Review de Houkago Saikoro Club

Me comprometi a fazer uma review de todos os animes que eu vi e que terminaram na temporada de Outono de 2019 . Serão mais de 20 animes para comentar (alguns já postados). Só que têm alguns animes que não tem muito o que comentar por suas propostas simples e enredos sem muitos destaques para elaborar algum comentário mais trabalhado. Houkago seria um desses animes. Assim, os meus comentários dessa review serão bem mais opiniões pessoais e experiências de vida do que reflexões/análises sobre o que anime mostrou embasados na parte técnica da produção do anime.

Sinopse: “O anime gira em torno da Miki. Ela acaba conhecendo a Aya, sua nova amiga de escola e juntas começam a se divertir tentando criar novos passatempos para passarem o tempo juntas. Um dia, depois da escola, elas conhecem a Midori, que trabalha numa loja que vende jogos de tabuleiro. Admiradas pela diversidade dos jogos, as três decidem montar um clube para aproveitar e descobrir esse novo mundo de jogos desconhecidos.”

Queria comprar todos os jogos que o anime mostrou

Sou fanático por jogos de tabuleiro ou games eletrônicos com multiplayer local. ADORO a confusão e o contato mais físico com meus amigos (ou adversários nesse caso), que geram aquele sentimento familiar e aconchegante por dividir as mesmas experiências com diversas pessoas queridas nessas ocasiões. Se tiver alguma bebida alcoólica envolvida, torna ainda melhor a jogatina pela comédia e zoeira.

Então, já fui ver o anime com esse sentimento favorável e até nostálgico, que me deixou propenso a já curtir o anime. E assistindo a animação, aprendi muito sobre os jogos de tabuleiros(cards) e até sua criação/produção. Na Europa, tem todo um mercado para pessoas que jogam ou adoram esse tipo de passatempo de galera. Porém, a principal parada que me chamou atenção foi a variedade de jogos de tabuleiros que existe no mundo. A diversidade dos tipos de jogos e as formas de jogar eles, são sensacionais. São muitas regras diferentes e inusitadas que, mesmo você achando-as bizarras ou não as entendendo totalmente de como são as estratégias de vitória, você fica imerso na jogatina, desejando estar lá ou ter esse jogo para poder se divertir também. Nesse sentido, o anime acerta em cheio para as pessoas que curtem jogos desse estilo.

Um slice of life tranquilo de ver

Quando eu era adolescente, não gostava de assistir animes de cotidiano escolar. Odiava porque na época da minha escola, eu estava naquele esquema de idolatrar animes shounens famosinhos, pois era o que os meus amigos e a gurizada gostavam. Assistia animes por recomendação e naquele tempo de Naruto e Death Note bombavam entre os otakus, os meus gostos foram moldados com os animes que tinha visto até ali. Com o tempo passando, fui começando a assistir mais animes de variados gêneros. Acabei tendo as minhas preferencias mudadas em relação à época escolar. E o slice of life foi se tornando uma preferência para assistir em dias que estava voltando do trabalho ou da faculdade, para um momento de tranquilidade e sossego.

Houkago é um excelente exemplo. É um bom divertimento para passar um tempo de boas e aproveitar para assistir as aventuras das gurias do clube de jogos em tentar se divertir com um passatempo pouco usual. Tem momentos de drama, já que a Midori quer se tornar uma criadora de jogos e a Aya tem problemas pessoais com o pai ausente. Ainda assim, o anime tem um clima bem alegre e até para cima, já que a obra dedica um bom tempo dos episódios para as jogatinas e momentos de diversão do grupo das protagonistas. Acaba sendo o ponto mais forte para o anime e sua ferramenta para chamar a atenção dos espectadores a “consumir” o produto.

O anime é bom, mas só bom mesmo

Eu adorei acompanhar a jornada delas, principalmente da Miki em ver ela descobrir um novo mundo dos jogos e da alegria pessoal em compartilhar isso com suas novas amigas. Só que se me perguntarem se o anime é essencial para assistir nessa temporada, eu diria que não. O anime não apresenta problemas graves como roteiro desconexo ou personagens sem carisma. Ele só não é excepcional na sua execução. Yuru Camp por exemplo, que é sobre um anime sobre de meninas acampando. Não existe um objetivo claro no clube de acampamento. Eram só episódios focados nas preparações para o acampamento em uma montanha escolhida. Porém, comparando diretamente os animes, parece que a produção do anime de Yuru Camp, sabia melhor do clima que queria passar na adaptação e fez isso com muita perfeição, passando aquela sensação de tranquilidade que o cenário natural dar para quem visita esses locais. Dá para ver o carinho em cada episódio e como os mínimos detalhes eram cuidados pelos animadores.

Em Houkago, isso tudo é meio operante. Parece que fizeram o anime, mas não pensaram em como melhorar o conjunto, dando a impressão de “entrega para conseguir a nota mínima para passar de ano”. Uma direção sem muita inspiração, trilha sonora nada marcante, animação medíocre, enredo legalzinho, resultavam nesse anime mediano. Nada se destaca para elogios ou críticas. No final, o anime vai se tornar “apenas mais um” no meio de uma temporada com mais de 40 animes lançados.

Comentários mais pontuais

Gosto do design da Aya. Acho muito lindo e, por alguma razão que não sei explicar racionalmente, ela se tornou a minha personagem favorita. Talvez pelo carisma e simpatia dela. Também curto a Midori por ela ter um sonho e da jornada dela em tentar aprender com os erros próprios na criação do seu próprio jogo. A Miki que acho mais apagada do elenco das principais em boa parte da temporada. Até acho o dono da loja e a estrangeira (Emilia) mais interessantes e marcantes que a Miki. A personalidade dela ser mais passiva, pode ter me afastado a ficar mais sensibilizado/simpatizado com ela e seus problemas. Faltou mais presença dela no decorrer da temporada. Diluir mais e deixar mais evidente suas inseguranças em vez de só trabalhar no primeiro e no último episódio do anime, melhoraria nesse aspecto ao meu ver.


O romance não faço questão nesse tipo de obra. Gostei de terem inseridos interesses românticos no enredo para algumas das protagonistas, porém podia ser tirado que não faria muita diferença para o resultado final.
Detestei o episódio de praia. Mesmo não tendo um fanservice mais acentuado das gurias de biquíni para punheteiros, eu tomei um ranço de qualquer citação de praia em qualquer anime, porque ESSA MERDA ESTÁ NA MAIORIA DOS QUE SÃO LANÇADOS atualmente. (2 dos animes do meu Top 3 animes favoritos tem episódios de praia…é uma praga essa merda).

Houkago é um anime que apresenta novos horizontes para os desavisados ou para quem desconhece a gama de jogos de tabuleiros de forma acessível, se tornando uma boa pedida para quem gosta de Slice of Life. Posso dizer que gostei muito de Houkago mais por apego e apreço pessoal do que o anime mostrou realmente na tela. Recomendo a assistir o anime se por acaso você tiver tempo sobrando ou curtir muito o gênero (ou do tema abordado), porque não é aquela obra que vai fazer a diferença na sua vida você assisti-la ou não dessa temporada com opções melhores já lançadas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s