa uma tal de “Coordenadora”.

Quando percebem que ela acordou, as personagens perguntaram o que ela fazia alí, e após Iroha explicar a situação, as personagens se apresentam formalmente. Seus nomes são: Akino Kaede (a de cabelo vermelho), Togame Momoko (a de cabelo loiro) e Minami Rena (a de cabelo azul). Iroha vai ao hospital para ver se conseguia achar alguma informação sobre sua irmã e (como esperado, já que tudo dá a entender que a garota foi apagada da existência) descobre que não existe nenhum registro com o nome da sua irmã naquele hospital. Após sair do hospital, Iroha vai comer um sanduíche em um fast food com suas novas amigas,e enquanto ela espera o lanche na fila do caixa, descobrimos que Rena consegue usar magia mesmo estando fora dos labirintos das bruxas (coisa que achei que não fosse possível de acontecer). Sendo mais específico, ela usa magia de transformação para ficar com a aparência de outra pessoa. Voltando para a mesa e conversando mais um pouco, elas tem a idéia de usar a magia de transformação da Rena para que ela entre no hospital como enfermeira e procure mais informações que talvez não pudessem ser reveladas. Porém Rena não aceita a ideia e isso acaba gerando uma discussão entre ela e Kaede, o que acaba em uma briga entre as duas, que vão embora.

Enquanto acompanha Iroha até a estação, Momoko conta à ela sobre um boato que era contado na escola de Kamihama sobre um “monstro das correntes” que, basicamente diz que se o nome de duas pessoas for escrito, respectivamente nos 6° e 7° degraus de uma escada na escola, essas duas pessoas irão ter seus laços cortados e terminar sua amizade. Porém, se uma dessas duas pessoas se desculpar com a outra, a que fez o pedido de desculpas é levada pelo monstro das correntes. A cena corta para o dia seguinte, onde é mostrado Kaede olhando para a escada dos boatos de uma maneira que dá a entender que seu nome está escrito na mesma e, se fosse para chutar, diria que o nome no degrau seguinte é o de Rena.

Algum tempo se passa e vemos Iroha se encontrando com Kaede e Momoko na estação, chamaram ela lá, pois Rena não havia voltado para casa e elas precisavam de ajuda para procurá-la. Depois de um tempo procurando, acabam encontrando ela em um Fliperama, transformada em outra garota. Após ser descoberta, Rena tenta fugir, mas as garotas alcançam ela e Kaede se desculpa pela briga do dia anterior e, logo após ela pedir desculpas, uma bruxa com correntes aparece (inesperado) e o episódio termina mostrando o nome de Kaede escrito na escada.

E assim terminamos o segundo episódio, a partir de agora irei comentar o terceiro episódio do anime.

Fiquei bastante confuso com o começo do episódio. Não entendi o que estava acontecendo, pois não parecia ter ligação com os fatos ocorridos no final do episódio anterior. Na cena, são mostradas 3 garotas brincando com um trenzinho que acaba incendiando uma pilha enorme de livros que estava por ali. Após isso as garotas conversam e descobrimos que isso era mais um sonho da Iroha sobre sua irmã, o que esclareceu minhas dúvidas sobre o que era aquilo e o que estava acontecendo. Após isso, Iroha volta para Kamihama e se encontra com Rena e Momoko e ao que tudo indica, Kaede desapareceu depois do ocorrido no final do segundo episódio e as duas chamaram nossa protagonista para ajudá-las a procurar pela garota desaparecida.

Depois de se encontrarem na estação, as três vão para a casa da coordenadora, a qual finalmente nos é mostrada e apresentada, seu nome é Yakumo Mitama, e como já foi dito, ela age como um “suporte” para as garotas mágicas de Kamihama. Elas foram até a casa da coordenadora para usar o local como ponto de encontro para se encontrarem com Yachiyo, que não parece muito feliz de ver Iroha alí (bem, ela disse pra Iroha não voltar para Kamihama, então é bem compreensível não gostar da presença dela no local). Elas conversam sobre o ocorrido e pedem a ajuda de Yachiyo para salvarem a Kaede. Uma fato interessante que vi por aí é que o livro que Yachiyo mostra para as garotas tem o mesmo nome que uma das músicas do jogo.

Após essa conversa, Mitama dá a idéia de ajustarem a Soul Gem de Iroha, na tentativa de que ela consiga novas habilidades. Com isso, descobrimos que para que o “Connect” (vou usar o termo em inglês porque acho que ele se encaixa melhor) ocorra, é necessário ter sua soul gem ajustada.

Depois que o ajuste foi feito, as 4 foram para a escola, para tentar chamar a atenção da bruxa e resgatar Kaede. Achei interessante as mensagens que foram mostradas na cena delas andando pelo corredor da escola, como se os colegas de classe da Rena e da Kaede estivessem discutindo sobre o que ocorreu. Elas chegam até à escada na qual são escritos os nomes e tem o plano de escrever o nome de Momoko e de Yachiyo para atrair a bruxa e destruir a mesma, salvando Kaede. Nesse momento começam as cenas de transformação de cada uma das garotas. Infelizmente meu celular não possibilita fazer Gifs com mais de 6 segundos, mas vou colocar uma imagem de cada porque eu amo as cenas de transformação de Madoka. Elas se transformam e vão para o telhado colocar seu plano em prática. Momoko se desculpa com Yachiyo e visse versa, porém nada da bruxa aparecer. Provavelmente porque a briga não era verdadeira. Então, para tentar trair a bruxa, Rena declara suas desculpas à Kaede e também não funciona. Iroha acha que não funcionam por não serem desculpas sinceras, o que irrita Rena que acaba revelando como realmente se sente na situação.

Kaede se desculpa, agora sinceramente, e diz que quando Kaede voltar, ela irá terminar a amizade de vez. Com o pedido verdadeiro de desculpas, o labirinto da bruxa aparece. Após o aparecimento do labirinto, temos se não me engano um flashback do momento em que Kaede foi até a casa de Rena se desculpar pela briga do episódio anterior. No flashback, são mostrados mais dos sentimentos de Rena sobre sua amizade com Kaede. Depois do flashback, vemos Iroha acordando em uma sala e vendo Rena (transformada em Momoko) assistindo televisão. Ela diz o quanto odeia tudo, especialmente, ela mesma e, nesse momento, as duas avistam Kaede e o quarto em que estavam desaparece, fazendo com que elas voltasse para as escadarias do labirinto.

Enquanto as três conversam, Yachiyo e Momoko estão à caminho do “núcleo” da bruxa para destruí-la. E durante a conversa o Kyuubei bebê (mata esse demônio, por favor, MATA ISSO), que apareceu no final do primeiro episódio, aparece do nada, caindo no ombro da Iroha. Yachiyo e Momoko conseguem alcançar a bruxa e destroem os apoios da bruxa com um golpe (que ficou muito bonito) e enquanto ela cai, Kaede e Rena a finalizam com um connect.

Após esse golpe, a bruxa é destruída e o labirinto junto. Ao voltarem para o telhado da escola, Kaede e Rena se reconciliam e Yachiyo estranha o fato de que a bruxa não deixou nenhuma grief seed. O que significa que aquilo não era uma bruxa, aumentando ainda mais minha curiosidade sobre o que está acontecendo nessa cidade. Não gostei do fato que não explicaram o que aconteceu com as outras três pessoas que foram levadas pelo “monstro das correntes”. Foram mortos? Escaparam? Não saberemos…..Depois dos ocorridos, Rena decide ajudar com o plano para descobrir mais sobre a irmã de Iroha e entrar no hospital transformada em uma enfermeira. Lá descobre que ninguém sabe nada sobre Kaede, porém alguns se lembravam das garotas que Iroha viu em seu sonho e disseram que elas tiveram alta do hospital. Não lembravam quais eram os sobrenomes das garotas nem a época em que elas estiveram lá.

E o episódio termina com Iroha voltando para casa no trem mantendo as esperanças de descobrir o que houve com sua irmã. E agora, vamos para aos pós-créditos que me deixaram em choque pois, mesmo jogando o jogo, não consigo acompanhar a história. Isso acontece com todo gacha que eu jogo, mas eu realmente não esperava que alguém do Holy Quintet iria aparecer. Se bobear, todo mundo aparece e minha querida Kyouko vai voltar pro anime ❤️. A cena pós-créditos se baseia em uma conversa entre Kyuubei e Mami, sobre o quão estranha é Kamihama, que além de atrair as bruxas de outras regiões para ela, faz com que Kyuubei perca a consciência ao entrar na cidade. Devido a isso, Kyuubei pediu para Tomoe Mami, uma garota mágica veterana e bastante experiente da cidade de Mitakihara, ir até a cidade e investigar a situação.

Bem, e é isso que temos para está semana. Obrigado por me acompanhar e nos vemos daqui a algum tempo para falarmos sobre os próximos episódios.